CARPLACE

Novo Mercedes-Benz GLK V6 chega aos EUA pelo equivalente a R$ 79 mil

O novo Mercedes-Benz GLK, que já é sucesso na Europa há algum tempo, chegará as concessionárias da marca nos E.U.A a partir de janeiro de 2009. O SUV Compacto da marca alemã será oferecido apenas com o motor 3.0 V6 de 268 cavalos. O preço informado será de US$ 33.900, algo em torno de R$ 79 mil.


A versão padrão escolhida para o mercado norte-americano é a GLK350 de cinco passageiros, a qual vem equipada com transmissão automática 4MATIC e tração integral (all-wheel-drive). Esta versão custa US$35. 900 (R$ 84mil) e seu preço é relativamente bom se comparado com o seu principal concorrente, o BMW X3 xDrive30i, que equipado com um motor 3.0 de 260 cavalos, tem preço inicial de US$ 39.400.

Para aqueles que não quiser uma versão mais em conta, a Mercedes também comercializará, a partir de abril de 2009, uma versão de entrada com tração traseira apenas com preço inicial de US$ 33.900 (R$ 79 mil).

Sucesso na Europa

Na Europa, a Mercedez iniciou a comercialização do GLK no dia 30 de junho deste ano e em apenas um mês foram recebidos mais de 10.000 encomendas do modelo. O número foi muito comemorado pela marca, principalmente pelo fato de que a procura por este tipo de veículo está em queda em diversos mercados do mundo.

Compare Preços de: Mercedes ML 500, Mercedes ML 350, Mercedes ML 63 AMG, BMW X3, BMW X5, VW Touareg, BMW X5, Porsche Cayenne, Hyundai Tucson, Mitsubish L200, Mitsubish Pajero,Toyota Hilux, Ford F250, Land Rover, Ford Explorer

Publicidade

48 comentários

  1. Rodrigo Surf

    26 de novembro de 2008 at 10:15

    carrinho esquisito, não gostei

  2. Dudu

    26 de novembro de 2008 at 10:36

    por 33.000 dolares….vale o que custa.

  3. Marcello

    26 de novembro de 2008 at 11:10

    logico q vale , com esse valor aqui no Brasil vc compra um tucson , que é uma porcaria do lado de um mercedes .

  4. Ramon

    26 de novembro de 2008 at 12:39

    Eu nem quero nem ver qto será esse carro aqui no Brasilm mas eu confesso q tenho a mesma opinião do Rodrigo Surf, eu tb não gostei do GLK, gosto muito do GL e do ML, mas esse não curto muito.
    Mas é mercedes né pessoal, então se esse carro não é bonito pra mim, ao menos tem tecnologia e motor para compensar.

  5. george soros

    26 de novembro de 2008 at 12:42

    show!!!

  6. Reenan

    26 de novembro de 2008 at 13:11

    Horrivel…
    Mercedes tem carroes, mais a maioria e feio…
    Como esse, tenho certeza que tem carros melhores e no mesmo preco por la, mais alguns vao compra esse so pra disse q tem um mercedes…’
    mais em compensacao o preco… E muito barato

  7. fabricio

    26 de novembro de 2008 at 13:48

    Pois é vc. deve gostar de gol pelo jeito reenan.

  8. Gregori/RS

    26 de novembro de 2008 at 13:54

    Menos de 80 000 reais por esse ônibus espacial????????????????????? Adorei esse carro,o visual dele é bem do meu gosto. Não sei como é por dentro,mas deve ser muito show! E nós pagamos esse valor por Ecosport(que eu tb gosto),Tracker, TR 4, pagamos bem mais caro por Captiva(linda)…Ramon,vc perguntou um dia desses pq foi nascer no Brasil, eu acho que todos nós brasileiros estamos pagando os pecados por vidas passadas!!hehehehehehehehehe!

  9. Gregori/RS

    26 de novembro de 2008 at 13:55

    Esse carro no Brasil??? Mais de 200 000 com certeza.

