Novo Citroën C4 Lounge chega por R$ 59.990 – confira versões, preços e conteúdos

Novo C4 Lounge

A Citroën lança no mercado brasileiro o novo C4 Lounge. A nova geração do sedã médio francês, fabricado na Argentina, muda completamente e traz importantes novidades, como a oferta do motor 1.6 THP e uma extensa lista de itens tecnológicos.

Novo Citroën C4 Lounge

Em termos visuais, o novo Citroën C4 Lounge incorpora a nova identidade visual da marca com boa harmonia das linhas em relação ao terceiro volume, ou seja, é um carro com design muito atrativo e acertado. Agora, deixa de lado aquele padrão mais conservador do antecessor e adota traços mais jovens com leve toque de ousadia.

Novo C4 Lounge

Com inspiração na linha de luxo DS, em especial o modelo DS4, o novo C4 Lounge traz conjunto óptico totalmente reformulado e agora incorpora um feixe de LEDs na base do para-choque como luzes de rodagem diurna. Na traseira, as lanternas exibem linhas arrojadas e também são formadas por LEDs.

Novo C4 Lounge

De acordo com a Citroën, o foco no desenvolvimento do C4 Lounge foi o conforto interno. Isso se refletiu na utilização de materiais de melhor qualidade e novos itens de tecnologia, como o adoção do sistema keyless, stop-start (ignição sem chave) e direção eletro-hidráulica.

A Citroên oferecerá duas motorizações: o 2.0 16V Flex que rende 143 cv com gasolina ou 151 cv com álcool, sempre a 5.250 rpm e torque máximo de 20,2 Kgfm com gasolina e 21,7 Kgfm com álcool e o 1.6 THP de 165 cv a 6.000 rpm e torque máximo de 24,5 kgfm a 1.400 rpm.

O Citroën C4 Lounge chega ao mercado em quatro versões. A primeira é a C4 Lounge Origine 2.0i 16V Flex Manual, que por R$ 59.990, tem como principais itens de série as rodas de liga leve de 16 polegadas, direção eletro-hidráulica, faróis de neblina, freios com ABS + EBD (Distribuidor de Frenagem) + AFU, feixe de LED para rodagem diurna (DRL), ar condicionado manual com saída no console traseiro, vidros e retrovisores elétricos, alarme, banco traseiro bi-partido 1/3 + 2/3, isofix, molduras de ar e puxadores cromados, volante multifuncional, computador de bordo, rádio CD/MP3/Bluetooth com 4 falantes, tomada 12V e entrada USB no console, piloto automático e limitador de velocidade.

A versão intermediária é a C4 Lounge Tendance 2.0i 16V Flex, que custa R$ 62.490 com câmbio manual e R$ 66.990 com câmbio automático de seis marchas. Dispõe de rodas aro 17″, ar condicionado automático Bi-Zone, anéis cromados nos comandos do ar condicionado, sensor de estacionamento traseiro com indicador sonoro e visual, faróis com sensor crepuscular, sistema coming/Leaving Home, aquecionamento do limpador de pára-brisa por sensor de chuva e retrovisor interno eletrocrômico.

Subindo um nível está a versão C4 Lounge Exclusive 2.0i 16V Flex Auto6, que ao preço de R$ 72.490, adiciona bancos e volante em couro, para-sóis com iluminação, sistema Keyless, botão Start/Stop, maçanetas cromadas, sistemas ESP/ASR, air bag laterais e de cortina, retrovisores rebatíveis eletricamente, detalhes do painel central em preto brilhante.

A top de linha é C4 Lounge Exclusive Turbo THP 165 Auto6 por R$ 77.990. Traz os equipamentos da versão anterior, e mais rodas de 17 polegadas com desenho diferenciado, ponteira cromada dupla no pára-choque traseiro. SAM – Smart Alert Move (sensor de ponto cego), sensor de estacionamento dianteiro, câmera de visão traseira, soleiras metálicas nas portas dianteiras, navegador com tela colorida de 7 polegadas, quadro de instrumentos com iluminação e LCD personalizáveis.

Teto solar e faróis bi-xênon direcionais fazem parte do pacote opcional “Pack Select”, que somados a versão de topo Exclusive Turbo THP 165 Auto, elevam o preço a R$ 82.290.

