CARPLACE

Volta Rápida: Hyundai HB20S – Estilo é o ponto alto, mas o preço…

Hyundai_HB20S_91 (3)

A Hyundai está aproveitando que o HB20 está na crista da onda para ampliar a família do modelo. Após o hatch aventureiro “X”, agora é a vez do sedã “S” ser apresentado à imprensa, num evento que ocorreu em Foz do Iguaçu (PR). Com visual bem resolvido e lista de equipamentos recheada desde o modelo básico, o novo três volumes chega às lojas a partir do dia 20 de abril para brigar com o recém-lançado Chevrolet Prisma. Mas o posicionamento escolhido pela marca coreana aponta para cima, como veremos a seguir.

O que é?

Embora seja um sedã compacto com direito à versão 1.0 (sem intenção de ser premium), o HB20S teve como referência de mercado o Ford New Fiesta e o Chevrolet Sonic Sedan, segundo a Hyundai. Em nossa visão, porém, os concorrentes diretos são carros mais simples, como VW Voyage, Chevrolet Prisma e Fiat Grand Siena. A expectativa de vendas é de 40 mil unidades por ano.

Ainda que o comprador de sedãs compactos seja um cara mais racional, em busca de espaço e porta-malas, a Hyundai focou bastante na parte emocional da compra, colocando o design como peça chave para a decisão do consumidor. Nesse ponto, não resta dúvidas de que a marca foi feliz: existe harmonia entre as partes dianteira, central e traseira de forma raramente vista nesse segmento.

Hyundai_HB20S_91 (6)

O interior é o mesmo dos demais modelos da linha: funcional, bem acabado e com materiais de boa qualidade, embora sem luxos. A lista de equipamentos é semelhante ao do HB20, trazendo de série direção hidráulica, duplo air bag, ar-condicionado, alarme, fixação Isofix para cadeirinhas e vidros elétricos nas quatro portas, entre outros itens. Só que o preço inicial de R$ 39.495 ficou salgado, principalmente se levarmos em conta que o modelo de entrada é equipado com motor 1.0 e não possui freios ABS.

HB20S_Hyundai_Porta malas

O porta-malas de 450 litros é suficiente para uma família, mas perde para o do Voyage (480 litros) e o do Chevrolet Prisma (500 litros), sem falar que ainda traz os braços tipo pescoço de ganso. Já espaço interno é o mesmo encontrado no hatch, ou seja, bom na frente e razoável atrás, com a diferença de que o banco traseiro foi reposicionado.

Como anda?

Dirigimos o novo sedã nas versões 1.0 manual (única opção) e 1.6 automática, na maior parte do tempo em trecho urbano com trânsito livre e em vias expressas, raramente superando os 100 km/h.

HB20S_Hyundai_PerfilRig9632 02

Mesmo no 1.0 as impressões são boas: com rodar firme e controlado, o HB20S é muito bom de dirigir e tem comportamento semelhante ao do hatch. A estabilidade agradou, sem prejudicar o conforto. Nesse primeiro contato, me pareceu até que a suspensão traseira produz menos ruídos em pisos irregulares sem comparada à do HB20.

A ergonomia é adequada, e os comandos de embreagem e freios são bem dosados. O engate do câmbio é leve e preciso, contribuindo para o prazer ao dirigir. O desempenho do motor 1.0 12V de três cilindros e 80 cv também convenceu. Mesmo com ar-condicionado ligado, o HB20S ofereceu respostas um pouco acima da média da categoria. Outro destaque ficou para o baixo nível de ruído na cabine, mesmo em rotações elevadas.

Hyundai_HB20S_91 (4)

Passando ao 1.6 16V automático, o comportamento dinâmico e o conforto são semelhantes aos do 1.0. Apesar de utilizar um câmbio de apenas quatro marchas, o sedã entrega boas respostas graças ao motor potente (128 cv) e ao baixo peso (1.084 kg). Além disso, pensando numa utilização familiar, com o carro carregado, o 1.6 é o mais indicado – ainda que o 1.0 não deixe a desejar.

Quanto custa?

Como já mencionamos, a versão de entrada ficou cara e deve itens importantes como o ABS. Para ter o equipamento, é necessário pular para a versão Confort Style 1.0, que custa R$ 42.675 e adiciona rodas de liga, volante com regulagem de profundidade e retrovisores com piscas integrados. A Hyundai aposta forte no apelo visual e na lista de equipamentos para enfrentar a concorrência, mas não será tarefa fácil, pois os principais rivais entregam conteúdo semelhante por menos dinheiro.

