Mitsubishi lança linha Pajero Dakar 2012 por R$ 147.990 – Duas novidades chegam em junho

Pajero Dakar HPE 2012 - Foto: Fábio Bustamente

A Mitsubishi está lançando a linha Pajero Dakar 2012. O modelo, produzido na fábrica de Catalão (GO), chega às concessionárias com o HPE (sigla de High Performance Equipment), pacote que adiciona novos equipamentos. O preço sugerido é de R$ 147.990. Veja os detalhes.

Pajero Dakar HPE 2012 - Foto: Fábio Bustamente

Entre os equipamentos de série estão sistema multimídia com GPS com mais de 1.250 cidades mapeadas, CD, DVD e MP3 Player e Bluetooth com viva-voz, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, volante com controle de áudio e piloto automático, sistema de tração Super Select 4WD, transmissão INVECS-II com Sports Mode, freio à disco nas quatro rodas com ABS e EBD, terceira fileira com bancos embutíveis no assoalho com mais espaço para o porta-malas e ar-condicionado independente na terceira fileira.

O modelo ganha novos itens de série, como rodas de liga leve além do interior Premium Black, com bancos revestidos com uma combinação de couro e tecido na cor preta. No exterior, são sete cores: Vermelho Bordeaux, Verde Pantanal, Branco Alpino, Cinza Londrino, Prata Rodhium, Prata Técno e Preto Ônix.

O motor do Pajero Dakar HPE é diesel de quatro cilindros em linha, com 3,2 litros e 16 válvulas. O sistema de alimentação é por injeção eletrônica direta common-rail, turbocompressor e intercooler, o qual entrega potência de 165 cv a 3.800 rpm e torque de 38,1 kgf.m a 2.000 rpm.

O SUV tem câmbio automático INVECS-II (Intelligent & Innovative Vehicles Electronic Control System) de quatro velocidades. O sistema analisa e reúne as informações do modo de dirigir do motorista, incluindo a forma de acelerar e frear, e se adapta automaticamente, tornando ainda mais agradável a condução do veículo.

O câmbio também pode ser operado pelo modo sequencial Sports Mode, no qual o motorista opta pela troca manual de marchas. O modelo também possui regulagem de altura para o banco do motorista, sensor para acendimento automático dos faróis e sensor de chuva para acionamento do limpador do para-brisa dianteiro.

O Pajero Dakar HPE tem sistema de Tração Super Select 4WD com quatro modos distintos de seleção: 4×2, 4×4, 4×4 bloqueado e 4×4 bloqueado com reduzida. Com exceção da reduzida, é possível fazer a troca da tração com o veículo em movimento, rodando em velocidade de até 100 km/h. O sistema Super Select 4WD permite até 16 combinações de marcha e tração.

Pajero Dakar HPE 2012 - Foto: Sergio Chvaicer

Em termos de segurança, o modelo é equipado com airbag duplo frontal e freios a disco nas quatro rodas dianteiras com os sistemas ABS (antitravamento) e EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem) além das barras de proteção laterais nas quatro portas.

O conjunto dianteiro da suspensão é composto por braços triangulares duplos, amortecedores hidráulicos, molas helicoidais e barra estabilizadora. Já o traseiro possui suspensão 3-link com barra estabilizadora, amortecedores hidráulicos e molas helicoidais.

Pajero Dakar HPE - Foto: Wagner Malagrine

O veículo mede 4.695 mm de comprimento, 1.815 mm de largura, 1.840 mm de altura com rack e entre-eixos de 2.800 mm, resultando em um excelente espaço interno.

O veículo vem equipado de série com o navegador GPS em 3D, em português, com mais de 1.250 cidades mapeadas. O moderno sistema multimídia Power Touch também traz itens como tela touchscreen de sete polegadas com entrada para CD, DVD e MP3 Player e entrada USB com interface para iPod, Bluetooth com viva-voz e rádio AM/FM.