CARPLACE participa nesta terça-feira (13) do test-drive do Novo C4 Lounge na região de Mendoza, Argentina, e trará logo mais as primeiras impressões ao dirigir o modelo.

Por Fábio Trindade
De Mendoza, Argentina

Publicidade

99 Comments

  1. expresso222

    13 de agosto de 2013 at 10:31

    Será que esta versão intermediária C4 Lounge Tendance 2.0i 16V Flex terá o câmbio automático antigo? No texto não especifica se é Auto6.

    • alemaomoreira

      13 de agosto de 2013 at 10:53

      Pois é, mas acredito que seja o "novo" de seis marchas.

    • Alexandre

      13 de agosto de 2013 at 11:00

      Todas as versões automáticas serão com câmbio Auto6… saiu em outra reportagem.

    • Gustavo

      13 de agosto de 2013 at 11:22

      Foi confirmado o cambio de 6 marchas.

    • Marco

      13 de agosto de 2013 at 14:51

      No texto está explicado sim (pelo menos na hora que li). Tá lá: “A versão intermediária é a C4 Lounge Tendance 2.0i 16V Flex, que custa R$ 62.490 com câmbio manual e R$ 66.990 com câmbio automático de seis marchas.”

      • Diana Aquino

        14 de agosto de 2013 at 18:28

        Não tava, foi corrigido depois, geralmente tem gente que lê e não "enxerga", mas dessa vez não foi o caso do colega acima.

  2. Leandro

    13 de agosto de 2013 at 10:37

    Acredito estar errado o preço da versão TOP, pois está igual ao da versão 2.0….

  3. Rodrigo_SM

    13 de agosto de 2013 at 10:54

    Acho incrível as economias porcas das montadoras, para ter para-sóis com iluminação eu preciso comprar a versão de R$ 72.490 ? Chega a ser ridículo não ter isso desde a versão de entrada…

    • Alexandre

      13 de agosto de 2013 at 11:02

      Minha curiosidade maior é saber se esses serão os preços praticados nas css daqui do RJ… aqui o ágil rola solto…

      • Xisto

        13 de agosto de 2013 at 15:23

        P'ra rolar solto tem que ser "ágil", mesmo! :)

        • Kokokil

          13 de agosto de 2013 at 21:05

          Boa!

        • Cristiano_RJ

          13 de agosto de 2013 at 22:03

          Brincadeiras à parte, o colega está certo. Há uma cartelização aqui no Rio entre as autorizadas Citroën. E o ágio é prática corrente nos modelos recém-lançados ou naqueles em que as vendas estão indo bem. O que é uma pena. Ano passado, chegamos a ver alguns Citroën para minha esposa, mas graças à suas práticas comerciais, optamos pela concorrência.

          • André

            27 de agosto de 2013 at 23:48

            Prezado Cristiano, há dois comentários no mesmo sentido do seu no facebook da Citroën, sugiro dar uma passadinha lá e fortalecer sua opinião e seu comentário sobre o ágio, assim, quem sabe, a fábrica intervém, abs.

    • Fernando

      13 de agosto de 2013 at 11:42

      E na Honda, que pra ter o repetidor de seta no retrovisor tem que pagar 75mil num lxr?

      • Cristiano_RJ

        13 de agosto de 2013 at 22:05

        E se quiser os air bags de cortina, os leds, as rodas 17", o sensor dianteiro, o botão de partida e outros itens, faz o quê?

    • rttomaselli29

      13 de agosto de 2013 at 11:45

      O Ford Focus tem em todas as versões.

    • Rodrigo_SM

      13 de agosto de 2013 at 13:39

      Não sabia que o Civic tinha essa dos repetidores de seta só nas versões mais caras também… ridículo também…

      Eu tenho um Focus, repetidores de seta e para-sóis com iluminação desde a versão de entrada mesmo…

      • Fernando

        13 de agosto de 2013 at 14:05

        A Honda é ridicula por causa disso. Mesma coisa no Fit e City, só tem repetidor de seta nas versoes mais caras. Qualquer Gol tem isso.

  4. D7V5

    13 de agosto de 2013 at 11:00

    Mais um produto atualizado dos franceses e hermanos.
    Costuma ser bem aceito na Argentina, mas por aqui não.
    Vamos ver.