Hyundai_HB20S_27

Quem quiser um HB20S com motor 1.6 terá de desembolsar no mínimo R$ 44.995 pela versão Confort Plus, que traz ar condicionado, freios ABS, airbag duplo e sistema de som, mas não possui rodas de liga leve, regulagem de profundidade do volante nem retrovisores elétricos. A versão 1.6 completa é a Premium, que sai por R$ 50.795 com câmbio manual e R$ 53.995 com transmissão automática.

Pegando como parâmetro o Prisma, concorrente mais direto, o Hyundai é mais caro em todas as comparações de equipamentos semelhantes. A versão Confort Style 1.0, que traz freios ABS/EBD, custa R$ 42.675, enquanto o rival Prisma LT 1.0 com o pacote R8I, (que fica devendo apenas as rodas de liga leve) sai por bem menos: R$ 38.490.

Hyundai_HB20S_71

No lançamento, a Hyundai justificou que a tabela de preços do HB20S já inclui o IPI do mês de abril. Vamos ficar de olho nas vendas para constatar se a marca coreana realmente foi com muita sede ao pote.

Por Júlio Cesar, de Foz do Iguaçu (PR)
Viagem a convite da Hyundai

Preços do Hyundai HB20S 2013

Confort Plus 1.0 – R$ 39.495
Confort Style 1.0 – R$ 42.675
Confort Plus 1.6 – R$ 44.995
Confort Style 1.6 – R$ 48.175
Confort Style 1.6 AT – 51.375
Premium 1.6 – R$ 50.795
Premium 1.6 AT – 53.995

Ficha técnica HB20S 1.0

Motor: 1.0 12v flex Potência: 75/80 cv Torque: 9,4/10,2 kgf/m Transmissão: manual de cinco marchas Direção: hidráulica Tanque: 50 litros Freios: ABS/EBD, dianteiros a disco, traseiro a tambor Peso: 1.014 Porta-malas: 450 litros Dimensões: comprimento 4.230 mm, largura 1.680 mm, altura 1.470 mm, distância entre-eixos 2.500 mm Aceleração 0 a 100 km/h: 15,9/14,9 segundos Velocidade Máxima: 157/162 km/h.

Ficha técnica HB20S 1.6

Motor: 1.6 16v flex Potência: 122/128 Torque: 16,0/16,5 kgf/m Transmissão: manual de cinco marchas (automática de quatro marchas opcional) Direção: hidráulica Tanque: 50 litros Freios: ABS/EBD, dianteiros a disco, traseiro a tambor Peso: 1.057 (1.084 automático) Porta-malas: 450 litros Dimensões: comprimento 4.230 mm, largura 1.680 mm, altura 1.470 mm, distância entre-eixos 2.500 mm Aceleração 0 a 100 km/h: 9,7/9,3 segundos (11,4/11,0) (Velocidade Máxima: 184/189 km/h (174/177 km/h automático).

Publicidade

63 comentários

  1. D7V5

    13 de março de 2013 at 8:35

    Aqui, o problema do preço alto está relacionado a oportunidade. Não haverá produção suficiente para atender a demanda projetada. Isso leva ao ágio. Então melhor cobrar caro logo no início e depois ir administrando os preços de olho na concorrência e na produção.
    Infelizmente os primeiros consumidores irão pagar mais caro e provavelmente arcar com uma desvalorização maior.

    • Chico

      13 de março de 2013 at 8:48

      É bem isso mesmo, veja o caso do Fusion, o ágio nas concessionárias é alto, passa fácil de 10 mil reais, mas já faz algum tempo que a Hyundai deixou o custo/beneficio de lado, pior ainda é cobrarem 5 mil reais a mais pela cor branca nos importados, e houve um caso aqui em sorocaba que cobravam ainda mais pela vermelha por só terem uma unidade do Verdoster dessa cor.