  10. Ramon

    26 de novembro de 2008 at 13:58

    É bem por ai mesmo Gregori…rsrsrrs
    Essa é a explicação mais plausivel para isso, não fomos bons meninos mesmo…rsrsrsrssrsr

  11. Thales

    26 de novembro de 2008 at 13:58

    Engraçado, é só criticar uma carro da mercedez, da BMW, Ferrari que esse povo começa a dizer que a gente gosta de Gol, Celta, Fox…

    Se a gente achou o carro FEIO, deixe a gente achar. Pessoalmente esse desing desse carro tbm não me agrada.

    Vai dizer o que, que eu gosto de UNO?

  12. Antenado

    26 de novembro de 2008 at 14:04

    Carrão, em todos os sentidos. E não vai falir como a GM (Captiva). Que mico, hein. Carro que faz 3 km por litro, sem porta malas, sem ar digital e de empresa falida. O que fazer?

  13. Diegoo

    26 de novembro de 2008 at 14:39

    nunca vi de perto, mas com certeza por ser mercedes já é meio caminho andado. Sem falar no desenho que foge aos atuais modelos, na maioria mto arredondados e iguais, feito capivaras.

  14. Thiago

    26 de novembro de 2008 at 14:48

    No Brasil,200 mil,no mínimo.

  15. Carlos

    26 de novembro de 2008 at 14:49

    O carro é bem feinho. Acho engraçado isso mesmo. E daí que é um Mercedes ??? O carro é feio e pronto.

    Amigo é que nem roupa de grife… o tecido é o mesmo só muda a etiqueta.

  16. Kokokil

    26 de novembro de 2008 at 14:50

    FEIO

  17. Hungria

    26 de novembro de 2008 at 15:02

    FEIO (2)

  18. Diegoo

    26 de novembro de 2008 at 15:02

    Carlos, me permito discordar. Penso que nunca andou em um mercedes dos atuais para aferir o que eu disse. Mercedes cobra caro não é à toa, podes crer. A qualidade e solidez do carro é de altíssimo nível, durabilidade descreveria com facilidade. Esqueça a classe A de tempos atrás. Aquilo foi um erro do qual a mercedes até hj se envergonha. Não tenho mercedes, possivelmente demore a ter uma, mas é relato verídico. Um grande amigo possuiu uma C230K e agora tem um E320 e não é só grife, fazem por merecer a fama.

  19. Carlos

    26 de novembro de 2008 at 15:09

    Não concordo. Confio muito mais numa mecânica Ford do que numa mecânica Mercedes.

    Não concordo com isso porque isso não reflete a verdade. Como bem disse o Rodrigo Surfe… o Ford GT 40 deixou a Ferrari comendo poeira.

    Isso pra mim é que nem roupa de marca… o tecido é o mesmo mas você paga a etiqueta.

    Eu considero o EDGE mais bonito que o GLK. Questão de gosto.

    Quanto ao José eu nem discuto. Se você não aceita opinião amigo então só lamento. Porque discussões são coisas boas, quando não se ofende ninguem e muito menos menospreza a opinião do outro, mesmo porque deu pra perceber que você fala coisas sem ter um conhecimento mais aprofundado.

    A Ford é muito maior que a Mercedes. Logo… a Ford seria a Coca Cola amigo.

  20. Shuray

    26 de novembro de 2008 at 15:13

    Gostei muito bonito !!!

  21. Carlos

    26 de novembro de 2008 at 15:50

    Diegoo, lógico que você pode discordar. Isso é um blog de opiniões. O que eu penso não quero dizer que seja a verdade e muito menos quero impor algum pensamento meu.

    Mas Mercedes é carro de rico, logo o preços que eles cobram superam em muito os gastos reais que eles tem com a fabricação dos carros. Ou seja poderiam cobrar mais baratos. Mas não o fazem porque o carro é uma marca de nicho.

    A GM e a Ford possuem marcas de luxo que cobram preços similares a Mercedes. Lincoln e Cadillac. São marcas luxuosissimas de de excelente qualidade. Agora também jogam os preços lá em cima por ser a marca de gente rica.