    • Bruno PR

      13 de agosto de 2013 at 14:16

      Na Argentina os pioneiros do automobilismo foram os franceses que só chegaram aqui depois, por isso Peugeots, Renaults e Citroens são mais comuns por lá (até nisso os hermanos são melhores apesar da economia ferrada deles).

    • Marco

      13 de agosto de 2013 at 14:55

      D7V5, eu acho que o problema está no pós-venda. Tive um 307 e sofri com o pós-venda. E tenho conhecidos que tiveram Pugs e, apesar de terem gostado dos carros, também reclamavam do pós-venda. Na Argentina nós não sabemos como é o atendimento.

    • PerobaC

      13 de agosto de 2013 at 19:41

      Pelo que traz e o preço que praticará ficará nas posições de baixo.
      Não tenho crítica aos modelos, mas não traz nada muito inovador ao ponto de despertar interesse que mereça destaque.
      O 6AT não é nada relevante perto do DSG ou Powershift …

  5. TacodeSinuca

    13 de agosto de 2013 at 11:01

    6AB e ESP somente nas versões mais caras?

    Próximo………

    • Fernando

      13 de agosto de 2013 at 11:41

      Pois é… galera ficou especulando em outro post que todas as versoes ja teriam, deram com os burros n'agua. Ainda acho que o melhor custo/beneficio no segmento é o Cruze LT.

      E esses franceses nao aprendem mesmo… Tem ma reputaçao no mercado, o obvio é oferecer mais por menos, mas nao o fazem.

      • Cristiano_RJ

        13 de agosto de 2013 at 22:11

        Mas Fernando, o Cruze LT auto. custa a partir de R$ 69 mil; acrescentando os bancos em couro sobe para R$ 71 mil. E só vem com 4 air bags e motor 1.8 de 140 cv. Já esse C4 Lounge que você está se queixando, vem com 6 air bags na versão Exclusive 2.0 de 151 cv e R$ 72,5 mil. Ou seja, por apenas R$ 1.500 a mais, leva-se um pacote mais generoso. Não vejo onde está tanta vantagem no Cruze.

        • Fernando

          13 de agosto de 2013 at 22:42

          Entao, eu estive numa concessionaria ha 2 semanas atras para ver o cruze sport 6 manual. O cara me falou que o sedan LT com o pacote automatico+couro, esse de 71, dava pra levar por 65, isso sem pechinchar nada. Fiquei seriamente tentado a levar… hahaha
          Moral da historia: por 5 mil a mais daria pra levar: controle de estabilidade/traçao, 2 airbags a mais, cambio automatico e couro. Ou seja: por 5,5 mil reais A MENOS, levaria um carro com 11cv a menos (que honestamente nao fazem diferença) e 2 airbags a menos (isso faz). Em compensaçao teria rede de concessionarias muito maior, melhor valor de revenda.
          Enfim, o C4, assim como todos os franceses, que nao tem boa reputaçao por ai, nao oferecem um custo/beneficio irresistivel. Sao bonitos sim, bem equipados sim, mas nao sao aquela compra do tipo "por esse preço nao tem como nao levar". Acho que a Citroen errou feio nos preços/pacotes.

          • Cristiano_RJ

            14 de agosto de 2013 at 18:42

            Bem, um carro que vende razoavelmente bem (3° do ranking), de uma marca, digamos, tradicional e que não tem fama e nem comportamento de barateira e vendendo com desconto de R$ 6 mil em cima do valor de tabela? É… realmente um achado. Neste caso, você tem mais é que levar mesmo!

            Agora, você há de convir que isso não é regra, é excessão. Seria este um modelo 12/13 que eles estão querendo "desovar"? Teria uma cor "pouco vendável"? Não sei, só avaliando… De qualquer forma, é certo que se o mercado de sedans médios está indicando que os preços de tabela atuais estão altos e as ccs tem que agasalhar a diferença para conseguirem vender, as autorizadas Citroën acabarão indo pelo mesmo caminho.

          • Fernando

            15 de agosto de 2013 at 19:46

            Sim, concordo plenamente, o valor de tabela é equiparado aos do C4 mais equipados que o Cruze. Mas ainda acho que se a Citroen quer vender mesmo, deveria por seu valor de tabela inferior ao do Cruze.
            Na minha opiniao, esse C4 de entrada ja deveria vir com 6 airbags, tcs e esp pelos mesmo 60mil. Acho que venderia bem.