      • Fabio Navarro

        20 de março de 2013 at 2:57

        Não dá mais. A esperança de algo mudar acabou. Cada vez que leio os comentários aqui fico mais convencido de que devo permanecer com meu carro até ele parar de funcionar.
        Se o brasileiro está disposto a pagar mais para impressionar o vizinho, que pague então. Trabalhe até morrer, parcele em 60x e encha o bolso das concessionarias e montadoras de dinheiro.
        Diz que a moda agora é as empresas fazerem "sentiment analysis" em redes sociais para saber como o produto delas está sendo visto. Parece que nenhuma delas faz isso nos comentários aq do site. Ah, mas nós reclamamos, mas compramos… Entao a culpa é nossa mesmo.
        Quer saber??? Folhas!!!

        • Jarley

          2 de abril de 2013 at 16:02

          Folhas, pode crer!!

    • Valdson F.Dantas

      9 de abril de 2013 at 21:01

      Itabuna 10/04/2013.
      Negativo para o seus lobes de demanda. O problema é que o povo do Brasil, essa raça maldita,não con-
      testa nem os preços da farinha de madioca, nem do tomate. Voceis ja foram divulgados pêla nossa
      pobre imprença que noticiou: disse os vendedores: Aumentamos os preços e, eles continuam com-
      prando; tome ferro. onde o governo desta merda está?,porque não nos protege dos mercadores ladrões
      já que somos um bando de burros?!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      • Maira

        6 de junho de 2014 at 0:14

        O cara escreve imprença, é os outros que são buros?

  2. Tadeu Gouveia

    13 de março de 2013 at 8:44

    Pode ter os opcionais que for, porém sua concepção e materiais empregados continuam a ser de carro popular, e dizer que 54k é ridículo se faz desnecessário.
    Porém, vai vender que nem água, por aqui o quesito novidade é levado muito mais a sério… kkk
    Comprem carro semi-novo, com 1 ano de uso e já desvalorizado (a sua maior parcela da desvalorização) que assim podemos mudar algo, pois ficar sem comprar carro com nossas políticas de transporte público é osso, isso em cidades "avançadas" neste quesito como SP, imagina no resto…
    Pô, um Focus, um dos carros mais vendidos do mundo, com suspensão e vários outros itens mais modernos, um carro global, sedan 2.0 automático vc encontra por 59k, sem mais…

  3. rttomaselli29

    13 de março de 2013 at 9:09

    O pessoal vai achar ruim más eu não curto muito essa frente acho muito carregada prefiro as linhas da Ford mais sóbreas.

  4. Mazziel

    13 de março de 2013 at 10:04

    ô Carplace, as fotos estão esticadas, ou são os meus dois computadores que estão com problema? Confesso que não gostei desse novo layout do site. Ficou menos funcional e cheio de "probleminhas".

    • CARPLACE

      13 de março de 2013 at 11:01

      Mazziel, a alteração foi uma necessidade técnica para aumentarmos a performance do site. Sobre as imagens esticadas, em que área você diz que isso acontece? Poderia, por favor, nos indicar os probleminhas?
      Obrigado.

      • Mazziel

        14 de março de 2013 at 18:50

        As fotos que estão com um aspecto estranho(esticadas) são as do corpo da matéria. E os citados probleminhas que pelo menos eu já tive várias vezes desde que mudou o layout do site foram: clicar em links e os mesmo não funcionarem, ao tentar ver fotos da galeria no fim de cada matéria não conseguir voltar para a "home" do site ou até para a própria matéria, aquela parte dos destaques no topo da página inicial não funciona como link, etc… eu cheguei a achar que o problema fosse em meu computador, mas testei no meu noteboke e no computador do meu trabalho e o problema persiste.

  5. Carlos

    13 de março de 2013 at 10:08

    Caríssimo. Daqui a 2 anos o mercado estará repleto de HB20 (hatchs e sedans) usados pela metade do preço. Aí sim valerá a pena ter um desses.

    • Cleber

      13 de março de 2013 at 18:43

      Eu acho que até menos que isso, eu tenho reparado nas ruas que tem mais HB20 do que o Gol G6, sou de Brasília.

      • Luciano

        19 de março de 2013 at 16:20

        Gol G6?!

      • Marcos

        24 de março de 2013 at 16:35

        gol g6 ???

    • Valdon F. Dantas

      9 de abril de 2013 at 21:13

      Vejo que fora noticiado no ano 2012 que um GOL 2012 geração 4 -,1.0. Pronto pra venda aqui no Brasil,
      fica por R$ 8.500,00 exportado p. o Mexico,lá é vendido po (17.000,00),reais já convertido é claro.
      Na Argentina, custa (22.000,00), mil em reais, no Brasil voceis já sabem que desgraça. Vai pro inferno
      com tanto imposto dessa mandante. Só se fala em aumento quando o dinheiro êles sabem pra onde
      vai. " Se for publicado; pelomenos voceis viram.

