Peugeot lança linha 207 2012 com novos itens e mudanças visuais – Veja tabela de preços

Peugeot 207 2012 - Hatch

A Peugeot já oferece em sua rede de concessionárias Peugeot a linha 2012 da Família 207. Composta pelas carrocerias Hatchback, Station Wagon e Sedã (Passion), os novos ano modelo receberam pequenas mudanças mudanças visuais e também novos itens de série.

Peugeot 207 2012 - Hatch

Como a própria marca havia antecipado numa imagem de divulgação, o design do Peugeot 207 2012 agora conta com a grande tomada de ar frontal com barras de proteção dos para-choques dianteiro e traseiro pintadas na cor do veículo (com exceção do 207 Escapade).

Ainda falando do visual, os modelos receberam frisos laterais com detalhes cromados a partir da versão XRS (exceto o 207 Escapade) e novas lanternas traseiras com fundo em alumínio nas carrocerias Hatchback e Sedã.

Peugeot 207 2012 - Hatch

Internamente, a novidade fica por conta do painel de instrumentos com fundo branco e dos bancos com uma nova padronagem de tecido nas versões XR e XRS. Estas duas versões são equipadas com o motor 1.4 Flex 8V, com potência máxima de 82 cavalos a 5.250 rpm e torque máximo de 12,85 mkgf a 3.250 rpm, quando abastecidos com etanol.

Peugeot 207 2012 - Hatch

Na versão XRS, o Peugeot 207 2012 passa a disponibilizar vidros elétricos dianteiros com comando sequencial no lado do motorista, computador de bordo, farois com acendimento automático e limpador automático de para-brisa com sensor de chuva indexado à velocidade.

Além destes novos, o modelo também dispõe como itens de série de direção hidráulica, ar-condicionado, vidros elétricos dianteiros, protetor de cárter, chave com duplo telecomando e localizador do veículo, rodas de liga leve de 14 polegadas, farois de neblina dianteiros e ajuste elétrico do retrovisor externo para a configuração XRS. Em relação à segurança, os modelos 1.4 Flex dispõem de airbag duplo frontal como item opcional.

Peugeot 207 Pasion 2012

A versão Peugeot 207 1.6 FLEX XS, além de trazer os equipamentos dos modelos de entrada de gama, passou a oferecer na linha 2012 rádio com CD Player e tocador de MP3. Os modelos são dotados ainda de sistema Bluetooth com viva-voz para celular acoplado ao som e comando do rádio na coluna de direção.

Nesta versão, o modelo também ganha como equipamento de série o airbag duplo frontal e freios com sistema ABS de última geração (Bosch 8.1) nos veículos com câmbio manual.

Entre os itens de conforto e comodidade do Peugeot 207 XS 2012 estão o ar-condicionado com controle automático de temperatura, bancos esportivos, rodas de liga leve de 15 polegadas e vidros elétricos traseiros, entre outros.

Sob o capô, a versão XS conta com o motor 1.6 L Flex 16V que produz até 113 CV de potência a 5.600 rpm quando abastecido com etanol, e torque máximo de 15,5 mkgf a 4.000 rpm (mesmo combustível).

Além do câmbio manual (cinco marchas à frente e ré), essa versão de acabamento oferece a caixa de transmissão automática seqüencial TipTronic, que permite a troca manual marchas. Em qualquer um dos modos de condução, o gerenciamento eletrônico do sistema busca sempre o máximo desempenho com o menor consumo de combustível. Isso é possível devido à atuação do conversor de torque pilotado, que possibilita a ação do freio motor, mantendo seu funcionamento ideal entre a velocidade do veículo e a rotação do motor.

Peugeot 207 Pasion 2012

A nova cor Azul Bourrasque, que teve sua estreia no novo sedã 408, também foi disponibilizada para toda a linha 2012 do Peugeot 207, que pode ser encontrada ainda nas cores Branco Banquise, Vermelho Aden, Vermelho luc, Preto Perla Nera, Cinza Alumínio, Cinza Manitoba, Cinza Grafito e Cinza Cendré.

Os preços são os seguintes:

Fonte: Divulgação

Publicidade

75 Comments

  1. Ocle

    31 de maio de 2011 at 9:50

    Beleza! falta fazer algumas mudanças na parte traseira, principalmente nas lanternas…

  2. Carros Digitais

    31 de maio de 2011 at 9:54

    Apesar de eu nunca ter ido com a cara desse modelo da Peugeot…..agora com todos esses itens de série, até que se tornou atraente.

    • Hugo

      31 de maio de 2011 at 10:14

      O preço nunca me agradou… e a manutenção cara (segundo proprietários)

      • Pablo

        31 de maio de 2011 at 11:15

        Já tive 2 e a manutenção não é cara. Além do fato que foi o carro mais econômico que já possuí.

        • carvalhopower

          31 de maio de 2011 at 11:58

          Eu tenho um 207 2011 e já rodei 27000 Km com ele. Até agora gastei R$ 508,00 com as 2 revisões que fiz. O carro continua como novo, sem barulho e grilos. Superou as minhas expectativas, já que todo mundo só sabe é falar mal dos franceses. È um carro muito superior a concorrência em desempenho e acabamento, além do preço ser bom tendo em conta os equipamentos que vem com ele.

          • Paulo_Freire

            1 de junho de 2011 at 15:30

            Concorrente de Uno, Gol, Fiesta e Trashgile, ser superior em acabamento ñ é grande coisa. Em desempenho… Bom vc precisa testar outros carros DE VERDADE.