    Não discordo da qualidade dos carros Mercedes, mas não são perfeitos e possuem a mesma caracteristica de montagem da Ford ou Toyota. O que pode diferenciar é um luxo maior e uma potencia maior nos motores.

    Mas isso comparando com carros populares. Porque Ford e Toyota possuem carros luxuosos e potentes, mas com preços bem acessíveis. Aliás essa sempre foi a idéia de Henry Ford: carros duráveis e acessíveis a todos.

  22. Carlos

    26 de novembro de 2008 at 15:53

    Aliás esse Mercedes do Post é bem barato. O Ford Edge sai a quase 30 mil dólares nos EUA. Mas é um baita de um crossover também com luxo, requinte e potencia.

    Carro por carro eu prefiro o EDGE a esse GLK. Agora aí entra minha preferencia e gosto. Acho que vai de cada um.

  23. Micael

    26 de novembro de 2008 at 15:59

    Mercedes tem otimos carros.
    boa motorização.sofisticado
    apesar de beleza

    esse carro ganha de muitos aqui no Brasil, mas infelizmente ele realmente é m pouco esquisito

    muitos queixam dele , mas nao se esqueça do novo carro da NISSAN, feio, e caro d+.

  24. José

    26 de novembro de 2008 at 16:08

    Longe de não respeitar a preferência alheia por Edge ao invés de GLK. Mas que fique CLARÍSSIMO que os dois tem níveis MUITÍSSIMO diferentes.

    Nem o melhor dos Ford (VW, GM, Fiat etc.) se compara ao mais simples Mercedes-Benz (BMW, Audi, Volvo etc.).

    É como comparar o pior chocolate Godiva ao melhor Nestlé. Nunca será páreo.

  25. Carlos

    26 de novembro de 2008 at 16:14

    José… não concordo com você. Aliás só pra lembrar que a Volvo é da Ford.

    Se voce prefere Mercedes é uma opinião sua. MAs eu prefiro Ford. Tudo uma questão de gosto.

    Brasileiro qur tem essa mania de achar que marcas de rico são melhores que as populares. Pura ilusão.

    Você acha isso…. mas não quer dizer que reflita a verdade, porque eu penso totalmente o contrário.

    Os dois carros que e citei não possuem CLARÍSSIMOS níveis e não são MUITÍSSIMOS diferentes. São análogos, tanto o é que os preços são bem parecidos.

    Roupa de grife amigo…. você paga somente o preço pela etiqueta porque o tecido é o mesmo.

  26. Ramon

    26 de novembro de 2008 at 16:34

    Desculpa Carlos eu até entendo que cada um tem o seu gosto pessoal e tudo o mais, tb gosto muito do Edge, acho o carro muito bonito, mas não dá pra comparar com o GLK.
    Eu concordo com o q vc diz q a maioria dos brasileiros estigmatizam determinadas marcas e menosprezam outras, eu mesmo adoro os carros ingleses como os da Land Rover, Jaguar e Aston Martin, se eu tivesse grana compraria um Jaguar XF ao invés de qq um sedan da Mercedes ou da Bmw mas isso não significa que podemos nos dar ao luxo de fazer qq tipo de comparação.
    Pra mim o Edge está num patamar e o GLk em outro.
    E vc diz q a Volvo é da Ford, tudo bem, vc está certo, mas se eu não me engano os unicos carros q tem plataforma compartilhada é o C30 e Focus, de resto são carros diferentes de marcas diferentes, independente se são do mesmo dono.

  27. José

    26 de novembro de 2008 at 16:35

    Ok, Carlos.
    A minha opinião é aquela.
    A sua é esta.

    Agora, provavelmente você não vê diferença entre papel higiênico rosa que parece lixa e Neve folha dupla ultrafino.
    Ou entre Dolly e Coca-Cola.
    Ou entre CCE e Bose.
    Ou entre Casas Bahia e Artefacto.
    Ou entre MP3 Player chinês da 25 e iPod.