        • MANOEL

          19 de agosto de 2013 at 0:51

          NA MARCA DO CARRO NÃO ACHA?

        • manoel

          19 de agosto de 2013 at 0:52

          na marca do carro

    • Joe

      13 de agosto de 2013 at 13:11

      Então, compra o Civic EXR (Top de linha ) por R$ 83.990,00 que tem apenas 4 (quatro) airbags…trouxa…

      • TacodeSinuca

        13 de agosto de 2013 at 13:32

        Não, seu otário eu prefiro pagar 62 mil em um Cruze com 4AB e ESP ou um Fluence com 6AB por 59 mil

      • Fernando

        13 de agosto de 2013 at 13:35

        Olha, a parte o motor do C4, o EXR ja vem com teto solar, que no C4 só tem na versao de 82mil. O Civic tem bom valor de revenda e fama de robusto e confiavel, exatamente o oposto do Citroen. O Citroen tem itens que o Civic nao, mas honestamente eu acho uma escolha dificil.
        Se esse Citroen tivesse o prin$ipal atrativo, nao seria tao dificil assim.

        • Brito

          13 de agosto de 2013 at 16:07

          A mecânica Citroen é confiável e robusta, o problema é o pós-venda e mercado!
          Questão é se vale a pena o risco de desvalorzação perante suas qualidades de conforto, acabamento e equipamentos, e pós venda duvidoso… mas é um bom produto!

        • Marcos

          13 de agosto de 2013 at 17:51

          Se estamos falando das versões completas, o C4 é melhor que civic, Corolla ou Cruze.

          E seu preço em pouco tempo estará na prática, mais competitivo, acredito que o THP será vendido por uns 76mil.

          Esse motor é bom demais (tenho um 408THP) e junto com esse câmbio AT6, deixa qualquer outro Médio para trás, tanto em desempenho, como em prazer, tem torque de 24,5Kg. em baixíssimas rotações!! Além de todos os intens de série.

        • André

          28 de agosto de 2013 at 0:31

          Prezado Fernando, no site "carrosnaweb" vc pode fazer um comparativo virtual entre o C4 Louge THP e o Civic EXR e observar que o Citroen, pelo preço de tabela, mais o pack select, sai um pouco mais barato que o Honda, e ganha de lavada em equipamentos, contei 12×4, o EXR só tem de vantajoso a suspensão independente nas 4 rodas, que o C4 só tem na frente, borboletas no volante e aviso de temperatura do motor, além, é claro, da confiabilidade e menor depreciação. No mais, perde, porque não tem, dentre outros. 2 airbags a mais, aro 17, freio a disco ventilado na dianteira, leds, xênon com lavadores, keyless, alerta de ponto cego, retrovisores, elétricos externos rebatíveis, retrovisor elétrico fotocrômico, câmera de ré, sensores traseiros e dianteiros, porta luvas refrigerado, start stop, fora a potência de 165 cv contra 155, e torque de 24,5 contra 19,5.

        • André

          28 de agosto de 2013 at 0:32

          O problema é que a Citroen não se aproveita disso, com melhor pós venda, valorização dos pp veículos na trocas por novos ( se o mercado não paga, ela também não paga), facilidades na manutenção com obtenção e preço das peças, facilitando a entrega de senhas e códigos, e melhorando a qualidade de alguns componentes, reconhecendo sua fragilidade, como no caso dos câmbios e ventoinhas dos C4 pallas, abs fraternais.

      • Marco

        13 de agosto de 2013 at 14:57

        Respeito é bom em qualquer lugar, qualquer situação, e para qualquer pessoa.

      • Fiat-r

        14 de agosto de 2013 at 13:38

        No site da honda aparece que o divic tem airbags de cortina e laterais.
        Eu nao gosto de civic e corolla ja tive um e me descepcionei. Aqui em Porto Alegre o cruze LT auto com bamcos de couro sai por 71mil e o C4 que fui olhar hoje(faz uns 20 min que cheguei em casa) sai por 76 com agio. O vendedor que me atendeu disse que era para esperar baixar o agio que dava para comprar a exclusive A6 por 70 mil. Vou ficar esperando…

        • vgdoche

          15 de agosto de 2013 at 13:27

          Me manda o link onde a Honda afirma que algum Civic possui airbags de cortina?