          • Pedro Paulo

            31 de agosto de 2011 at 22:35

            Possuo também um 207 XRS 2011 e com exceção dos "barulhos e grilos", concordo plenamente com o restante que você escreveu.
            Quanto a observação abaixo, sem sentido, é preciso analisar o desempenho do veículo levando-se em consideração o deslocamento volumétrico do mesmo. Para um motor 1.4, onde não se tenta tirar desempenho de fórmula um, ele está bastante adequado. Carro de verdade têm motor V8 de 5 litros ou é biturbo???? Vamos cair na real e fazer comentários com o mínimo coerência e sensatez.

          • Alexandre

            22 de abril de 2012 at 14:45

            Verdade, eu tenho (tinha) um 207 2011/2012, super econômico, eu ando meio a meio (estrada/cidade), tem uma retomada excelente, visual lindo, e pelo preço e opcionais, da banho na concorrência. 3 anos atrás eu tive um 206 04/05, carro maravilhoso tbm.

            Pena que esse meu 207 eu dei PT.
            Mas vamos para o 207 Passion.

        • Carlos Jr

          31 de maio de 2011 at 12:16

          O seu deve ser o 1.4 , porque o 307 1.6 faz no máximo 6.0 km/l com gasolina na cidade!

          • Franklin

            2 de junho de 2011 at 13:19

            Não amigo, tenho um 1.6 Passion, e ele a uma velocidade de cruzeiro equivalente a 80km ele faz uma média na estrada de 16km por litro. Realmente ele é bem econômico! Agora se for pisar no pé, ai ele faz uma média de 9 a 10 litro, isso a gasolina.

          • Neide G Santos

            18 de dezembro de 2011 at 9:45

            Realmente Franklin, Antes deste meu 207 XS 1.6 automatic, eu tinha um 1.4 e com gasolina, a 80Km/h (media) ou seja, bem manso, fiz em um percurso de 230Km rodados, 16.1 por litro de gasolina. mas normalmente nao ando assim, especialmente com o "brabo" 1.6 de 113HP automatic que tenho agora (so uso alcool) Se vc solicita mais em potencia tem de gastar mais. Isto e logico e fisica pura.

      • Leandro

        31 de maio de 2011 at 12:54

        tenho um 207 passion 2009 e a manutenção não é cara!

      • cado

        31 de maio de 2011 at 13:24

        manutenção cara.. essa é a lenda de sempre. Eu já tive Peugeot e nunca me custou caro.

  3. Allan

    31 de maio de 2011 at 10:25

    Até que enfim a versão 1.4 do 207 poderá contar com air-bags duplos. Deveriam oferecer o abs também, talvez assim eu me animasse a pegar um…rs

    Por enquanto ficarei a espera do novo picanto, ou quem sabe, a depender da minha paciência, esperarei pelo HB da hinday…

  4. Advogato

    31 de maio de 2011 at 11:02

    È incrivel, mas não vejo nada de novo nesse carro a anos. A mesma cara, ai colocam alguns opicionais e chamam de modelo 2012. Sinceramente.

    • valdir

      12 de setembro de 2011 at 19:42

      E os carros da volks, chevrolet e ford, quando mudam de ano ..Também não são muito parecidos ??

    • Aline

      15 de janeiro de 2013 at 15:28

      E você quer um carro que todo ano mude de modelo e com isso desvalorizar ainda mais? Não entendi?

  5. Marco_Reis

    31 de maio de 2011 at 11:28

    Aviso à todos, Peugeot é uma bomba, dá problema, suas peças são caras e a assistencia técnica é uma piada de mau gosto. A minha experiencia foi péssima, toda a revisão era problema e mesmo com o tal do "preço fechado" apareciam vários itens de "manutenção corretiva" que jogavam uma revisão de 30.000 km para 1800,00. Fora que esse 207 aí não passa de um 206 maquiado, feito para enganar o consumidor Brasileiro. Saiam fora dessa marca Francesa que além de dar muitra dor de cabeça, é péssima no mercado de usados.

    • carvalhopower

      31 de maio de 2011 at 12:01

      Olá Amigo.

      Não sei quanto tempo faz que você teve esses problemas. Tenho um Peugeot 207 2011 com 27000 Kma rodados e o carro é só alegria. O valor que já gastei com ele até agora é menor do que eu gastaria num Gol ou Celta. Acho que no passado realmente eles tiveram problemas, mais agora superaram e estão até acima da média (em minha opinião) do que as marcas tradicionais em atendimento. A concessionária da minha cidade (Val du Lion – Taubaté) é excelente. Eles me ligam duas semanas depois de todas as revisões para perguntar se está tudo certo e se estou satisfeito.

      • Marco_Reis

        1 de junho de 2011 at 13:49

        Carvalho, os problemas duraram até pouco tempo. A última foi a revisão aqui em Brasília de 40.000km, onde o preço fixo era de 440,00 R$ e com os adicionais ( limpeza de bicos, ar condicionado, descarbonização do motor, etc,) iriam para 1800,00. Mas as atendentes eram muito simpáticas. Ah, teve o problema do rádio que ele s não sabiam como resolver e pediram para levar em uma loja especializada, sendo que o mesmo é original.

    • Leandro Rodrigues

      31 de maio de 2011 at 12:10

      Achoq vc parece uma piada!

      Ja tive 206, 207, agora 307, nunca tive problema, revisões nunca precisei pagar a mais do serviço, alias não precisei fazer nenhum serviço fora q não fosse revisão, agora tem gente q compra carro pt recuperado e acha q é bomba.

      • Marco_Reis

        1 de junho de 2011 at 13:52

        Leandro, realmente eu sou uma piada, comprei um carro zero em 2007 para a patroa e fui sacaneado pela peugeot ate a venda do mesmo. Uma delas foi a revisão de dez mil KM, onde "esqueceram " de trocar o óleo. Esse espaço aqui é para discussões e troca de informações, … para um universitário, seu nível esta bem baixo..

