CARPLACE

Segredo: novo Troller chega em 2014 com motor da Ranger

troller-trx-concept-02

Quando a Troller mostrou o conceito TR-X no Salão de São Paulo, ano passado, a marca se limitou a dizer que se tratava de um exercício de design. Não será só isso: a segunda geração do jipe cearense, a primeira desenvolvida pela Ford (que adquiriu a marca em 2007), terá “muito do estilo do protótipo”, antecipa uma fonte ligada à empresa.

Mais do que o visual, o novo Troller nascerá de um projeto totalmente diferente do atual. Boa parte da mecânica, por exemplo, virá emprestada da Ranger: o motor 3.2 litros turbodiesel de cinco cilindros (hoje é um 3.2 quatro cilindros da MWM), o câmbio manual de seis marchas e a tração 4×4 com reduzida serão compartilhados com a picape.

troller-trx-concept-06

Com desenho mais robusto e dianteira mais alta, o jipe de nova geração ficará maior que o T4, embora não tão volumoso quanto o TR-X (fotos). O espaço interno será ampliado, assim como o porta-malas – o estepe continuará preso à tampa traseira, do lado de fora.

O novo Troller já começou a rodar em testes, mas o lançamento que era previsto para o fim deste ano vai atrasar – como tem sido de praxe nos últimos tempos na Ford. Como a prioridade agora é finalizar o novo Focus e depois o novo Ka, o jipe renovado ficará apenas para o primeiro semestre de 2014.

troller-trx-concept-07

Publicidade
Publicidade

83 comentários

  1. Rômulo Fonseca

    29 de julho de 2013 at 9:57

    O "pequeno" problema é aquele velho conhecido de nós brasileiros: O PREÇO.

    Bonito e robusto o carro é!!!

    • V8_sempre

      29 de julho de 2013 at 13:11

      E vamos falar a verdade… Pra quem dizia que a Ford apenas comprou a Troller para ter direito a benefícios governamentais….

      Ela tá investindo bastante ! heheh

    • TKO_BR

      30 de julho de 2013 at 14:47

      O troller 2012 e 2013 está com problemas crônicos no motor. Basta ir no forum 4×4 e ver a quantidade de usuários com problemas. Talvez esse seja o motivo da substituição do motor mwm pelo da nova ranger.

  2. Diggo

    29 de julho de 2013 at 10:01

    Vai ficar super jipe mesmo… forte inspiração no conceito Bronco de anos atrás, mostrado em Detroit.

    • V8_sempre

      29 de julho de 2013 at 13:12

      E feito por quem é especialista nesse assunto (Americanos) ! heheh

    • vini_B

      29 de julho de 2013 at 19:43

      Bem lembrado, o Ford Bronco Concept;

    • ieu_redfox

      30 de julho de 2013 at 3:25

      achei ele uma mini f150 com a parte traseira coberta :v

      eu gostei

  3. hebano

    29 de julho de 2013 at 10:11

    origem brasileira – genuinamente nordestina, porem, inexplicavelmente o pais nao investe nesse setor e nos sobra ter q pagar carissimo por carroças dfasadas como uno, celta, gol, clio, novo ka entre outro monte de lixo que o brasileiro com nivel e capacidade critico/social da idade das cavernas aceita… … lamentavel !!!

    • rttomaselli29

      29 de julho de 2013 at 11:03

      Sempre foi caro! Más o governo poderia dar subsídio a empresas nacionais.

      • Bruno_ts

        29 de julho de 2013 at 13:08

        Subsídio esse que não é repassado para nós. Serve apenas para a empresa lucrar mais.

    • Daniel

      29 de julho de 2013 at 12:30

      O governo brasileiro já matou a gurgel pra ajudar a Fiat, não há muito o que esperar dele.

      • Milton_GT

        29 de julho de 2013 at 13:12

        "O Governo matou a Gurgel para ajudar a Fiat"? Vou fazer de conta que não li isso. Não pode existir alguém tão ignorante assim.