  6. Karl Sauer

    13 de agosto de 2013 at 11:03

    A versão top por R$ 75 mil estaria mais interessante, mas a Exclusive 2.0 está com preço razoável se considerarmos os principais concorrentes diretos e o nível de equipamento oferecido pela maioria deles.

    • LuizP

      14 de agosto de 2013 at 0:13

      Pra conquistar o mercado tem que ter preço mais baixo e mais equipamentos. Não adianta querer ter mais equipamentos e preço igual no topo. Tem que ser bem vantajoso, até conquistar os clientes. Ou então venderá 600 a 900 unidades.

  7. FabioRuimDeRoda

    13 de agosto de 2013 at 11:12

    A festa (dos novos sedans) começou !!!! O 1o a chegar sai na frente, com preço competitivo !!!
    .
    Dentro de 2 meses veremos os números se alterarem. Acho que é bom para todos nós.

    • TacodeSinuca

      13 de agosto de 2013 at 11:24

      Citroen sempre lança com o preço lá em cima com um carro capado, o Fluence é mais negocio que ele pelo o que o Citroen oferece.
      Sem contar que vc chega lá e o ágio come solto…. da 8 ou 9 meses depois do laçamento e vc consegue preços de 3 ou 4 mil a menor que no lançamento e quem comprou primeiro e pagou com ágio já toma uma paulada de 10 mil a menos, só no valor direto, mais a desvalorização e "voilá" lá se foram menos 20 mil em desvalorização!
      Supimpa….. só que não.

      • FabioRuimDeRoda

        13 de agosto de 2013 at 11:28

        É, esse problema de ágio me revolta !
        .
        Mas imagine como será com o focus-3 , golf-7 e corolla-38 ??? Também virão com $$ altos.
        .
        No caso do focus-3 é pior ainda, pois estão querendo empurrá-lo para 2 degraus acima. A faixa do sigma 1.6 era de 50 a 56 mil. Vão quere lançá-lo, provavelmente, na faixa 65-70 mil.

        • TacodeSinuca

          13 de agosto de 2013 at 11:38

          Eu acredito que com motor 1.6 o Focus não vai passar dos 60 mil, até porque deverá ser somente a versão S, basicona no máximo um SE super completo.
          Pessoal que compra médio não aceita pagar mais de 60 mil em carros médios com motor 1.6 aspirados, pode ver as vendas de qualquer carro 1.6 na faixa acima de 60 mil vira mico, então acredito que a Ford não faça isso.
          Já a versão interessante 2.0 que é a que deve ser o carro chefe da Ford deve começar e uns 63 mil (preço do Cruze) e oferecendo fora o motor mais potente, alguma coisinha a mais que ele.
          Porque o Cruze esta vendendo muito bem, é bonito e completo, hoje no Brasil a maioria das pessoas preferem um GM a um Ford( eu não tenho preferencia quem tiver o melhor produto com o melhor preço ,leva meu dinheiro), a Ford sabe disso e deve vir agressiva com os preços em relação a concorrência como fez com o Fiesta e Fusion , creio eu que o Focus vai seguir a mesma linha. Agressiva em preços para ser competitiva e recheado de equipamentos para fazer a cabeça do comprador.

          • Tron

            13 de agosto de 2013 at 13:49

            Essa história do "imagina quando o Focus chegar" está igual ao papo dos Crisão de quando Jesus Cristo vai voltar a terra.

          • PerobaC

            14 de agosto de 2013 at 8:51

            A diferença é que Jesus Cristo não precisará voltar.
            Ele sempre esteve entre nós …

          • ramaster

            15 de agosto de 2013 at 8:33

            E é bom acreditar que esse papo de "crisão" é mais sério que o focus.

          • Gughetti

            13 de agosto de 2013 at 14:07

            Focus hatch top deve sair por 75 mil pra valer a pena.

      • Leandro

        13 de agosto de 2013 at 11:48

        Nesse caso não sei se terá um ágio assim não. Primeiro pq o preço de entrada abaixo dos 60k foi pressionado pelas CCS. Além disso, a economia não anda tão bem assim pra termos ágios tão altos….mas, temos q esperar pra ver realmente.

