Novo Honda Civic Type-R chega em 2015; marca divulga planos para toda a linha

Honda-Civic_Type_R_Mugen_2.2_2011_01

A Honda garante que o novo Civic Type-R estará pronto em 2015. O CEO da marca, Takanobu Ito confirmou a apresentação do carro para daqui a dois anos, ao lado de um novo veículo elétrico movido a célula de combustível. Além disso, um SUV compacto (Urban Concept) também está definido para se juntar a família em breve.

A nova geração do Type-R será desenvolvida especificamente para a Europa e vai incorporar experiências adquiridas no World Touring Car Championship. Ito quer que o Civic Type-R seja o carro de tração dianteira mais rápido no circuito de Nürburgring e isso significa que ele terá de superar o recordista Mégane Trophy.

honda-suv-urban-concept-01

Dave Hodgetts, da Honda do Reino Unido, disse que o Civic Type-R começará a ser testado em Nürburgring no último trimestre de 2013, chegando às linhas de produção em algum momento de 2015. De acordo com o executivo, a resposta do acelerador e a dirigibilidade estavam sendo desenvolvidas usando as lições aprendidas com a entrada da Honda no WTCC. Hodgetts prefere não confirmar se o Type-R teria o mesmo 1.6 turbo do carro WTCC, mas disse: “é possível, mas qualquer coisa até um turbo de 2.0 litros é possível.”

honda-fcx-clarity

O novo Civic Type-R será um dos primeiros de uma série de modelos de alto desempenho que a Honda está se preparando para produzir como uma espinha dorsal em toda a sua extensão. “Queremos uma série que seja realmente percebida como divertida, mas com uma variedade de modelos práticos situados abaixo dela”, disse Hodgetts.

Um desses carros mais práticos é um SUV compacto, baseado na plataforma do novo Fit, e que deverá rivalizar com o Nissan Juke entre outros. Hodgetts e Ito também confirmaram que um Civic SUV/MPV com um estilo semelhante ao conceito Skydeck de 2009 também está sendo considerado.

honda_skydeck

Há também a confirmação de um novo veículo movido a hidrogênio para 2015 (possivelmente um sucessor para o FCX Clarity). A Honda revelou que está trabalhando em sistemas híbridos com um, dois ou três motores elétricos. A tecnologia será utilizada em toda a gama futura da Honda, que pode ser aplicada tanto a um Honda Fit como um Acura NSX.

Todos os esforços citados fazem parte do esforço da Honda para aumentar sua participação no mercado em 60% no mundo todo, passando dos atuais 23,9 milhões para 39 milhões de unidades vendidas até 2017.

Publicidade
  • zeuslinux

    Essa SUV ficou bacana.

    • Gughetti

      Ficou mesmo. A Honda precisa renovar o design dos carros. Já está batido demais…

  • Gughetti

    Ficou mesmo. A Honda precisa renovar o design dos carros. Já tá batido demais…

  • PerobaC

    Bem que o Civic SI que virá importado, poderia ser fabricado aqui.
    Nem precisaria ter o mesmo motor 2.4. Bastaria dar um upgrade (turbo + injeção + VTEC) no 1.4 ou 1.5 que já estaria de bom tamanho.

    Agora, voltando ao assunto da matéria …
    Quanto ao Type-R superar o Megane Trophy, não é tarefa difícil com um 2.0 turbo. Até porque o antigo Civic SI com 2.0 e turbo bem menor (0,3 barg de pressão) já desenvolve potência bem superior a 300 cv …

    • Wellington Myph13

      O problema não é só potencia, os motores da Renault são conhecidos por ter um Torque Abundante, e isso em uma corrida conta muito, pois não é só reta, as retomadas importam muito.

      • PerobaC

        Citei o SI exatamente por este fato.
        Este motor tem muitas vantagens quando se submete à sobrealimentação com destaque, principalmente pelo VTEC.

        O último Civic Type R utiliza deste mesmo motor e como visa performance, sua cavalaria vai a 260 cv e faz 0-100 em pouco mais de 5s, sem turbo.
        A vantagem de um turbo com injeção direta é o maior controle sobre o desempenho do motor.
        O VTEC pode ser programado para onerar o pico de torque, porém, joga a curva de torque em regimes mais planos (vide o i-DTEC do Accord) …

      • PerobaC

        Citei o SI exatamente por este fato.
        Este motor tem muitas vantagens quando se submete à sobrealimentação, com destaque principalmente pelo VTEC.

        O último Civic Type R utiliza deste mesmo motor e como visa performance, sua cavalaria vai a 260 cv e faz 0-100 em pouco mais de 5s, sem turbo.
        A vantagem de um turbo com injeção direta é o maior controle sobre o desempenho do motor.
        O VTEC pode ser programado para onerar o pico de torque, porém, joga a curva de torque em regimes mais planos. Vide o i-DTEC do Accord …

    • Pil

      Motor não é tudo, tem que ter chassi acertado. Um carro menos potente mais muito bom de chassi, pode ser mais rápido em Nürburgring, coisa que aconteceu com o Fórmula da Ford 1,0 com cerca de 200 cv.
      Para mostrar o potencial de seu motor 1.0 EcoBoost, a Ford decidiu equipar um bólido de Fórmula 1 com ele. O resultado foi espantoso. O pequeno carro de corrida, com 202 cv percorreu o circuito de Nurburgring, na Alemanha, em apenas 7 minutos e 22 segundos, superando modelos esportivos como o Lambroghini Aventador e Pagani Zonda, que têm a disposição mais de 600 cv.
      Segundo a Ford, o Formula Ford com motor EcoBoost acelera de 0 a 100 km/h em menos de 4 segundos e atinge 255,5 km/h. Detalhe: gastando pouco combustível. A 120 km/h, seu consumo é de 20 km por litro, já a 56 km/h são apenas 41,7 km/l.

      • PerobaC

        Sim, sabemos disso.
        Mas o produto da matéria e Megane Trophy são 2 modelos conhecidos, fabricados em série e, portanto, é acessível a todos e é limitado apenas pelo poder aquisitivo do comprador (ou sonhador).

        O Formula Ford é um protótipo ou modelo de competição/teste.
        Não está ao alcance daqueles que gostariam de pilotá-los ou mesmo, plausível para às necessidades da maioria da população.
        Mas que é interessante um modelo inteligente desse, com certeza ….

  • http://www.facebook.com/leasilsan lsguaranikaiowa

    Carros só pra quem merece…

    • saosao

      E brasileiro não merece.

  • dniro2011

    O único que pode vir para cá é o URBAN do resto é só pra gente ler e ficar conhecendo, com esse governo que temos e essa corruPTcao que esta no momento sempre seremos tratados como povo subdesenvolvido e não culpo só o PT não pois todos que passarampelo poder nesse país fizeram da mesma maneira é um câncer que esta enraizado e parece que não tem cura

  • Antonio JS

    Pena que esta linha R não esta no Brasil e nem virá para cá, somente por importadores independentes.
    Poderiam trazer também alguns Kei Cars e hibridos

    • saosao

      Híbrido é provável que traga, quando o governo der incentivos.
      Key Car acho improvável dada a diferença geográfica e urbana do Brasil em relação ao Japão. Se nem Smart Fourtwo foi sucesso, o que dirá um carrinho pequeno, quadrado, sem graça e sem motor.
      Quanto ao T