        • Zergling

          29 de julho de 2013 at 13:49

          Será que você poderia me explicar o por que de tanta gente afirmar que o governo matou a gurgel, e que isso não é bem verdade?

      • V8_sempre

        29 de julho de 2013 at 20:26

        Há fofocas que o governo ajudou a FIAT (Criação do carro popular, onde somente a FIAT tinha o motor 1.0 pronto para ser lançado, e foi isso que a projetou no mercado)…

        E outras que o governo prometeu benefícios e depois voltou atrás por reclamação da ANFAVEA, o que quebrou a GURGEL (Sem capacidade produção alta, não teria como vender os carrinhos pelos preços praticados pelas grandes).

        Mas uma coisa não teria nada haver com outra… Até onde sei ! heheh

      • V8_sempre

        29 de julho de 2013 at 20:26

        Há fofocas que o governo da época ajudou a FIAT (Criação do carro popular, onde somente a FIAT tinha o motor 1.0 pronto para ser lançado, e foi isso que a projetou no mercado)…

        E outras que o governo prometeu benefícios e depois voltou atrás por reclamação da ANFAVEA, o que quebrou a GURGEL (Sem capacidade produção alta, não teria como vender os carrinhos pelos preços praticados pelas grandes).

        Mas uma coisa não teria nada haver com outra… Até onde sei ! heheh

      • hebano

        30 de julho de 2013 at 8:36

        porra, meu !!! logo pela fiat ?!?!?!
        qual a pior marca de carro atuante no país ???
        quais os modelos mais desconfortaveis, mais instaveis, mais retrogrados, qual marca que mais vende carros com ferrugem nas laterais nas portas, mais, mais ,mais , mais …
        … nao conheci a gurgel mas, nao poderia ser pior !!!
        … mas no brasilé sempre possivel piora ainda mais…
        … vamos voltar co os blocos nas ruas…

      • LEONARDO40

        30 de julho de 2013 at 17:21

        Gurgel se matou praticamente sozinho… meu pai foi concessionário dessa marca durante algum tempo.

        A única coisa que realmente prestava no line-up da marca era o Tocantins (antigo X-12) e os utilitários que usavam motor VW a ar… o resto era uma bosta que não tinha tamanho.
        BR-800 foi o maior caso de estelionato automotivo que se tem notícia na história desse pais, prometia muito e entregava nada em troca… só vendeu por causa do lance das ações.
        Supermini era outra porcaria ambulante, só que numa embalagem melhor e mais chamativa… Carajás, então, não vou nem zuar, vai que é doença…

        Some-se a tudo isso a arrogância do sr. Gurgel e estava feito o caldo… pintam o cara como santo e a parada não é bem essa.

    • João Paulo

      29 de julho de 2013 at 19:33

      O governo não tem que investir em nada, muito menos subsidiar ou proteger a indústria, o que precisa fazer é criar um ambiente propício para os negócios com baixos impostos e menos regulamentações, lógico que para isso é necessário diminuir o tamanho da máquina pública. Reservas de mercado só servem para estimular a mediocridade, enquanto o mercado brasileiro for fechado e restrinja a importação iremos conviver com veículos de qualidade duvidosa e preços estratosféricos.

      • KzR

        30 de julho de 2013 at 9:22

        Ele pode investir desde que seja para desenvolver tecnologia que coloque o país e seus investimentos em evidência, assim geram-se mais empregos e pode atrair novos investimentos, tanto internos quanto externos.

    • KzR

      30 de julho de 2013 at 9:16

      uno, celta, gol, clio, novo ka, apesar de não terem o selo Euro 5 estrelas, são bons carros, cumprem bem seu papel de transporte, alguns até de máquinas que empolgam.
      Só que só são aceitos pelo público por causa do seu preço menor e menor custo de manutenção. Entretanto, pelo que custam, deveriam oferecer conforto e equipamentos dignos de hatches médios.

  4. Luke

    29 de julho de 2013 at 10:23

    Será que a Ford aproveitará a nova geração e lançará uma versão de entreeixos mais longo e 4 portas, como a Jeep faz com o Wrangler? Aposto que teria mercado.