    Mas as diferenças estão em quem as percebe. Fica tranquilo.

  28. Rodrigo Surf

    26 de novembro de 2008 at 16:38

    José, o que você tem a me dizer sobre o FORD GT40?

  29. Brancaglion

    26 de novembro de 2008 at 16:44

    Design chega a lembrar o TR4, mas não me agradou muito, é óbvio que se chegasse aos brazukas por 80K era alta de venda na certa, coitado dos Captiva, Tucson, e variados, mas sabemos que Papai Noel não existe né…logo que trata-se de um legítimo Mercedes-Benz.

  30. Diegoo

    26 de novembro de 2008 at 16:53

    Carlos, com certeza a Mercedes não faz feirão pra vender carro, até pq seus clientes aqui são mais abastados. Na europa, classe C é como um focus é pra nós, carro médio, de desempenho e qualidade superiores aos ditos “populares” (ou mais acessíveis) deles. Na verdade o que difere um ford, gm, lincoln e outros de uma mercedes não é o luxo, até pq banco de couro e eletrônica embarcada pode ser instalada até num fiat linea. O que os difere é eficiência e engenharia aplicada, solidez e uma larga distância de tecnologia no desenvolvimento. No caso, a boa e velha escola alemã de fazer máquinas…

  31. Pilger

    26 de novembro de 2008 at 17:09

    “chegará à concessionárias”

    Não se usa crase antes de palavra no plural.

  32. José

    26 de novembro de 2008 at 18:32

    Ok, ok, Carlos.
    Fica aí que eu fico aqui.
    E ninguém precisa brigar.
    É só uma opinião, como eu bem deixei claro na primeira vez em que me manifestei.

  33. Ronaldo

    26 de novembro de 2008 at 18:56

    O carro ao vivo é mais bonito, vi ele no salão de Curitiba!
    Por esse preço…aqui ia vender mais que Fox!

  34. Gregori/RS

    26 de novembro de 2008 at 19:18

    Eu não sou desses de escolher carro somente pela marca,nem acho que importado é melhor ou pior que nacional só por ser importado. E nem sempre o mais caro é o melhor. Mas essa Mercedes é sucesso absoluto na Europa. Trata-se sem dúvida de um excelente carro. Vi uma reportagem sobre GLK num canal pago. Entre Edge e GLK, eu fico com Mercedes sem pensar duas vezes,mas não por ser Mercedes,mas sim por questão de gosto. Seu design é diferenciado,o que para uns representa feiura, e para outros beleza. O Edge é outra bela máquina e não concordo quando a comparam com a Captiva,o Ford é bem superior. Sobre a Captiva: acho muito bonita,mas poderia ter mais equipamentos e ter um console mais completo,sem aumentar o preço. Mas estão cobrando ágio de 10000 reais nas concessionárias!!!

  35. Kelson

    26 de novembro de 2008 at 19:38

    Aqui o povo para esse valor num “new fit”.

    Brasil… SIL….. SIL….!

  36. Rony Pereira

    26 de novembro de 2008 at 19:59

    Sei não hein…
    mas to vendo a frente do Astra todinha na frente desse carro…
    Impressão errada a minha? Será??

  37. Ramon

    26 de novembro de 2008 at 23:31

    Nossa Rony, é impressão sua com certeza.

  38. Carlos

    27 de novembro de 2008 at 0:55

    Em momento algum briguei José, apenas manifestei a minha opinião e discordância.

    Po… to tentando ver a frente do Astra Rony… juro que não consegui hehehehehehe…mas vou continuar tentando.