      • jao_simonetti

        15 de agosto de 2013 at 7:53

        Salvo engano, não se achava Fluence no lançamento por menos de 65 mil reais.

        • Picocu

          18 de agosto de 2013 at 7:19

          verdade, comprei o meu em maio (12/13 0km , branco , cvt) por 61k e juros 0 , 41+ 18x ..

    • Renato_Dantas

      13 de agosto de 2013 at 12:42

      Os números serão assim: 1 Civic até a chegada do novo Corolla, 2 – Corolla, 3 – Cruze, 4 Fluence, 5 – Jetta, 6 – C4 lounge e muito longe mesmo.

      • FabioRuimDeRoda

        13 de agosto de 2013 at 14:41

        Bão,

        Me canta 6 números aí, pra eu tentar a sena….

      • bob66

        13 de agosto de 2013 at 14:55

        Anda um dia nesse carro e depois volta aqui no forum para dizer que ele é o numero 1

        • Renato_Dantas

          13 de agosto de 2013 at 17:19

          Em vendas BOB66, em vendas entendeu?, os dois Civic e Corolla venderam juntos mais que os 20 restantes de sedãs médios classificados pela FENABRAVE até o presente momento.

      • Paulo_Gustavo

        14 de agosto de 2013 at 0:22

        Acho que depois da chegada do novo Corolla, novo Sentra e novo Focus, as coisas serão assim:

        1 – Corolla
        2 – Civic
        3 – Cruze
        4- Focus
        5 – Jetta
        7 – Fluence
        7 – Sentra
        8 – 408
        9 – C4

        • Fiat-r

          14 de agosto de 2013 at 13:41

          Acho que o fluence e o sentra venderiam mais.

          • Paulo_Gustavo

            14 de agosto de 2013 at 13:59

            O Fluence já está vendendo menos que o Jetta…

        • Renato_Dantas

          14 de agosto de 2013 at 21:47

          Essa é a futura lista.

          • Paulo_Gustavo

            14 de agosto de 2013 at 22:40

            E ainda esqueci do Lancer… esse sempre venderá umas 400 a 500 unidades mensais.

        • jao_simonetti

          15 de agosto de 2013 at 7:55

          Levando-se em conta que o Fluence, para PF, vendeu menos de 400 carros no mês passado, eu não duvido deste cenário.

          O Cruze usado cairá de preços pois a linha 2014 será lançada com novidades, então suponho que o MyLink será um atrativo a mais em suas vendas. Quem não gosta de uma telinha no painel que jogue a primeira pedra!

          O Focus tem tudo para ser o líder pois é o melhor. O Jetta encalha nas versões Confortline por conta do alto preço (A VW só tem trazido as versões mais completas, com teto e couro, o que eleva o preço dele para 71 mil reais sem ter um ESP pelo menos), mas vende muito bem na Highline (mesmo custando em média de 90 mil).

          • Paulo_Gustavo

            15 de agosto de 2013 at 13:25

            O focus sedã até tem potencial para ser líder, mas acho muito, mas muito difícil ele desbancar Civic e Corolla, ainda mais com a chegada da nova geração do Toyota para breve.

  8. Marcos

    13 de agosto de 2013 at 11:14

    Esse das fotos é o THP !??!

    Meu Deus, que rodas horríveis!!!!

    • Renato_Dantas

      13 de agosto de 2013 at 17:19

      Só as rodas?, o Pallas é mais bonito.

      • Marcos

        13 de agosto de 2013 at 17:44

        Pois é Renato, eu acho que alguma coisa ficou estranha nesse carro, não me agradou muito na frente, nem atrás…

        Achei a frente sóbria demais, e assim como no meu 408 achei a traseira sem graça nenhuma.

        Mas o carro é bom, e com certeza em pouco tempo estará sendo vendido abaixo da tabela.

        • Renato_Dantas

          13 de agosto de 2013 at 23:22

          É vero, se não baixar de preço as vendas vão baixar.

      • Cristiano_RJ

        13 de agosto de 2013 at 22:14

        Sério? Bicho, pra você vê como gosto é de cada um… Eu acho o Pallas horrível! Uma banheira mondrogona, sem graça e desajeitada. Esse C4 Louge está muito mais harmônico, proporcional e jovial. Sem comparações. Inclusive essas rodas eu achei o máximo!