  5. TKO_BR

    29 de julho de 2013 at 10:28

    Legal, motor da nova ranger e preço da versão Limited….

  6. HodneyFort

    29 de julho de 2013 at 11:19

    Jipão bonito. Primeiro design pós-Ford.

  7. Fales

    29 de julho de 2013 at 11:30

    Eu gostava do robusto MWM !!! Esse novo motor, cheio de frescuras, revestimentos, cabos, mangueiras, sensores, sondas etc. não sei se é uma boa ideia em um jipe que tem o DEVER em ser o mais robusto de todos.

    • Renato_Duarte

      29 de julho de 2013 at 16:08

      esses ''cabos, mangueiras, sensores, revestimentos'' são itens TECNOLOGICOS, servem pra oferecer mais eficiencia e potencia para o motor ''ROBUSTO'' que vai equipar o novo veiculo, estamos vivendo um novo momento na industria nacional!! isso é só pra constar…….

  8. @duudsss

    29 de julho de 2013 at 12:45

    Bonito, mas espero pelo preço e por uma versão 4 portas, além de ABS, airbag e outras melhorias necessárias…

    • ituano_voador

      29 de julho de 2013 at 18:32

      Versão 4 portas? Melhor procurar um SUV, camarada.

      • Vellored02

        29 de julho de 2013 at 19:19

        Por que não? O wrangler tem, e a Raptor da minha casa infelizmente é uma SuperCrew (cabine dupla). Se a pessoa tiver uma família grande e morar perto de atoleiros e terreno batido e muito esburacado, um troller não é muito confortável.

        • marciors01

          1 de agosto de 2013 at 10:18

          Este novo parece estar sendo suavizado, com este novo visual o troller tem grandes chances de sucesso comercial mesmo entre pessoas que não fazem trilha, ficou tão bonito que parece um destes conceitos mostrados em salões.

  9. yuri calmon

    29 de julho de 2013 at 13:44

    Se vier com a cara do TR-X vai ser sucesso !!!

  10. Carlao GTS

    29 de julho de 2013 at 13:54

    ECO? é vc? rsrsrs……

  11. ieie

    29 de julho de 2013 at 14:13

    FICOU ANIMAL!!!

  12. pedro

    29 de julho de 2013 at 14:42

    ficou bonito mas pagar 120 ou mais por um 4×4 é bucha! saio de s10, ranger, amarok completos e chamando atenção!

    • fabio_bsb

      29 de julho de 2013 at 17:19

      Para chamar a atenção compra um Uno e ponha o popote na janela. É mais barato.

      • dniro2011

        29 de julho de 2013 at 17:50

        POPOTE?????

        • fabio_bsb

          30 de julho de 2013 at 11:53

          Também conhecido como bunda.

      • bva

        29 de julho de 2013 at 21:04

        popete????? que diabos é isto???

    • Heisenberg

      29 de julho de 2013 at 18:11

      A configuração do Jipe da Troller é bem diferente das Pickups… não é só 4×4.

    • Sidious_Darth

      29 de julho de 2013 at 18:19

      então… se vc quer "se mostrar", vai de evoque que vc lucra mais. Se quer superar uma trilha difícil, vá num 4×4 de verdade como o troller ou um defender. essas picapes não se dão bem em trilhas pesadas.

  13. Antonio JS

    29 de julho de 2013 at 17:30

    Será que existe um mercado militar para este veículo pois para o antigo parece que havia, será que consegue andar no Paris-Dakar como o antigo?

  14. Heisenberg

    29 de julho de 2013 at 18:03

    Ao menos ela reconheceu o potencial da Troller nacionalmente. Pois durante esse tempo ela fez pouca alteração, mesmo dispondo de $$$$ pra melhorar.