        • @iceberg499

          29 de dezembro de 2011 at 2:36

          To contigo. a peugeot é uma piada sobre rodas. fui enganado até na compra. paguei por um carro zero (50500,00 a vista) e a bomba quebrou com 1600km. liguei para assistência e o carro estava no nome de outra pessoa (na compra eu tinha a "vantagem" de um carro emplacado) essa foi a primeira de muitas. Fiz a segunda revisão e até hoje, mais de 45 dias, não trocaram as peças com defeito( esta foi a ultima) eu sugeri ao SAC da peugeot alguns temas para campanha entre eles: Peugeot, uma piada sobre rodas ou Peugeot, bonitinho mais ordinário. A peugeot não se dar ao trabalho de responder ao cliente. quero que estes franceses vão a p q p.

    • vitor

      31 de maio de 2011 at 12:14

      cara voce esta muito enganado ! eu ja tive 2 carros da marca ! sempre dirijo acelerando muito entrando rapido em curvas levando o carro sempre ao limite ! e todas as manutençoes que meus dois 206 me deram foram mais em conta em relaçao a peças do que o ford fiesta que minha mae tem. alem de os peugeot serem carros muito bom sao muito economicos e o 1.4 é muito esperto ! a fama de o carro ser ruim sao de proprietarios que nao sabem usar ! e A PROPRIA peugeot disse que o 207 é um reestilizaçao do 206 todo mundo sabe disso ! ja deixaram bem claro que nao podem trazer o 207 europeu por que ele eh mais largo que o 206 e se viesse ia custar mais doque o 307 e oque acabaria sendo inviavel para eles pois o nosso 206 é um carro pequeno . e melhoram muito do 207 em relaçao ao 206 .

      oque deve ter acontecido com voce é o cara da conscecionaria ter te achado com cara de bobo e ter mandando voce trocar tudo ! por que isso acontece muito !

      • Marco_Reis

        1 de junho de 2011 at 14:20

        Parei no "serem muito bom…" , burrice tem limite, venda o seu peugeot então e se alfabetize. Quem sabe assim voce vai compreender o que escrevi.

    • CWB_Thyago

      31 de maio de 2011 at 13:02

      Dá problema igual aos outros, peças caras em concessionária iguais aos outros e mão-de-obra oficial igualmente cara. Ah, e claro: caro igual aos outros só que muito melhor equipado e com acabamento um pouco superior à media.

      Se sua experiência foi péssima, que pena por você. Mas não pega bem sair difamando o carro e a marca dessa forma; é imaturidade.

      E essa polêmica do nome 207, oras, já deu né. TODO MUNDO já sabe que é apenas um face-lift do 206. E no mercado de usados, aí sim, desvalorizam mais que os outros. Mas veja: você vende o seu 'meio barato' mas compra um outro 'meio barato também' (desde que seja um outro Peugeot). Faz muita diferença que vender, por explo, um Celta com pouca desvalorização e comprar um outro Celta/Palio/Gol igualmente sobre-valorizado?

      Tá na hora de mudar certos paradigmas. Sai da Chevrolet e fui pra Peugeot e estou ABSOLUTAMENTE satisfeito. E agora que o 207 ficou ainda mais interessante em função dos equipamentos, vou programar a troca do meu 206 para breve.

      • Marco_Reis

        1 de junho de 2011 at 14:23

        Passo a minha experiencia; imaturidade é voce achar que comprou um 207 e tem um bom carro. No máximo um meio de transporte bem medianozinho… Ih, voce tem um 206, foi mal…

        • CWB_Thyago

          2 de junho de 2011 at 13:42

          Foi mal não, cara. Tranquilo. Todos estão sentido pena de você, e não de mim.

    • cado

      31 de maio de 2011 at 13:25

      Eu tive uma experiência muito boa, melhor que qualquer uma das nacionais. Vai de carro pra carro e situações, não dá pra generalizar.

      • Marco_Reis

        1 de junho de 2011 at 14:25

        Pode ser, mas a minha foi muito ruim…

        • Pedro Paulo

          31 de agosto de 2011 at 22:46

          Ótimo!!! Sua opinião deve ser respeitada assim como você deve respeitar a opinião dos outros…

    • Lazaro Rosa

      31 de maio de 2011 at 14:32

      Tive um 307 Feline 2.0 Tiptronic por dois anos e o carro foi uma maravilha, não deu um problema sequer.

      Antes em 2001 tive um Golf que foi um carrão na época, rodei muito, abusei e nunca deu problema algum.

      Depois ( antes do 307) tive um Stilo dualogic 2008, o carro de 7 problemas ( teto solar, cambio, parabrisa trincou do nada, rolamento, cambio deu pau 2 vezes), as 3 primeiras a garantia cobriu, as outras tive que pagar do bolso, gastei um fortuna e passei o carro pra frente.

      Concordo que o 307, ou melhor, os carros da Peugeot tem um pós venda ruim, mais no meu caso mesmo o 307 desvalorizando acima que os concorrentes, ainda sai no lucro pois só o que eu economizei no seguro do 307 por dois anos ( comparado com o Stilo) é a diferença do valor de revenda entre eles. Fora que com o Stilo tive um gasto inesperado de manutenção altíssimo.

      Tive uma péssima experiência com a Fiat, tive dois carros dessa marca e os dois só problemas ( espero que tenha sido azar meu).

      Mais eu voltaria a comprar um Peugeot sem problemas…

    • Murillo Ferrari

      3 de junho de 2011 at 22:35

      Caro marcos, vc deve ter dado azar.

      Tenho um Passion XS AT 2010 com 35k km. Na ultima revisão (30mil) paguei R$ 298. Isso mesmo: duzentos e noventa e oito reais e nenhum centavo a mais. Foi só pela troca de óleo e pela mão de obra mesmo….