  6. rogerio

    13 de março de 2013 at 10:34

    carro a preço de ouro somente mesmo na terra do lulababa e os 40 mensaloes e muita roubalheira para um pais pobre

  7. odirrr

    13 de março de 2013 at 10:43

    Ouvi dizer que o preço já está considerando o reajuste de IPI que terá na sequência, já que o carro só será vendido de fato a partir da segunda quinzena do mês que vem.

    Procede isso?

    Se sim ainda continuará caro, mas um pouco menos distante do que estarão custando os concorrentes.

  8. Israel_Andrade

    13 de março de 2013 at 10:54

    O pior é que muita gente vai comprar também porque poderá ser um item 'exclusivo', visto que produção e preço não vão deixar que ele seja mais popular.

  9. Paulo

    13 de março de 2013 at 11:04

    É a Hyundai revolucionando o nosso mercado, agora a nova ordem é carro Popular a preço de carro Premium.

    • rttomaselli29

      13 de março de 2013 at 11:58

      Na verdade os dito "Premium" é que deveriam ser os Populares.

  10. Thiago

    13 de março de 2013 at 11:05

    O pior desse carro são a quantidade de autorizados para fazer as revisões programadas. Em Blumenau aonde eu moro (cidade com mais de 300 mil habitantes, a 3ª maior de SC), não temos uma concessionária que venda HB20 (tem uma Hyundai, mas de importados, que é azul, ou prata… que confusão do caramba na verdade) então tenho que ir até a capital (Florianópolis) para fazer as manutenções básicas… se por algum motivo eu ficar na estrada (por culpa minha mesmo) vou ter que chamar um guincho e levar até a capital… e acompanhar o conserto de longe… para grande parte dos Brasileiros, ainda não é hora de comprar o HB20.

    • rttomaselli29

      13 de março de 2013 at 15:33

      Aqui em Jaraguá do Sul tem uma loja da Caoa e estão vendendo o HB20.

  11. Fernando

    13 de março de 2013 at 11:19

    Pelos R$ 54.000 pedidos pela versão top dá para comprar um Fluence ou 408 ou City automaticos 2012 e completos, semi novos.
    Basta olhar nos sites de anuncios de carros.

    Por que alguem compraria esse Hyundai?

    • Milton_GT

      13 de março de 2013 at 13:23

      Não existe comparação possível entre carro zero e carro usado (quem chama de semi-novo é o vendedor de automóveis que quer te empurrar a velharia). Veja meu carro foi comprado em 2009 zero quilometro e para mim ele é zero km até hoje, porque eu faço todas as revisões na concessionária e eu cuido dele direito, mas na hora que eu decidir vendê-lo, é obvio que vou relaxar na manutenção, porque vou querer ter o maior lucro, ou menor prejuízo na venda. Já quem compra carro usado, está comprando um carro "no estado", isto é com a manutenção falha e uma série de defeitos crônicos". A não ser que você compre o carro do seu parente e saiba o que o tal parente aprontou com o carro. Veja, quem tem um carro comprado zero km, só decide vendê-lo, quando acha que não vale mais a pena gastar mais dinheiro no carro. Por essas e outras eu só compro carro zero.

      • Carlos

        13 de março de 2013 at 13:49

        E o que acontece com os milhares de carros usados que são despejados no mercado todo dia ? Nenhum presta ? ao contrário, a maioria com um pouco mais de 1 ano de uso nem de manutenção precisa ainda e muitos ainda estão na garantia. Se você PODE ter um carro BOM zero ótimo, mas é melhor ter um carro bom seminovo do que um pelado zero que você vai revender depois pela metade do preço. Eu vou dar só um exemplo real: um Honda City hoje mais barato está na faixa dos 50 e poucos mil reais. Já vi vários 2010/2011 super conservados por 35 mil. Prefiro mil vezes um desses do que um Gol ou um Uno 1.0 .