  15. Heisenberg

    29 de julho de 2013 at 18:09

    Essa tecnologia não é muito aceita para quem coloca esses carros na lama. Quanto menos eletrônica melhor. Isso vai no sentido contrário de quem anda no "on road"
    Nada como um jipe com um Cummins 4bt…

  16. Sidious_Darth

    29 de julho de 2013 at 18:20

    Se fabricar identico ao protótipo já fico feliz. Ficou muito bonito o desenho.

  17. ituano_voador

    29 de julho de 2013 at 18:34

    O problema é esse. Se esse Troller fosse vendido somente para quem pega trilha, venderia umas 35 unidades. Neguinho quer jipe, 4×4 e quetais só para desfilar em shopping mesmo.

    • Sidious_Darth

      29 de julho de 2013 at 21:56

      O pior é que a maioria que compra esses veículos muitas vezes nem acionam o 4×4 ou a reduzida , e em alguns toyotas e Mitsubishi já ví que é necessário acionar o mecanismo ao menos uma vez por semana para lubrificar os componentes de forma adequada segundo o manual.

  18. ituano_voador

    29 de julho de 2013 at 18:46

    O problema da Gurgel é que quando o BR-800 foi lançado, em 88, o governo concedeu um incentivo fiscal, fixando o seu IPI em 5%, enquanto a alíquota dos demais partia de 25%. Mas em 1990 o Collor isentou o IPI de todos os fabricantes que produzissem veículos com motores de até 1000 cm3. E aí a Fiat veio com o Mille e detonou as vendas da Gurgel.
    Em verdade, a decisão do Collor ajudou a matar a Gurgel, pois a primeira redução do IPI surgiu como incentivo à indústria nacional, o que não foi considerado na isenção de 1990.

  19. hugogyn94

    29 de julho de 2013 at 19:06

    Mais um fracasso,o Troller nunca vendera bem.

    • paulo

      21 de novembro de 2013 at 14:46

      Se o objetivo fosse vender bem, eles baixavam o preço.O objetivo é vender caro, para que os carros populares também continuem caros e “vendendo bem”.

  20. @murylocordeiro

    29 de julho de 2013 at 19:42

    só não pode vir com cara de ecosport

  21. Milton_GT

    29 de julho de 2013 at 19:53

    É o seguinte: a Gurgel teve muito sucesso com seus Bugs e Jipes de fibra, aí como o sonho do Gurgel era fabricar um carro popular, ele projetou o BR800 que tinha um motor VW a ar de 1.600 cc serrado ao meio, ele até vendeu ações que davam direito a retirar um carro pela metade do preço, quando ele fosse lançado. Foi tudo muito bem, só que ninguém queria o BR-800 porque pelo que ele oferecia, era muito caro, aí ele tentou conseguir do Governo um financiamento para continuar produzindo, mas o Governo negou por motivos técnicos, ou seja o negócio dele não tinha futuro. Se o BR-800 tivesse feito sucesso a Gurgel estaria aí até hoje.

  22. Milton_GT

    29 de julho de 2013 at 19:54

    Quando foi lançado o Mille a Gurgel já estava em concordata, porque ninguém queria o BR-800 porque ele era muito caro pelo que oferecia, era um carrinho muito rustico, eu achei uma porcaria mesmo.

  23. Salazar1966

    29 de julho de 2013 at 19:59

    O carro é robusto, forte, muito motor, mas o acabamento é ridículo. Você paga 100 Mil por um acabamento, bancos e forrações de Fiesta internamente.
    Espero que continue único para trilhas e proposta, mas que tenha o mínimo de conforto. tecnologia e acabamento interno, condizente com o preço.

    • Rafael

      5 de agosto de 2013 at 16:32

      Pelo que estou vendo você não tem nem ideia do que é um Jipe… isso mesmo, estamos falando de Jipe e não de carro de passeio. Quer andar na rua? Compra uma BMW…

  24. Guilherme_M

    29 de julho de 2013 at 20:01

    Nacionalmente só não, ela pode ter sucesso internacional se a Ford souber investir.

  25. Guilherme_M

    29 de julho de 2013 at 20:14

    Ainda acho que a Troller deveria ter uma picape usando o chassi da Ranger e preço mais em conta, e quem sabe uma Troller "EcoSport", provavelmente ajudaria à alavancar as vendas.