      Estou muito contente com o carro, mas vale ressaltar que o carro não é só elogios… Já tem MUITOS grilos para um carro que custou R$ 46 mil há cerca de 14 meses… Além disso, meu carro ficou quase 3 semanas parada na concessionária (em Bauru) com problema no cambio automático…

      Aparentemente não era nada MUITO grave e NÃO paguei nada pela manutenção (estava dentro da garantia)…

      Outro problema foi que meu volante esfarelou inteiro em 1 ano de uso. Trocaram no ULTIMO dia da garantia (e o item custaria R$ 900)… acreditem. Além disso, já tive um motor do vidro elétrico substituido, um farol queimado e recentemente (pouco depois que acabou a garantia), precisei substituir a bateria que simplesmente MORREU (com 1 ano de uso!!! Absurdo TOTAL…)

      Mas como falei, estou feliz com o carro. O desempenho, o conforto e o custo/benefício são MUITO superiores a muitos modelos brasileiros.

      Abraços,

    • Marcos Telles

      18 de dezembro de 2011 at 9:52

      O mercado esta ai para voce escolher o que quer. Meu irmao ja vao no terceiro peugeot, meu pai no segundo. Comprei meu segundo agora e, por enquanto penso em daqui a dois anos pegar outro de novo. Acho a marca muito boa.

  6. Eduardo

    31 de maio de 2011 at 14:56

    Eu possuo um 207, e não tenho do que reclamar, manutenção normal, nada de peças carasss, não deu problema algum ainda, atendeu muito bem minhas expectativas, agora meu proximo carro deve ser de outro, um Focus talvez, mas não me decepcionei com a Peugeot não…

  7. Darthvex

    31 de maio de 2011 at 15:36

    Quem fala da Peugeot, por favor deixe claro em que estado vc se encontra. Não vejo muitos cariocas infelizes com a Peugeot. Concessionárias e oficinas pode ser coisa de sorte. Por favor, apontem seus estados.

    Agora, painel com fundo branco é FLORIDA. Eca! Essa de pintar o parachoques na cor do carro tb achei de mau gosto, que ainda por cima soma na desvalorização do usado. Achei furada mexer.

  8. Eric

    31 de maio de 2011 at 16:41

    Tem gente que mandou pintar essas barras a muito tempo. A um ano eu vi um 207 prata igual ao das fotos só não tinha obviamente as lanternas com aquele detalhe alumínio e os frisos com o cromado.
    E falando dessas lanternas traseiras, elas vem do 206+ (o europeu) e o painel de instrumentos com fundo branco já vinha no 207 XRS desde a linha 2010.

  9. PKuster

    31 de maio de 2011 at 17:20

    Mais um modelo congelado no tempo e no espaço: 207 coisa nenhuma, é um 206 mal- maquiado e essa de pintar a grade no modelo 2012 é hilária, parece coisa da Volkswagen "do Brasil". Outro modelo B.O – Bom pra Otário, como tantos outros no nosso mercado.

    • Marco_Reis

      1 de junho de 2011 at 14:26

      Falou tudo..

    • Pedro Paulo

      31 de agosto de 2011 at 22:54

      Você, com certeza, deve ser um primor de esperteza….

    • Aline

      15 de janeiro de 2013 at 15:34

      Ok! Agora o que é melhor um caro que vc compra e dois ou três anos depois você pode vender que é o mesmo modelo ou feito os caros conhecidos que troca o modelo anualmente…Uma média para troca de carro é dois ou três anos , ou seja, é melhor e desvaloriza menos o carro matém o mesmo modelo.

  10. Wellington_L

    31 de maio de 2011 at 18:48

    O Marco Reis deu uma exagerada com seu ódio, mas parte do que ele diz não é mentira. A Peugeot andou melhorando o custo de manutenção de seu compacto (ainda não é barato) e melhorou um pouco o sistema de suspensão dele (ainda não é dos melhores), mas o câmbio automático AL4 do Grupo PSA ainda é um dos piores do mundo em sua especificação antiquada e ineficiente. Sem falar, das características intrínsecas do projeto antigo de base dos anos de 1990 (206) e que não podem ser modificadas radicalmente sem que o projeto do veículo seja mudado de um modo inviável economicamente, como a má ergonomia e o espaço interno e volume de porta-malas pífios. Infelizmente, o "popular" Peugeot 207 versão "Sala da Justiça" irá ainda ficar um bom tempo no mercado – ou alguém aí duvida que quando da vinda do futuro 208 (esqueçam o verdadeiro 207, este nunca virá), não manterão esse em linha como a opção de entrada da marca? –, pois o modelo 107 francês somente em sonhos.

    Quanto aos quesitos que estão fora de controle da montadora e do consumidor, como a alta desvalorização e o achaque das seguradoras sobre os veículos da Peugeot, é a mais pura verdade. Quem diz que não liga para estes, é porque desfruta de uma condição financeira muito confortável ou então, é totalmente passional, acreditando que uma suposta alta qualidade técnica dos veículos franceses do Grupo PSA (os montados no MERCOSUL, diga-se de passagem) existe, devido aos seus vistosos bons acabamentos e desenhos vanguardistas.

    • Machado

      1 de junho de 2011 at 12:25

      Do jeito que se expressou parace ser da concorrencia.

    • Marco_Reis

      1 de junho de 2011 at 14:31

      wellington, só passei a minha experiencia. Ja tive carros de outras marcas e a única que deu problema foi essa. Fora que o estilo deles era assalto à mão armada. Perdi as contasa de quantos SACs passei para a Peugeot falando dos vários problemas, sempre foram muito cordiais, porém ineficazes em TODAS as situações. Quanto ao achaque , acredite, as seguradoras é que são vítimas de suas oficinas que tem a hora trabalhada mais cara e o preço de suas peças, que se assemelha à BMW, mercedes e afins. Só para exemplo, aos 38 mil Km teve um problema na bomba de combustível, preço : 1240,00 R$, fora mão de obra. Liguei na BMW e perguntei de uma Bomba para uma 325 ano 2008, preço 1500,00 TROCADA. Vendi o carro com muita alegria.