        • rttomaselli29

          13 de março de 2013 at 15:37

          Acredito que o que o Milton_GT quis dizer é que tem que cuidar na hora de comprar o usado pois mesmo tendo 3 anos de uso pode estar com sérios problemas e dependendo de quem andou com o carro ele pode estar com mais de 70 mil km rodados, ai já tem muita peça pra trocar.

      • Felipe

        13 de março de 2013 at 14:15

        Nem todo mundo é tão desonesto assim de dizer pro comprador q está com tudo em dia e na verdade nem manutenção fez direito. Pra vender pra concercionária até vale, pelo mau caratismo q elas praticam, mas vender pra particular é sacanagem. Não se esqueça q amanhã vc pode estar precisando comprar um usado e a pessoa q te vender tá te repassando uma bomba…

  12. Pimentel_

    13 de março de 2013 at 11:55

    Esse veículo por esse preço é patético. 40mil por um veículo 1.0 sem abs, com acabamento todo em plástico rígido e sem nenhum equipamento ou tecnologia que justifique o valor cobrado. Qualquer concorrente é uma opção mais acertada. A Hyundai acha mesmo que esse veículo está em um nível acima do Prisma e do Voyage? Para que isso aconteça terão de providenciar uma forração na porta traseira(que é 100% de plástico), materiais melhores em todo o acabamento do painel e das portas, iluminação nos botões dos vidros elétricos, ESP, entre outros itens básicos que esse carrinho não tem. Não precisa nem dizer que por esse valor o ABS deveria ser de série, tendo em vista o preço de seus concorrentes.

    A matéria elogiou demais o design, mas não é unanimidade que esse veículo ficou muito bonito. A traseira muito corpulenta e a frente de traços mais "finos" não conversam tão bem assim e isso já gerou algumas críticas da imprensa especializada. Eu, particularmente, acho o hatch mais acertado.

    • Rodrigo

      13 de março de 2013 at 12:24

      Pimentel concordo contigo. O que a Hyundai esta fazendo, lançando carros com desenhos super arrojados para dar a falsa impressão de superioridade, só que estas linhas arrojadas não colou por exemplo na Europa e muito menos na China, mesmo que a Hyundai esta tendo aumentos nas vendas mundiais, ela nã o consegue por exemplo chegar a incomodar os concorrentes diretos para cada seguimento que ela atua na Europa e muito menos nos Estados Unidos, veja a quantidade de modelos que ela vende nos Estados Unidos e fabrica lá também, são muitos, e suas vendas não são lá estas coisas. Na Europa ela teve que criar um sedã baseado no Azera e colocou o nome de i40 por que o Azera não fez tanto sucesso assim, onde o líder de vendas na Europa é o Passat. Mas o brasileiro adora é isso, desenho para ser chamativo, e o engraçado que teve um site que analisou se realmente o Hb20 possui acabamento superior aos concorrentes, tiraram fotos de perto, em detalhes, em todos os locais e provaram que o acabamento é igual a um Gol G5 e inferior a um Fox, pois encontraram rebarbas, encontraram monte de imperfeição e sem mencionar que usa plástico rígido de toque ruim, mas como o desenho é arrojado, o povo pensa que é superior.

      • Carlos

        13 de março de 2013 at 13:44

        A Hyundai está se dando bem porque o brasileiro é besta mas se acha esperto. Aqui o cara não pode ter um I30 ou i35 então compra o HB20 e fica achando que está num carro top. Ele tem um desenho interessante mas não passa disso, o acabamento é igual aos concorrentes e o preço na estratosfera.

      • Renan

        13 de março de 2013 at 15:17

        Falou tudo Rodrigo..

        Estou na dúvida.. Sentra por 52k ou um hb20s por 51k ??
        KKKKKKK

        • Julia

          12 de agosto de 2013 at 13:32

          Sentra

      • Pimentel_

        13 de março de 2013 at 22:21

        É verdade, o brasileiro está encantado com o design dos veículos da Hyundai e acaba supervalorizando seus carros. Conheci o HB20 pessoalmente e não vi nada demais no veículo, o espaço interno é semelhante ao do Gol, os materiais do acabamento são pobres como o do Gol, apesar de ter um interior mais bonito, e o veículo é mais caro. Fiquei curioso para saber qual foi o site que analizou o acabamento do HB20.