  39. Diegoo

    27 de novembro de 2008 at 8:51

    Bom, se a discussão é gosto, então estamos todos certos. Falar em qualidade, dá mercedes. Nunca vi o Edge, nem esse GLK, como já frisei, mas, se o Edge conseguir ser melhor que um mercedes, pode pagar os 150 mil aqui no Brasil, quem puder, que não se arrependerá que tá barato… mesmo assim, eu ficaria com germanico.
    E mais, quem diz que não compra carro por causa da marca não sabe o que quer de um carro ou vai na moda. Eu compro chevrolet e ford pq me apetecem em aspectos que EU dou valor, mais que outras, independente do modelo. Se pudesse, hoje, nem pensaria duas vezes eantes de comprar um mercedes, carro de patamar acima de qualquer marca bem vendida ou no top 10, mas, sobretudo, indefectível nos quesitos que dou valor.

  40. dono de consesionari

    27 de novembro de 2008 at 8:53

    n achei nada de mais mas vcs são uma cambada de brasileiros fazer oque

  41. André Luiz Martins Cotting

    27 de novembro de 2008 at 11:38

    Que design lindo! Muito bom. Quem me dera se no Brasil fosse que nem nos EUA, este carro por R$ 79.000. Acredito que, no Brasili, saíria no mínimo por R$200.000.

  42. Gregori/RS

    27 de novembro de 2008 at 13:54

    Diegoo,fui eu que falei que não escolho carro por causa da marca.Disse ,repito e mantenho!!! Eu escolho carro pela necessidade, moro a 30 km da cidade mais próxima e pego só estrada de chão muito ruim,com pedras e buracos. Eu jamais poderia comprar um carro frágil,ou luxuoso,ou conversível,ou muito baixo,ou com pneus pequenos…enfim deu para entender né? Pelo menos por enquanto,pois pretendo botar um caseiro aqui e ir para Santa Maria terminar a faculdade. Em relação a modismos,não sou desses,e não gosto de quem compra um determinado carro por ele ser de nicho ou cult ou o diabo que seja. Tenha,é claro,minhas marcas preferidas,mas o que eu olho primeiro é o que eu vou fazer com aquele carro. E vc pode estar errado em optar por GM e Ford,não esqueça disso.

  43. Carlos

    27 de novembro de 2008 at 14:36

    Diegoo… gosto é gosto.

    Agora eu não concordo quando você diz no quesito qualidade. Se um carro custa 300 mil reais ele tem que ser de maior qualidade do que um que custe 30 mil reais…isso é uma relação óbvia.

    Só to dizendo que em um Ford que custe 100 mil e um mercedes que custe 100 mil eu prefiro o Ford. Por gosto e por qualidade.

    Aí entram os quesitos gosto e opinião. Assim como você optaria pelo germânico eu optaria pelo americano.

  44. Diegoo

    27 de novembro de 2008 at 15:07

    Gregori, desculpe se antes fui grosseiro, não se ofenda. Mas vc se contradiz. Toda marca guarda estreita relação de construção e filosofia em toda a linha, salvo raras exceções.
    Se vc sabe do que precisa em um carro e das marcas que te agradam mais, como fugir a elas? Ainda que outro carro seja uma maravilha, se vc pega estradas de chão batido, obviamente um civic ou um fusion não lhe satisfarão, quanto mais um peugeot. Vc sabe o que quer e certamente comprará um carro pela marca que mais se adequar ao seu uso, mas excluirá da lista algumas pq sabe que não vão lhe agradar em longo prazo. Logo, tu compra carro pela marca, ainda que abra mão de certos modernismos, a menos que vc esteja iniciando no mundo do automóvel e esteja experimentando diversas marcas até encontrar a que mais lhe agrada.
    O que me inquieta é gente comprando carro por bonito e depois reclamando que virou num cacão, mas sequer ponderou o uso diário ou as características da marca que adquiriu…
    Posso estar errado quanto a Chevrolet ou a Ford, mas quando eu defini o perfil e o que esperava de um carro, como ser robusto e confiável independente de bonito ou antiquado, nunca me decepcionei. Hj ando de GM, amanha possivelmente amanhã num ford, mas sempre fico entre as duas. Tenho fiat em casa e não é ruin, mas é muuuuito inferior em construção.