      • Jubilleu Bolla

        2 de junho de 2011 at 14:20

        Marcos Reis, você é chato prá cacete !!!! Compra um Aston Martin, Mercedez, Audi, Ferrari ou algum outro desse segmento e pára de se lamuriar e encher a paciência dos outros. Bo ba lhão.

  11. Gabriel

    31 de maio de 2011 at 19:08

    Pagar R$40 mil reais em um 206,5 com motor 1.4 beberrão e manco, ter maior desvalorização em relação aos concorrentes, só pra ter alguns itens a mais que alguns outros modelos, sinceramente para mim não vale a pena em nada.
    R$45 mil Reais na versão 1.6, preço de um Astra 0km .
    Apostaria que o mercado do 207 vai ficar pequeno, assim como ficou o do 206 meses antes de sair de linha.

  12. djmichael

    31 de maio de 2011 at 21:19

    Tenho um 207 passion e nunca tive problema, gastei uns 500 reais nas duas manutenções. Acho que todo carro da manutenção, depois de uma certa quilometragem. Quem compra carro e usa ate passar dos 100000 vai gastar com manutenção é claro.

    • Pedro Paulo

      31 de agosto de 2011 at 23:04

      Concordo plenamente!!! Assim sendo, quandos meus carros completam 50.000 Km (independente de quais montadoras sejam) eu os passo adiante. É minha profilaxia de oficinas, aborrecimentos e gastos que não serão recuperados.

  13. CWB_Thyafo

    1 de junho de 2011 at 4:15

    A questão não é falar bem ou mal do carro e da marca, e sim analisar os FATOS com racionalidade.

    O custo de manutenção melhorou, como você disse. A suspensão, idem, é das melhores e mais sofisticadas dos 'populares', independente na traseira e com ótimo compromisso entre conforto e estabilidade ('melhor' que a do 206, mais focada na esportividade). E não é apenas um novo ajuste. Ela foi totalmente retrabalhada na dianteira (veja os vídeos do Mecânico On Line), aproximando-se em robustez e disposição à do 307. Dura menos que de outros carros? Talvez. Basta não cuidar pra que logo se estrague tudo. É diferente em algum outro carro? Não, não é. "Use sem dó" e vai se gastar sem dó em manutenção também.

    O câmbio automático de fato não é um primor em suavidade, assim como os automotizados não o são. Não vou falar em qualidade porque não tenho e não tive um Peugeot automático. Pra mim tanto faz, prefiro o manual. Mas, pra quem quer um automático, informação em sites e revistas não falta e o carro está lá para ser TESTADO. Não gostou, não compre. Não gostou e ainda assim comprou? Paciência…

    A ergonomia pode ser o ponto mais criticado, e a culpa aí é da Peugeot por economia, não apenas por idade do projeto. Tanto é que em projetos igualmente datados – como o do Palio e do Clio, por explo – ou o acionamento dos vidros sempre foi nas portas ou então passou a ser depois, sem demandar investimentos 'economicamente inviáveis'.

    Quanto ao espaço interno, poderia ser melhor sim. Bastaria ter colocado no 206 e 207 os mesmos painéis estilo prancheta que equipam todos os demais populares que daria pra fixar os bancos dianteiros mais de 10cm pra frente e mantendo o mesmo entre-eixos. É exatamente isso que fazem as demais montadoras: painel menor, senta-se com o rosto colado no pára-brisas mas ganha-se um pouco mais de espaço no carro e no porta-malas. Eu abro mão de uma mala a mais no porta-malas por um painel bem mais vistoso e posição de dirigir muito mais agradável. Acho justo. O que entra do projeto nesta questão é o entre-eixos; mas é como é. Andou, acho pequeno, não gostou? É só não comprar. (continua)

    Mas é triste mesmo, temos que escolher entre o 207 Sala da Justiça, Corsa Sala da Justiça, Celta/Ágile Sala da Justiça, Palio Sala da Justiça e tantos outros… eu só não consigo entender a razão de se escolher as salas mais caras, pior acabadas e bem menos equipadas.

  14. CWB_Thyago

    1 de junho de 2011 at 4:18

    (Continuando…)

    O valor do seguro, falo sem achismos porque troquei um Corsa por um 206: o do Peugeot no 1o. ano ficou R$112,00 mais barato para o mesmo perfil só que para um valor segurado R$13mil superior. Nos anos seguintes (2 anos) o valor se manteve/caiu muito pouco. Então está ótimo.

    A desvalorização é superior mesmo. Mas cai o valor do seu Peugeot e o do vizinho também. Logo, comprar um Peugeot semi-novo (trocando um Peugeot por outro) é um negócio razoável: vende-se o seu 'algo barato' (comprado semi-novo 'barato' tb) e compra-se outro por um bom preço também. Dá no mesmo que 'vender bem' umCelta e comprar um Palio/Corsa/Gol sobre-valorizado. Melhor ainda se você troca um desses sobre-valorizados por um Peugeot semi-novo, assim como fiz com o Corsa. Agora um Peugeot 0km eu não considero o melhor dos negócios, assim como não acho que os outros também o sejam. Mas aí é opinião pessoal, não é por não concordar que vou sair ofendendo quem compra carro 0km…

    Finalmente, pra falar em qualidade e linha atualizada, ora, tenha dó né: O "Novo Corsa" é de 2001. A Chevrolet mudou a grade e depenou o carro com o passar dos anos. O Gol sempre foi simples, mas confiável. A nova geração disso aí só manteve a simplicidade mesmo. O Palio não vou citar as 'atualizações estilísticas' porque certamente vou deixar algumas de fora, haja memória. Mas lembro que tive um em 1994, nessa época não se via tantos andando de lado, não se falava em soltar as rodas e o acabamento era melhor na versões de entrada. "A suposta alta qualidade técnica dos veículos franceses (sic)" pode não superior a suposta alta qualidade técnica dos veículos 'nacionais' (supostamente não supera), mas abaixo não está, de forma alguma. O acabamento vistoso é uma constatação e, quanto ao design, convido você a admirar as linhas de um recém lançado Ágile ou de um Palio, ambos apenas por exemplo.