    • Valdson F. Dantas

      9 de abril de 2013 at 21:36

      Voceis estão discutindo muito sem necessidade. Os automóveis que custam aqui nesta "REPÚBLICA",
      (50.000,00) mil reais,custa na Argentina já convertido; 31.000,00.
      Nós precisamos deixar os pátios dessas empresas abarrotarem de carros novos, greve dos metalurgicos
      por aumento de seus salários e, etc,etc, etc e, tal

      • Julia

        12 de agosto de 2013 at 13:31

        Verdade. Não tenho coragem de comprar carro zero sabendo que vai desvalorizar muito em pouco tempo e que, com o dinheiro, poderia comprar um seminovo muito melhor. Se todo mundo deixasse de comprar o zero eles seriam forçados a abaixar o preço. Um absurdo o lucro que têm no país, sendo que nos outros cobram muito menos.

    • Julia

      12 de agosto de 2013 at 13:29

      Já eu achei lindo. Muito mais bonito que prisma e voyage. Só acho uma pena não ter direção elétrica. O hatch eu achei lindinho, mas muito pequeno. Podiam ter feito maior, sei lá.

  13. Wellington_L

    13 de março de 2013 at 12:08

    [youtube BEno7BsX23w http://www.youtube.com/watch?v=BEno7BsX23w youtube]

    • tupi guarani

      13 de março de 2013 at 13:56

      Tem fan boy que vai comprar o carro.
      cristiano rj,milton gt,pimentel,v8 , wellington , usa nick ate de mulher e fala com ele mesmo ja vi isso em outro site,nao sei quantos nicks ele usa registrado e nao registrado e so ver IP dele

  14. Rodrigo

    13 de março de 2013 at 12:16

    Como assim bem acabado, veja a tampa do porta malas, não tem proteção, o Voyage também não tem e é criticado pela mídia por isso, olha o sistema de abertura do porta malas é o famoso pescoço de ganço e ninguém criticou, onde esta o ótimo acabamento ai? Ele possui acabamento de carro popular, mas como o desenho do interior é cheio de linhas e bem futurista dá aquela falsa impressão de superioridade, como a Hyundai disse, apostou no desenho, para enganar trouxas, eu vi em um site especializado onde eles fotografaram o HB20 em todos os sentidos, e mostraram falhas no corte de algumas peças, rebarbas no interior espalhados e assim por diante, e partes internas sendo vistas, onde não tem proteção, ou seja, engana trouxa, resumindo, ele possui acabamento igual a qualquer um, pois aquele porta malas sem proteção e com abertura usando o sistema simples que os concorrentes usam e custar o que custa, esta caro e pronto.

    • WESLEY

      13 de março de 2013 at 17:45

      MEU CARO AMIGO, ATÉ SEDANS MÉDIOS COMO COROLLA E CIVIC TEM PORTA MALAS COM "PESCOÇO DE GANSO", AGORA COMPARAR UMA CARROÇA COMO O VOYAGE COM O HB20S É "PRA CABA", ACABAMENTO INTERNO DO HB20 PODE-SE CONSIDERAR UM DOS MELHORES DA CATEGORIA, SÓ VOCÊ VIU ESSAS TAL REBARBAS. AGORA SE VOCÊ DIZER QUE O CARRO ESTA MUITO CARO E NÃO TEM DINHEIRO PRA COMPRAR, UM AI SIM EU CONCORDO COM VOCÊ.

      • Pimentel_

        13 de março de 2013 at 22:13

        Não seja tolo! Voyage é carroça e HB20 é carrão? Faça-me o favor! Os dois possuem o mesmo nível de acabamento, a diferença é que o HB20 tem um interior mais BONITO, mas nem tiveram o trabalho de forrar as portas traseiras, coisa que até a carroça do Voyage tem, também economizaram ao não colocar nem mesmo iluminação nos botões dos vidros elétricos(coisa que a carroça do voyage tem), obrigando o dono do HB20 a ficar procurando os botões à noite. Outra coisa, a carroça do Voyage tem 3° encosto de cabeça traseiro na versão topo de linha, coisa que o HB20 topo de linha não tem. É inacreditável como tem fanboy que acha o HB20 um carrão, por isso que a Hyundai está cobrando tanto por esse sedanzinho que é apenas mais do mesmo. Pra finalizar, o HB20 topo de linha é o mais caro da categoria, mas não recebe couro no acabamento, ao contrário da carroça do Voyage, que pode receber couro no acabamento e é MUITO mais barato que esse HB20S. O povo brasileiro é muito demente mesmo, é por isso que o Veloster vende mais que Fusca e DS3, mesmo custando o mesmo preço. O Novo Prisma também é uma opção muito melhor que o HB20.