      • Renan_Audi

        14 de agosto de 2013 at 7:10

        Bonito, eu achei, mas o Pallas dá a impressão de um design mais ousado.

    • Cristiano_RJ

      13 de agosto de 2013 at 22:13

      Pois eu gostei e muito!

  9. Marcos

    13 de agosto de 2013 at 11:24

    Essas informações fizeram meu dia!!

    É bom saber que meu 408THP 2013 tem praticamente tudo (só não tem camera de ré e sensor de ponto cego), por milhares e milhares de reais a menos.

    • Iomar

      13 de agosto de 2013 at 16:32

      Pensei exatamente a mesma coisa. Acertei 100% na compra… não tenho o que tirar nem o que por no carro. Perfeito!

  10. Renato_Dantas

    13 de agosto de 2013 at 11:55

    Com um atendimento no pós venda de matar de inveja as nipônicas, e as qualidades inquestionáveis da Citroen esse "carro" vai vender menos que o C4 Pallas.

    • Joe

      13 de agosto de 2013 at 13:13

      Papo furado…espere e verás a venda deste modelo deslanchar…

    • TacodeSinuca

      13 de agosto de 2013 at 13:13

      Sarcasmo elevado a níveis jamais imaginados!

  11. GUILAVINA

    13 de agosto de 2013 at 14:09

    de entrada vem com bons itens de série faltou + air bags..

    mas é um carrão

  12. Bruno PR

    13 de agosto de 2013 at 14:17

    Maior atrativo deste carro com certeza é o design, muito mais acertado que os concorrentes.

  13. AmmmmmP

    13 de agosto de 2013 at 15:48

    E quem pagou 100 mil reais no hatch quando vê esse, sedan, por 59 mil reais, faz o que?

    Esse sedan pertence a mesma filosofia do hatch, diminuíram o cumprimento, aumentaram a altura (bem coisa de 3 mundo mesmo) e assim se consegue diminuir o preço, também, que ficou ótimo, diga-se.

    • Renato_Dantas

      13 de agosto de 2013 at 17:13

      Bate com a cabeça três vezes na parede e diz as seguintes frases: eu sou mané, eu sou otário e eu sou esqusito.

      • Kokokil

        13 de agosto de 2013 at 21:12

        Cheirou gasolina adulterada…

      • AmmmmmP

        15 de agosto de 2013 at 12:59

        E pessoas que escolhem Citroen são consideradas chiques…. ainda bem que não sou uma dessas pessoas…..

  14. Tobias

    13 de agosto de 2013 at 15:53

    Muito bom o preço (sim sim para nossa realidade e principalmente tendencia)..

    O pessoal fala.. Mas imaginar um sedã com a cifra começando em 5 é algo raro hoje em dia…

    63 mil não é maravilha, mas é uma opção interessante, uma vez que o cruze já tá indo para aquela área escura onde não sabemos quando vai mudar, mas não está tão longe…

    Abraço.

  15. Steven _Henrique

    13 de agosto de 2013 at 18:30

    Maravilhoso o design desse carro,e ótimo preço ao meu ver,mas só Airbag duplo nas versões de entrada!,esperava que fosse pelo menos 4 Airbags,a lista de equipamentos da versão de entrada está boa,mas só falta mesmo 4 Airbags.

    C4 Lounge Origine 2.0i 16V Flex Manual, que por R$ 59.990, tem como principais itens de série as rodas de liga leve de 16 polegadas, direção eletro-hidráulica, faróis de neblina, freios com ABS + EBD (Distribuidor de Frenagem) + AFU, feixe de LED para rodagem diurna (DRL), ar condicionado manual com saída no console traseiro, vidros e retrovisores elétricos, alarme, banco traseiro bi-partido 1/3 + 2/3, isofix, molduras de ar e puxadores cromados, volante multifuncional, computador de bordo, rádio CD/MP3/Bluetooth com 4 falantes, tomada 12V e entrada USB no console, piloto automático e limitador de velocidade.

    Gostei do carro,mas vou esperar o C4 Hatch,mas ainda sim o Lounge na minha opinião é melhor que o Honda Civic e o Toyota Corolla.

    • PerobaC

      14 de agosto de 2013 at 9:03

      Os que vem depois tem que ser melhor em alguns quesitos para continuidade evolutiva do setor, certo?