  45. Diegoo

    27 de novembro de 2008 at 15:31

    é verdade Carlos, quando se adentra no mérito do gosto, todos temos razão. Mas deixando de lado a paixão, calcule com a razão e verá que um Mercedes está acima dos nossos queridos Ford e Chevrolet. A BMW, Porsche, Mercedes, Audi, criam tecnologias de vanguarda. Veja: câmbios de 6, 7, 8 marchas. Tiptronic, dupla embreagem, injeção direta de combustível, o protótipo diesoto (diesel em ciclo otto), ABS (bosch), EBD, e por aí vai.
    Os carros americanos são fabulosos, mas se dedicaram por longos anos a aumentar cilindradas para obter potência e aumentar o rendimento.

  46. Gregori/RS

    27 de novembro de 2008 at 16:46

    Ok Diego! Entendi seu raciocínio. Mas veja: por andar muito em estrada de terra,preciso de um carro robusto,com um bom vão livre do chão(acima de 16 cm), suspensão mais dura, pneus altos,largos e sem perfil esportivo(pouca borracha)… Hoje no Brasil, até 100 000 reais o que nós temos? Captiva,Ecosport,Tracker,Troller,Tucson,Sportage,Idea Adventure. Temos umas seis marcas diferentes para escolher. Vai do gosto de cada um, do bolso e de alguns outros quesitos subjetivos. Entre os que eu citei,um é mais bonito,outro mais forte,outro mais alto,outro é maior,outro é mais barato…..Eu não escolheria nenhum deles só pela marca. Faria uma visita às concessionárias,um test drive e aí sim optaria pelo que mais me agradasse no momento. E não se preocupe, eu não me ofendi nem vc foi grosseiro! Do alto dos meus 19 anos estou aqui para aprender!

  47. José

    27 de novembro de 2008 at 19:14

    Diegoo foi muito feliz no comentário.

    Agora, eu não me conformo como há pessoas que não vêem claramente a diferença entre as marcas premium e as marcas comuns.

    Esse argumento de que carro é carro… isso não existe. Se todos eles fossem mesmo uma mesma coisa, então muito provavelmente o fato de existirem dezenas de fabricantes é um delírio coletivo. Porque não existe razão para tanto, senão o fato de que cada um prioriza o que lhe convém e assim criam carros distintos, direcionado a públicos distintos e, finalmente, com níveis distintos de qualidade e sofisticação.

    Uma parte dessa discussão, na verdade, eu acho que está girando em torno do que significa qualidade. Por isso, sugiro que leiam a definição (tendencioso, escolhi a que mais gosto):

    Qualidade é a “totalidade de características de uma entidade que lhe confere a capacidade de satisfazer as necessidades explícitas e implícitas”.

    A maioria usa o termo tendo com o objetivo de referir-se a outra coisa. Acho que não é apropriado utilizar o termo “qualidade” referindo-se a superioridade. Em outras palavras, uma Mercedes GLK não tem mais qualidade que um Celta, porque cada um deles se propõe a um fim distinto e não se pode esperar deles o que eles não se propõe a entregar ou cumprir.

  48. Henrique Santos

    28 de novembro de 2008 at 14:59

    Quanto a essa discussão de qual marca é melhor que a outra já escrevi em outro post e repito:

    Quem acha que não há diferença de qualidade entre um carro e outro faça o teste. Pegue uma Mercedez 94 e ande nela, explore o veículo, após faça o mesmo com um concorrente das marcas ‘comuns’ que seja atual (ou seja mais de 14 anos de diferença) e me diga se a construção é igual, se a estabilidade, a potência e o isolamento acústico se comparam.

    Já andei em um Omega 94 e com um Mercedez do mesmo período, me desculpem os que pensam o contrário, mas não se compara.

    ———————-

    Quanto a esse carro: ele realmente é bem feio. O Edge é mais bonito, mas não vou dizer que é melhor, pois não dirigi nenhum dos dois(e acho que nem vou dirigir por tão cedo), mas tenho uma ligeira impressão pendendo para a marca alemã.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>