      • ademir

        28 de abril de 2013 at 10:09

        + com dinheiro desse ai da pra comprar carro melhor.

  15. Rodrigo

    13 de março de 2013 at 12:17

    E o pior, aquela falsa janela vigia, ridículo aquilo, em questão de harmônia, o Voyage continua mais harmônico, pois criar uma falsa janela vigia para solucionar ou ocupar aquele espaço que ficaria vazio, bela solução.

  16. Milton_GT

    13 de março de 2013 at 13:38

    Eu particularmente, não gosto do desenho de todos os carros da Hyundai, não acho que sejam bonitos, em se tratando de coreanos os carros da Kia são mais bonitos.
    Tirando o design que depende do gosto de cada um, não resta dúvida que o conjunto mecânico da Hyundai é muito bom, o que mata o carro são os preços altos.
    Por exemplo, eu acho que um sedã deste segmento, se tiver um motor 1.4, como o Onyx e o Siena, é uma boa pedida, pois o preço do veículo é bem menor e o motor é suficiente para andar na cidade e estrada.
    E mesmo se for para partir para um 1.6, tanto Voyage quanto Siena são mais baratos do que este Hyundai.
    E ainda, evidentemente que ao comprar um carro de uma das três grandes, o comprador provavelmente vai ter uma concessionária do lado de sua casa, o que não acontece com o Hyundai.
    Por isso acho que as vendas do HB20, em todos os modelos vai tender a cair, assim que passar a novidade. Já o Onyx, pelo contrário se tornou uma opção aos carros da Fiat e VW, portanto provavelmente vai continuar tendo boas vendas.

  17. Doccar

    13 de março de 2013 at 14:39

    Eu com 40 mil, pego um Honda Civic 2010 novinho, com 30 mil km rodados… ou Corolla mesmo, mais carro e mais baratos.

    • Cristiano_RJ

      13 de março de 2013 at 23:39

      Se é 2010 não é novinho!

    • JJ Seabra

      14 de março de 2013 at 9:45

      Concordo, não é novinho mas dá para conseguir um bem conservado, principalmenteo o Corolla que na maioria dos casos é usado por pessoas mais velhas que cuidam e não andam voando por aí.
      Ainda tem o City que está custando 35 mil um 10/11. Muito mais negócio que pagar mais de 40 mil num carro 1.0 só porque é "bonitinho" e daqui a um ano não valer nem 30.

  18. Luan Freire

    13 de março de 2013 at 17:02

    Acho que com esse dinheiro eu vou de Sonic mesmo.

  19. JoaoPauloGT

    13 de março de 2013 at 17:56

    Eu não gostei do design do Sedã, a traseira está muito bonita, mas, não achei proporcional com a dianteira, achei que a dianteira ficou muito baixa, impressão ressaltada pelo farol invadindo o capô.

  20. Bruzulu

    13 de março de 2013 at 19:57

    Vou comprar o carro mês que vem. Começo assim para dizer que matérias são tendenciosas: "A versão Confort Style 1.0, que traz freios ABS/EBD, custa R$ 42.675, enquanto o rival Prisma LT 1.0 com o pacote R8I, (que fica devendo apenas as rodas de liga leve) sai por bem menos: R$ 38.490."…Bom, ou o Sr Júlio Cesar está desinformado ou foi tendencioso. Eu explico: Não "fica devendo apenas roda de liga", mas tb farol de neblina, retrovisor elétrico, volante com comando de som e ajuste de profundidade e comp. de bordo. Com esses itens, o prisma custaria a mesma coisa, sem contar o ágio cobrado de 1mil pela GM em todas as versões. O prisma com esses itens seria o LTZ que custa 46mil (porem 1.4) com ágio vai para 47, sendo que a Gm não tem prisma LTZ 1.0…Ai fica difícil comparar…Por favor: Abram os olhos meus amigos…