    207 é perfeito? Passa longe. Assim como os outros não o são. Mas não dá pra difamar o carro e a marca só porque não se vai com a cara, porque não sei lá quem disse que isso, isso e aquilo… enfim, achismos e preconceitos. E pra quem já teve uma experiência ruim com um Peugeot, de fato é uma pena. Mas se você trocar de marca (o que é pra lá de válido nesses casos) estará igualmente sujeito, se não mais. Então, massacrar só o Peugeot por que?

    Ninguém é obrigado a gostar de nenhuma marca e/ou modelo. Mas do que adianta nós termos acesso a tanta informação de qualidade se na hora de opinar sobre alguns carros o pré-conceito fala mais alto e o bairrismo vem à tona? É de se lamentar.

    • Wellington_L

      1 de junho de 2011 at 15:39

      Thyago…

      Longe de mim "bairrismo".

      Somente comentei algumas características verdadeiras sobre o veículo da Peugeot. Faço comentários aqui no Carplace a cerca de dois anos e escrevo sobre tecnologia automotiva (apesar de não trabalhar efetivamente na área) já há algum tempo, haja vista que acompanho o mundo automotivo desde criança e já possuo cabelos brancos em minha cabeça. Conheço a maioria dos veículos de passeio do mundo e não faço comentários técnicos sobre automóveis que não conheço – aliás, sempre aconselhei isso para alguns colegas: não escrevam sobre algum automóvel, se não o conhecer de perto.

      Aconselho o colega a ler com calma minhas várias postagens, antes de fazer uma réplica com acusações, haja vista que não sou como alguns jovens colegas exaltados que possuem na ponta da língua palavras depreciativas e deboches. Enfim, meus comentários são sempre racionais e voltados para o bem do consumidor (principalmente para os de produtos populares), ou seja, apontarei sim qualidades e defeitos de qualquer automóvel, doa a quem doer.

      Respeito todos os colegas que aqui postam, pois o espaço é democrático. Se o colega possui ou já possuiu um Peugeot e ele lhe trouxe satisfação, isso não quer dizer que dele não devamos apontar falhas que, concordando com você, são intrínsecos a maioria dos automóveis populares montados para nosso mercado emergente. Infelizmente, no conjunto da obra, o Peugeot 206 (207 Brasilis) não é e nem nunca foi o melhor em sua categoria e, portanto, o Grupo PSA deveria ter introduzido melhoras realmente significativas ou então ter trazido o verdadeiro Peugeot 207. Sendo ela uma "new comer", não deveria ter se juntado no mesmo balaio desrespeitoso do "Fantastic Four". Resumindo de forma popular: já é difícil lidar com as "quatro velhas senhoras" e aí chega algumas "mocinhas" para defecar no mesmo penico… Vamos com calma… Disse outro dia, em outro blog: se montadoras querem trazer e introduzir novos produtos no mercado de populares na forma de importados ou montados por aqui, que façam com melhor qualidade, pois de mediocridade tecnológica já estamos cheios.

  15. Raul_Rodrigues

    2 de junho de 2011 at 8:56

    Continua sendo o mesmo peugeot 206 modificado, habitaculo apertado e sem novidades incriveis ….

    Na minha opinião carrinho muito fraco

    • Werllen Gonçalves

      13 de julho de 2013 at 16:25

      Você já foi dono de um?

  16. Marlos

    2 de junho de 2011 at 21:24

    Também tenho o carro a 1 ano e nunca tive nenhum problema. Vejam qual o carro mais vendido na Argentina, 207 em primeiro lugar. Só o brasileiro se contenta em pagar o mesmo preço que um 207 em um novo uno pelado 1.0. Na época de comprar fiz teste drive com corsa, agile, fiesta, novo uno, clio e além de custarem o mesmo preço ou serem beeeem mais caros com os mesmos opcionais, não eram tão gostosos de guitar quanto o 207.

  17. Mbc-Rio

    12 de junho de 2011 at 0:52

    Thyago,

    Seu comentário foi perfeito. Temos que deixar de lado preferências pessoais por marcas e analisar os fatos e produtos que temos no mercado nacional. Concordo que existem um exagero no mercado quanto à Peugeot. Infelizmente não temos aqui os modelos europeus como o 207 deles, porém eu nunca vi na europa ou EUA os consagrados Gol, Celta, Uno, Agile. Infelizmente vejo que o atraso os lancamentos dos modelos da marca francesa aqui se dá por falta de concorrência: Já tive um Celta, Corsa e meu pai tem um Palio. Minha conclusão é uma pergunta: Não sei como alguém deixa de comprar um 207 para levar um Palio/Uno/Agile/Gol/Celta para casa, com o chamado carro completo composto de ar-dir-vidros e travas. Hoje ainda tenho um 206 que até teto solar elétrico vem de fabrica e lembro sem saudade nenhuma do velho celta que tive, qud até o espelhinho do quebra sol era opcional e o meu nao tinha, deixando minha namorada chateada porque nao passava batom. Os brasileiros devem mudar de mentalidade. Esse negocio de carro 1.0 sem nada so existe aqui. Alguem ainda tem duvida que um GPS integrado custa 100 para as montadoras? Entao por que elas nao instalam nos carros? Talvez porque brasileiro goste de pagar 15000 dolares por um palio!