Novidades a caminho

Em nota, a Mitsubishi informa que a linha Pajero Dakar ganha dois novos integrantes em junho.

Publicidade

36 Comments

  1. Fungo

    20 de abril de 2011 at 11:17

    O que seriam esses dois novos integrantes?

    • Neto

      20 de abril de 2011 at 11:53

      Acredito que um modelo com motorização V6 Flex, e outro mais básico como modelo de entrada.

    • H_Joe

      20 de abril de 2011 at 13:18

      Modelos mais baratos para suprir a clientela da extinta Pajero Sport…

  2. ccoala

    20 de abril de 2011 at 11:48

    Muito caro, e desenho sem sal. Só no brasil mesmo um carro desses custar US$ 93.000,00 ….

  3. Hugo

    20 de abril de 2011 at 11:55

    Acho que são carros bons sim… ultra duráveis… porém a maioria que anda é pra usar o carro pra fazer compras… sendo assim é caro d+ e um visual de gosto duvidoso. Fora que não tem um espaço interno tão bom… e a suspensão pra mim não é nada confortável.

  4. @lfmendesrally

    20 de abril de 2011 at 12:07

    Um carro deste preço só tem air bag duplo? Sério?

    • Cristiano

      20 de abril de 2011 at 17:17

      Mas foi justamente onde o meu olho bateu ao ler a reportagem. Parabéns pela percepção! Eu também não compraria. Por esse preço há coisa melhor mesmo que seja um crossover… eu não vivo na fazenda… então…

    • Cristiano

      20 de abril de 2011 at 17:19

      No Brasil esse povo discrimina as pessoas e ao ver que vendem um carro vistoso, consideram vendê-lo só pra ricos porque não gostam de vender pra pobres e assim preferem sacar 50.000 de uma família rica do que ganhar 10-20 mil sobre uma família de classe média enquanto nos EUA tal carro é para família de classe média. A classe média baixa americana tem direito a comprar carros que aqui só os milionários podem pagar.

      • lando

        1 de dezembro de 2012 at 4:14

        vc tem problema cara!!!Essa coisa de rico e pobre…procure um psicologo.

  5. Leon

    20 de abril de 2011 at 12:12

    A briga é boa com a Hilux SW4. São dois ótimos carros, a Toyota em virtude da fama de resistente e a MIT pelo conhecido bom desempenho no 4×4 – acho que neste quesito ela é insuperável. Apesar de ter apenas 2 air bags, é bom lembrar a resistência que este carro tem em impactos (já vi gente destruindo Pajero e não sofrendo um só arranhão. Ela é muito segura).

    • fernando meier

      20 de abril de 2011 at 19:47

      Me responda, pq a toyota cobra 20 mil reais a mais do que a bela Dakar?!

  6. Jeff_Brown

    20 de abril de 2011 at 12:38

    Nossa vinha da Tailândia, agora passaram a montar aqui no Brasil, e só reduem 5 mil reais???
    Tudo o que merecemos são menos que 3,5% de desconto??? E o tais 35% de importação, vai ficar de margem para bancar a 'montagem' no Brasil?
    Pior que isso só a CAOA com o old Tucson.

    • Mineiro

      20 de abril de 2011 at 17:35

      Está passando da hora do Governo criar uma agência reguladora para fiscalizar a fabricação de veículos no Brasil e a imposição de margem de lucro exorbitante

    • LEO

      21 de abril de 2011 at 10:10

      EXATO, CADE OS 35% DE DESCONTO DA IMPORTAÇAO?

    • JORGE LUIZ WOLKER

      18 de março de 2012 at 10:32

      Não tinha pensado nisso….o Jeff tem razão…se hoube a redução de 35% pela inexistência do tributo de importação, evidentemente o bem valeria 35% menos, a não ser que carro importado não agrege o IPI que é o imposto de produção, daí teríamos a diferença do 35% menos IPI e a diferença desses produtos seria o barateiamento do bem….se alguém souber disso me responda….