  26. V8_sempre

    29 de julho de 2013 at 20:34

    Posteriormente… Ainda tentou sobreviver com o SUPER-MINI.

    Mas os incentivos que eles alegam terem sido prometidos não vieram !

    Na prática… Mesmo sendo simplório ao extremo e usando muitas peças de outros carros… A GURGEL não conseguiu vender o modelo ao mesmo preço que as 4 grandes.

    E….. Faliu oficialmente em 1995…. Qdo o então presidente FHC tbém virou as costas !

  27. V8_sempre

    29 de julho de 2013 at 20:37

    Alias… Não foi a 1a vez que o governo vira as costas para um fabricante nacional !

    Teve fabricante que nem conseguiu produzir… Depois de construída a fábrica ! Inventaram um monte de coisa para ferra-los.

    Alias… Não faz muito tempo que o processo foi arquivado por "falta de provas" ! kkk

    • Israel_Andrade

      30 de julho de 2013 at 0:40

      Hoje fabricantes nacionais só produzem com apoio das grandes, a exemplo da TAC.

    • marciors01

      1 de agosto de 2013 at 10:15

      V8, neste caso era para virar as costas mesmos, o carro era um lixo e não havia possibilidade de sucesso comercial, dirija um supermini como eu fiz e o uno fica parecendo carro de luxo.

  28. EuMeSmObYmYsElF

    29 de julho de 2013 at 21:25

    não duvido que surja mais tarde nos EUA como Ford Bronco..

  29. Wellington_L

    30 de julho de 2013 at 4:46

    Pois é…

  30. dudaoklein

    30 de julho de 2013 at 8:18

    Vendo o exemplo do Mustang, ela não sabe!

    • Eric Peixoto

      30 de julho de 2013 at 8:46

      Rapaz, eu to com um problema gigante com a Ford e o Troller 2013, comprei uma unidade zero quilômetro, não me informaram mas me passaram uma unidade que usava um motor de teste, e só foram produzidos 45 no Brasil todo! Resultado, depois de um tombo o motor se foi, e já fazem 6 meses! Entrei com ação judicial e me garantiram uma nova unidade, estou esperando…e tomara que já venha a 2014!

  31. KzR

    30 de julho de 2013 at 9:19

    Não era somente caro. O projeto do carro era definido como se fosse um modelo fora-de-série. Não era técnico, não tinhas as especificações de peças apropriadas, era praticamente uma gambiarra, um projeto de garagem. Ainda vendeu muito pelo que era.

    • marciors01

      1 de agosto de 2013 at 10:13

      Eu cheguei a dirigir um supermini, o carro é um terror, um lixo, não sei como alguém teve coragem de comprar estes trastes, o mille parecia uma carro de luxo perto do br800 e supermini.

  32. KzR

    30 de julho de 2013 at 9:25

    To gostando de ver nosso Jipão evoluindo. Belo conjunto mecânico. Só falta agora dois ajustes de suspensão para permitir que ele conviva tão bem no asfalto quanto na terra: um confortável outro bem firme.

  33. O_Corsario

    30 de julho de 2013 at 11:01

    A Ford? Atrasando??? Não creio!!!

  34. rttomaselli29

    30 de julho de 2013 at 11:26

    Concordo, más ai a empresa pode prosperar e se tornar mundial. Os subsídios existem para ajudar as Industrias e não o povo.

  35. dimmebd

    30 de julho de 2013 at 11:40

    Muito bonito, agora sim é um diferencial em termos de design! Parabéns a Troller/Ford!

  36. Zergling

    30 de julho de 2013 at 18:47

    Então esse xororô todo do povo aqui é por que não conhece a real história? A mentalidade de vira-latas faz pensar que era uma mega empresa com um carro super em conta que foi revolucionário, mas o governo ferrou por interesse próprio… Bem que desconfiei. Vou estudar melhor essa história, valeu!