    • Raul_Rodrigues

      19 de dezembro de 2011 at 13:43

      porque o 206,5 tem projeto velho o mesmo do peugeot 206 lançado em 98 ou 99 por aqui, o motor também não é dos mais fortes, o 307 é um carro bom mas também ja está passado como o " tosco' Astra da chevrolet, mas ja estão chegando os novos projetos novos da peugeot ai as vendas vão melhorar, afinal Agile que não é carro de verdade rs UHAUhau

      • Werllen Gonçalves

        13 de julho de 2013 at 16:29

        Você já teve umpeugeot?

  18. Mateus

    28 de junho de 2011 at 10:46

    Eu tou pensando em comprar um aqui, ta custando 31.900 0 KM 2p completo! estive olhando os outros que custam o mesmo preço! axo o Pegout mais confortavel e tals e com cara de esportivo por dentro o que me agrada! agora seria legal mesmo se tivessemos o verdadeiro 207! Brasil é foda!!! a gente paga mais pelo carro e tem só a metade dele! $ 30 mil la fora tu compra é um 308 0 KM coupe!

  19. HÉRCULES

    4 de julho de 2011 at 18:46

    CAROS AMIGOS ESTOU NA DÚVIDA SE COMPRO OU NÃO O PEUGEOT 307. TENHO UM PRIMO QUE TEM E É SÓ ELOGIOS COM RELAÇÃO A TUDO É SEU SEGUNDO CARRO DA PEUGEOT. TENHO TB DOIS AMIGOS COM307 E FALAM AS MESMAS COISAS DO MEU PRIMO.POR FAVOR ME AJUDEM.

  20. Ewerton

    15 de julho de 2011 at 20:48

    eu já tive um 206 e nunca tive problemas com ele, e hoje possuo um 3008 griffe que é simplesmente maravilhoso, e quem tiver a possibilidade de fazer um test drive o faça. E em relação a revisão eu fiz a de 10000km que foi apenas R$298,00 para um carro desse porte.

  21. Alan

    4 de agosto de 2011 at 22:31

    Meus camaradas eu tinha um celtinha carro bom, economico com boa agilidade, so fazia revisões em concessionaria, mais hoje eu tenho um 207 2011 lindão velos confortavel, hoje 34.000 e sempre paguei mais barato ou igual ao meu celta nas revisões eu pagava R$1095,00 de seguro no celta e no meu 207 eu paguei R$1214,22 não achei nada caro.

  22. gisela

    21 de agosto de 2011 at 19:43

    carro fora eh mais barato sim…mas quem jah morou lah fora sabe muito bem o pq….impostos mais baixos….2 soluçoes para os indignados:muda de pais ou vota diferente!!
    acabei de comprar um 207 automatico e enfim…comparando acabamento,preço e itens de serie…..nao tem nenhum melhor na categoria!!eu fiquei pesquisando uns 5 meses…..qto a Fiat??carro de quem assiste big brother pois os carros nao tem nada demais..acabamento em plastico e sempre dao problema!!mas cada um que sabe neh?acho q a maioria das pessoas vao de fiat pois eles financiam ateh 72 meses….melhor fazer assim do q nao comprar neh??Rsrs
    e mais.o punto da minha prima q custou 42 mil e eh 1.4 naop tem airbags, o freio de mao quebrou com 1 ano e a maçaneta do motorista tambem….ela culpa os manobristas…ah tah entao deveriam vender o punto e escrever:advertencia aos homens abram com cuidado rsrsrs

  23. wesley reis

    23 de agosto de 2011 at 0:00

    COMPREI UM 207 1.4 " COMPLETO", A DH DELE É HORRÍVEL, O TECIDO DAS PORTAS E DOS BANCOS SÃO DE PÉSSIMA QUALIDADE, FICAM RUSSOS COM MENOS DE 2 MESES DE USO, ENFIM, O CARRO É ECONOMICO, MAS MUITAS COISAS NAO ME AGRADARAM, SOU MAIS O MEU VELHO E BOM PUNTO DA FIAT, TAVA MAIS ALINHADO NO MEU PONTO DE VISTA.

  24. Jeronimo

    14 de setembro de 2011 at 21:55

    Ja tive 3 Peugeot 206. Um 1.0 otimo, depois 1.4 otimo e atualmente 1.6 Automatico otimo. Pretendo pegar um 207 (sabendo que é 206.5) e esperar pelo 208. A verdade é que todo carro brasileiro é muito caro e bem pior do que os importados. A Hyundai e Kia tem carros melhores e mais baratos. Minha esposa tem um Kia Picanto automatico, o carro é bom, mas a suspensao sente muito o nosso péssimo asfalto, pois ele foi feito para andar em ruas sem buracos! Carros excelentes com estradas impecaveis somente na Alemanha!

  25. ricardo

    10 de novembro de 2011 at 14:34

    gostaria de saber de alguém se o peugeot 207 HB 1.4 Flex mencionados na mídia recentemente com promoção de nota fiscal de fábrica incluindo ar,direção ,vidros e travas inclui também o alarme ou se vem somente com a trava

    • Juliana

      21 de novembro de 2011 at 0:39

      Só trava, sem alamrme, amigo. Já tive um e atualmente estou com o modelo 207 automático, o qual não recomendo, mt problema com o câmbio :P

  26. leonardo

    27 de novembro de 2011 at 23:06

    acabo de deixar um agile ltz 2011 impecavel novissimo sem detalhes na gm com 26mlkm e peguei um peugeot xrs 2011 com 24milkm completo e vou dizer a voces, carro muuuuuuuito silencioso, acabamento muito superior, suspensao macia e silenciosa demais, nao tenho palavras, adorei…
    E olha que o Agile era da minha esposa que só gosta de GM sempre, odeia Fiat.
    Eu amo Fiat, nao compro Ford ou Volks pelo preço e tambem por nao ser tudo isso, acredito que a GM tem muito mais carros bons que as outras marcas.
    Agora com o peugeot 2012 com mais itens de série, com computador de bordo e piloto automatico, ficou excelente. Pode ate ser uma versão 206,5 como dizem, mas os outros modelos de outras marcas tambem são todas atrasadas. Agile é atrasada, Fiesta, Palio, Siena, e assim por diante.