      Mas o C4 Lounge, mesmo embarcando muitos apetrechos e itens de segurança, não fará cóscegas ao Civic e ao Corolla, infelizmente …..

      • CLAUDIO

        14 de agosto de 2013 at 13:39

        E NEM VAI CONSEGUIR CHEGAR PERTO DO ULTRAPASSADO VOVOROLA!!!

  16. guth

    13 de agosto de 2013 at 19:28

    depois de ter visto isso, to muito feliz como meu cruze LT paguei 10 mil a menos que vao pagar nesse C4 pelos mesmo sistemas de segurança.

  17. Luan Freire

    13 de agosto de 2013 at 20:55

    Vamos lá comprar sedam médio que nem ESP tem.. Enquanto isso Compactos já oferecem 7 AB + ESP + ABS+EBD. Vlew dona Citroen por dizer que a vida do seu cliente é a mesma coisa que nada.

    • Renato_Dantas

      14 de agosto de 2013 at 21:49

      É sedã e nada mais.

  18. @LeonardoWalker

    13 de agosto de 2013 at 21:43

    Comprar CITROEN para mim foi igual a comprar sítio. Duas alegrias: a primeira no dia da compra e a segunda no dia da venda. Não recomendaria a compra para meu irmão. Não caiam no “canto da sereia” dos R$ 59.990,00. Caí nesta mesma propaganda em 2010, com um C4 PALLAS. A maior dor de cabeça com um O KM.
    Fui um INFELIZ proprietário de um C4 PALLAS, comprado 0km no início de 2010. Finalmente consegui vendê-lo, mas com uma DESVALORIZAÇÃO ABSURDA. Tive todos os dissabores possíveis, desde PROBLEMA MECÂNICO com o veículo ao PÉSSIMO ATENDIMENTO na CONCESSIONÁRIA de minha cidade. CITROEN NUNCA MAIS.

  19. LuizP

    14 de agosto de 2013 at 0:24

    De 55 à 75 estaria de bom tamanho. Aí sim seria mais por menos. As pessoas arriscariam cair nas garras das revisões francesas…..

  20. gusgm

    14 de agosto de 2013 at 1:24

    Essas montadoras não aprendem mesmo. Não tem nome para vender carro caro, mas mesmo assim pesam a mão nos preços.

    Espero que encalhe. Assim vão acabar diminuindo os preços que nem a Hyundai com o famigerado i30.

  21. Sidney Ferreira

    14 de agosto de 2013 at 13:52

    Gueeeenta um pouquinho!! Logo logo dá para comprar por um 35 mil. Eu tenho um C4 hatch 2010. Me ofereceram R$ 23 na concessionária. Não vai ser diferente. Carro da citroen é bom de comprar e ruim de vender: desvaloriza tanto que o dono acaba não quer passar para frente (acho que vou ter que fazer rifa paralivrar algum dinheiro). E cá entre nós, diminuiram o tamanho, os assessórios são praticamente os mesmos, mas os preços…quanta mudança. Citroen nunca mais!!!Ou melhor, qualquer francês feito por argentido para brasileiro usar nunca mais!

  22. Paulo_Gustavo

    14 de agosto de 2013 at 22:41

    Acho que não vai vender bem, pq nem bonito é!

  23. DuduMaciel

    15 de agosto de 2013 at 8:31

    Carplace, onde estão primeiras impressões ao dirigir o modelo?

  24. Pedro Da Silva Pedro

    15 de agosto de 2013 at 11:11

    Esses franceses, PSA Citroen-Peugeot, ou melhoram seu atendimento pós venda, peças e manutenção, senão continuam vendendo pouco.

  25. Rodrigo_LUSA

    17 de agosto de 2013 at 12:56

    Eu gostei muito, principalmente pelo fato do cambio AT8 de quatro marchas foi finalmente aposentado, só acho que o THP devia ser o motor padrão da linha e o preço só mudar por conta dos itens de conforto e segurança, 2, 6 ou 45 air-bags por exemplo ai sim a Citroen iria brigar e principalmente incomodar..

  26. FernandoO

    18 de agosto de 2013 at 20:24

    desejo boa sorte aos novos proprietários…..se depender da Rede Autorizada…..

  27. HERCULANO

    23 de agosto de 2013 at 23:29

    ESSE VAI FICAR BEM LONGE.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>