  37. Amauri

    30 de julho de 2013 at 23:14

    Não falem besteira, muito antes de existir o Uno 1.0, ja existia o Chevette Junior 1.0, a Gurgel quebrou porque as 04 grandes montadoras multinacionais quiseram assim, A VW não vendia mais o motor 1.6 a ar pra Gurgel por medo do calote, e porque o BR-800 estava canibalizando as vendas o Gol BX, a Fiat jamais venderia o motor do seu então Novo Uno 1.0, A GM até quis vender o motor do Chevete a Gurgel, mas tinha impossibilidades técnicas com o câmbio, por ser tração traseira, e nem uma outra quis, e o Governo também não incentivou e nem fez empréstimo e não baixou as alíquotas, então………..bye bye o sonho Gurgel.

    • Antônio Sérgio

      31 de julho de 2013 at 7:48

      "Não falem besteira, muito antes de existir o Uno 1.0, ja existia o Chevette Junior 1.0".
      Esta sim foi uma besteira. Todos os outros carros 1.0 vieram na esteira do Uno Mille, depois que as outras montadoras perceberam o sucesso do modelo da Fiat

  38. Andre

    31 de julho de 2013 at 17:08

    É um bom carro, principalmente para o off road

  39. pedrocampos

    8 de agosto de 2013 at 9:23

    Acho que não tem nada a ver. O charme do Troller sempre foi este visual retrô inspirado nos antigos JEEP. Se minha opção fosse um jipe moderno, partiria logo para um Land Rover ou um Mitsubishi. Tudo indica que a FORD, comprou a TROLLER, por questões politicas, e ainda não sabe o que fazer com a marca(é uma pena!!)

  40. Henrique

    4 de setembro de 2013 at 8:24

    Affff…
    Deveriam voltar a produzir a Bandeirante, isso sim é um jipe de respeito.

  41. Alex

    17 de setembro de 2013 at 22:44

    Mais a realidade não era essa conversei com um ffuncionário que está desde a época da compra e o que a ford queria era fechar a fábrica, só que o governo cearense não aceitou….!!!

  42. Marcelo

    9 de dezembro de 2013 at 22:22

    Indignado com o que estão fazendo com o troller.
    sempre foi um legitimo aventureiro raçudo, robusto, um verdadeiro jipe. Troller é jipe pra quem gosta de boleia, é ai que se vê um verdadeiro condutor off road, encher ele de sensor plásticos e acabamentos é um crime.

  43. Margareth Netto

    12 de dezembro de 2013 at 18:18

    Não sei dizer, mas acho que ficou enfeitado demais. Será que terá o mesmo desempenho e robustez do modelo antigo ou as modificações serão apenas para honerar mais o preço???

  44. Ricardo

    20 de janeiro de 2014 at 20:19

    Como faz para eu compra um carro deste eu já fui na Ford eles náo saber oguem saber ai mi falar blz

  45. Will

    22 de fevereiro de 2014 at 3:52

    Will.Parabéns a todos os colegas pelos comentários.A leitura ficou muito interessante.Gostei do TRX ,mas acho que teria sido melhor a criação de um troller 4 portas como o Wrangler Unlimited 4 portas.Neste ultimo existe um excelente sistema para a retirada da capota e a possibilidade de deixa-la apenas sobre os bancos traseiros descapotando as duas coberturas individuais do motorista e carona.Talvez a ford devesse criar nesta nova sugestão de Troller 4 portas ,internamente ,o sistema de rebatimento de bancos existente no honda fit pois possibilitaria levar pranchas de surf ,malas e volumes maiores dentro do Troller.Sem falar que até agora não comprei um porque não tem cambio automático.Me desculpem os jipeiros que gostam de cambio manual ,mas o automático é super aprovado pelos jipeiros canadenses e americanos.Aí sim com o motor novo ou com o MWM Diesel 3.2 turbo/interc.,4 portas,capotas retráteis,bancos escamoteáveis e cambio automático,abs e airbags da nova lei ,o carro seria imbatível.Desde que o preço fosse na faixa de até 100mil.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>