    • Pimentel_

      14 de março de 2013 at 0:40

      O Prisma custará 4.185 reais a menos e, apesar de não ter os itens citados, tem o Mylink. Supondo que ele tivesse os itens citados e não tivesse o Mylink, JAMAIS custaria o mesmo preço que o HB20S, usando como base o preço dos opcionais do Voyage: neblina = 317 reais; liga-leve = 420 reais; retrovisor externo elétrico junto com alguns itens = 731 reais; computador de bordo e regulagem de profundidade não custariam os quase 3000mil ainda restantes, além disso, teria de considerar o Mylink a favor do chevrolet, que não é barato e facilmente compensaria o computador de bordo e a regulagem em profundidade do HB20S. Retrovisor com ajuste elétrico também não custa 731, pois está em um pacote com vários outros itens, então eu nivelei a conta do Prisma por alto. De fato, o HB20S é muito mais caro que seus concorrentes. É possível perceber isso ao montar um Voyage 1.0 com exatamente os mesmos equipamentos da versão topo de linha do HB20S 1.0 e chegar ao valor de R$ 39.381,00.(I-Trend+ar+abs+ab2+acesso completo+faróis de neblina+liga-leve), a diferença é de R$ 3.294,00!! Isso porque o Voyage sempre foi considerado um veículo caro em sua categoria. Se o brasileiro aceitar o HB20S vai estar aceitando esse novo patamar de preços e, quando vier o novo Voyage, provavelmente em 2014/2015, o preço vai seguir o novo patamar, visto que será um produto novo e o brasileiro parece aceitar pagar cada vez mais por carrinhos populares de entrada.

      • Wellington_L

        14 de março de 2013 at 9:47

        Pois é…

  21. Carlos

    14 de março de 2013 at 9:18

    Mais um carro que investe no visual enjoativo como o Elantra e cia,mas como disse o presidente da Volkswagen que eles fazem carros sóbrios que ao passar do tempo se tornam belos,quanto aos fluidos,em menos de 6 meses enjoam,sem falar na qualidade duvidosa dos coreanos…..

  22. FenderBrasil

    16 de março de 2013 at 15:51

    Essa grade chromada ai atrás acabou com o carro :(

  23. aaa

    20 de março de 2013 at 13:33

    40 mil 1.0 ? kkkkkkk

  24. Anderson

    24 de março de 2013 at 12:57

    A verdade é uma só o carro é sim o melhor da categoria… mas a dos sedãs de entrada. Considerando que a Hyundai quer brigar com New Fiesta, Sonic e seus respectivos concorrentes ai ela tá muito louca mesmo. Eu não vou nem criticar o preço porquê isso tá ficando cansativo e todo mundo aqui sabe que também sou contra. Eu queria trocar meu Corsa 2010 em um carro desses, mas desisti por achar absurdo o que está sendo feito. Espero que encalhe. Brigar com New Fiesta e Sonic, será uma burrice sem tamanho porquê esses também são carros bem acabados e "cheios de opcionais". Hyundai espero que você se dê muito mal com essa estratégia de mercado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Valdson F.Dantas

      9 de abril de 2013 at 21:23

      Tu-ta-legal Anderson. Eu tenho dinheiro para trocar de carro quando quizer; más por achar que este
      cartel das montadoras estão assima de tudo, continuo com o carro que tenho que é muito bom.
      Pense como eu, não troque de carro e, deixe êles com os seus pátios cheios. logo, logo voltará o negativo
      "IPI",meio reduzido.

  25. Rochahofman

    24 de março de 2013 at 19:24

    Bonitão esse HB20 S ficou muito show.

  26. Marcelo

    1 de abril de 2013 at 22:23

    Hahaha juro que se eu encontrar um desses na rua eu apedrejo… Versa 1.6 automático (CVT) completo nos EUA: 14,000 doletas. É questão de mercado: quanto mais (sub)emergente o mercado, mais fácil de levar no papo. 2 anos de uso o "top" de 53k vai valer 32k. Se precisa, tem que comprar, não se acha seminovo confiavel com facilidade, mas precisa ser mais racional… voyage 1.0 completo por 34k… precisa ser racional… vaiacabar a novidade da hyundai logo logo… e só vai ter cobalt, prisma e grand siena nesse mercado de sadans compactos.

  27. Vitor

    26 de abril de 2013 at 17:32

    Olá pessoal. Gostaria da opnião de quem entende de carro. Qual é mais carro hb20 sedan ou sonic sedan ltz. Estou em duvida dos 2 mas nao entendo mutio de carro. Gostaria da poniao de alguma pessoas. Obrigado a todos que possao me ajuar.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>