  27. leonardo

    27 de novembro de 2011 at 23:06

    continuação

    Um exemplo de compra nada a ver: Focus quase completo custar 80mil e um Gm malibu custar 80 mil..
    Captiva custar quase 100mil, um cara é capaz de financiar 20 mil pra ter um captiva do que um focus completo que parece um outro hatch qualquer.
    Volks tambem alopra no valor e se diz um super carro um gol, fox etc….
    Ar, direçao, vidro e trava, só e nada mais, o resto é simples e cheio de plastico..

    Agora o painel do Peugeot 207 ou 206,5 como fizem xrs 2011 é muito mais bonito que diversos outros por ai, fora que parece e lembra fibra de carbono.
    Nao digo que os outros carros são ruins ou porcarias, de forma alguma, mas acredito que no momento a vez é do Peugeot mesmo sendo um 206,5..kkkk
    Sem dúvida agora com a versão 2012 ele melhorou e muito e a concorrencia que corra atras….

    • Rogerio Curado

      18 de dezembro de 2011 at 10:16

      Verdade, nao sei por que muita gente se preocupa se e 206 ,,, 206.5 207 etc,,, nao ligo pra nomes. o meu antigo era um 204 1.4 preto q eu chamava de "neguinho" (preto) Agora tenho um 207 XS Automatic que chamo de "carbono" (cinza grafito) Acho que a Peugeot nacionalizio o modelo frances e gostei do estilo .. pra mim numero e numero e nao vale nada … Fiquei com saudades do neguinho mas agora estou com o carbono e depois vou trocar por outro que ainda nao sei que nome vou dar.

  28. claudia

    28 de dezembro de 2011 at 1:36

    Hj comprei um Peugeot zero Sedan passion XR completo na cor prata.Achei bonito por fora e por dentro.Meu anterior era um corsa Sedan ano 2004-2004.Só compro carro Sedan ,porque além de dar mais presença , tem uma mala grande.Vou buscar o carro na Quinta..Não vejo a hora de estar dentro deste carro.Antes de comprar fiz alguma spesquisas.Pedi opnião a amigos,etc.A maioria me falou:
    – Ah..não compre a manutenção é cara.
    – Ah não compre,, as peças são caras
    – Ah não compre, o valor de revenda é baixo..
    Essas foram as desvantagens..Quero uma opnião de vcs.O que acham com relação aos pontos negativos que mencionei acima?
    Apesar de que, não estou muito aí..porque quando é" amor a primeira vista",não tem preço.Além do mais, a vida é muito curta..para nos preocuparmos com detalhes. Aproveito para perguntar as vantagens deste Peugeot..Sou se Salvador..Sejam sinceros…

    Grata desde já,

    ]

    Aguardo um retorno

  29. Rodrigo

    10 de março de 2012 at 12:34

    pontos fortes do meu 207 xrs: disign, acabamento, conforto interno impressionante, economico no combustivel e manutençao ate agora. bom de curva. PONTOS FRACOS: lampada do farol de milha do modelo a partir de 2010 que nao existe em lugar algum alem da cc, em relaçao a outros motores 1,4 acho 82 cv fraco, o agile tem 97 cv no 1,4., acho a aceleraçao nas machas 1 e 2 fracas e de 3° em diante um expetaculo. Ao colocar na balança é um bom carro, mas preferia ter comprado 1.6 xs

  30. walter

    15 de março de 2012 at 18:04

    Boa noite, alguém ja ouvir falar de uma tal caixa PSI, do 207 passion que custa cerca de R$:1.703,82, pois é o meu passion a muito vem apresentando anomolia antipoluição e uma série de defeitos, que segundo análise dos mecânicos é a tal caixa.

  31. Douglas

    13 de setembro de 2012 at 10:17

    Cara, eu tenho um 207 Passion, 2010/2011 – quase 70.000 KM, ÓTIMO carro, sem nenhum problema até agora e todos que eu vejo que tem peugeot, também não reclamam. Vejo as pessoas reclamando de valor caro de manutenção, não concordo, quem tem um peugeot tem 2 vezes mais carro, antes de um peugeot dar problema um carro da wolks, fiat e outros já deram mais de 2 problemas, quem reclama é porque ou não teve sorte ou gosta de reclamar mesmo.

  32. DKV - Vemag

    29 de dezembro de 2012 at 16:42

    Temos Peugeot a muitos anos, existe mesmo uma grande difrença entre o Peugeot Frances e o brasileiro, Nivel de ruido, consumo, potencia,ealguns pequenos problemas que nem mesmo eles sabem como resolver, porém o carro de um modo geral é bom sim. O atendimento das concessionárias é que deixam a desejar, pois a capacitação o o pessoal que recebe deve vir de alguém que não tem a menor habilidade para tratar com pessoas, mas por força da necessidade se esforça e acaba por colocar no atendimento, da recepção ao gerente pessoas despreparadas que não cumprem com o que falam e não estão dispostos a ouvir o cliente. Como se sabe integridade não se compra, e carater infelizmente tem sido relegado a um plano muito baixo. Bem, tudo muda se o cliente mostrar que tem recursos, ai o atendimento é VIP², mas o pós venda continuará a ser um caos, mas volto a dizer o carro é bom sim.

  33. Valentim

    27 de junho de 2014 at 20:11

    Tenho um 207 2012 automático nunca me deu problema .

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>