  7. kitokar

    20 de abril de 2011 at 12:53

    Desanimei quando lí: câmbio automático de 4 velocidades…
    Caramba, até o Honda CR-V (carrão, diga-se de passagem) que já tem anos de praia, conta com um câmbio automático de 5 velocidades.

  8. Ricardo_89

    20 de abril de 2011 at 13:22

    Nada a muito comentar!
    Porem a Pajero DAKAR é linda, mas o preço é muito alto, entre a DAKAR e a HILUX SW4, fico com a DAKAR
    mas no fim de tudo em resumo prefiro a minha TR4 hehehhhehe

  9. @Felisbinobr

    20 de abril de 2011 at 13:38

    Tenho uma Pajero Dakar com quase 80.000km, boa parte deles feitos em trilhas e estradas em péssimo estado de conservação. Poucos carros resistiriam ao que a minha Dakar vem passando. Como já disseram acima, no quesito 4×4 a Mitsubishi é imbatível. Não troco por outra. E o melhor é fazer trilhas e viagens longas dirigindo um carro confortável e extremamente seguro.

  10. Marco_Reis

    20 de abril de 2011 at 14:16

    Belo SUV, além de legítimo… Porém vem acompanhado de um balde de água fria quando se fala em somente 2 airbags. Apesar de ser tecnologicamente superior ( e muito ) à SW4, perde feio em outros quesitos se comparada a Discovery 3, a começar pelos 10 airbags….

  11. Marco_Reis

    20 de abril de 2011 at 14:18

    Esqueci o velho CUjuntinho, 2 airbags e cambio de quatro velocidades… A SW$ consegue ser ainda pior, ainda agrega um freio traseiro à tambor….

  12. Sias

    20 de abril de 2011 at 15:27

    Apertada mesmo, parece ser bem estreita também.

  13. otimo carro

    20 de abril de 2011 at 16:14

    otimo carro , tenho uma , e uma triton . nao tenho o que reclamar , super espacosa

  14. Vitor

    20 de abril de 2011 at 16:16

    e repara na 2a fileira, o cara teve que abraçar a mulher pra caberem os ombros

  15. gegorges

    20 de abril de 2011 at 16:54

    Não gosto nem desse nem de SW4, com o preço que custam da para comprar muita coisa melhor, Ex: Volvo Xc60… imcomparável. Mesmo pq em offroad 99,99% não usam mesmo. Abs.

    • Fabio

      22 de abril de 2011 at 1:42

      Mas o custo com combustível (gasolina) no Volvo XC60, você não considera? Em tempos de gasolina com preço nas alturas, é de se considerar.

      • Matheus_P

        24 de abril de 2011 at 17:54

        E o seguro de uma suv a diesel??

        • @Felisbinobr

          28 de abril de 2011 at 15:45

          E o seguro de uma camionete importada com pouquíssimas revendas no país? Ainda fico com a nacional.

          • cesar

            21 de janeiro de 2012 at 15:03

            prefiro uma doblô na relação custo benefício.
            O preço é um absurdo.

  16. Conrado

    20 de abril de 2011 at 17:45

    Esse carro tinha que ser no maximo R$ 99 mil

  17. kaio

    20 de abril de 2011 at 18:52

    Eles vão mudar tudo. Lançando a linha 2012 triton e dakar no primeiro semestre…. com certeza início do ano q vem tem alteração de algo ai!

  18. ubirajara1000

    21 de abril de 2011 at 11:01

    Que que é isso!
    Com quatro marchas é ridículo.
    Ainda mais que nem tem controle eletrônico de estabilidade (ESP), que impediria a Pajero de rodar em curvas.

  19. Fabio

    22 de abril de 2011 at 1:44

    Pra mim, Volvo é sinônimo de segurança; Toyota sinônimo de carro que não quebra; e Mitsubishi sinônimo de carro feito pra resistir qualquer tipo de trilha. São resistentes. E o carro é muito bonito. Quem dera ter dinheiro pra comprar um desse…

  20. Matheus_P

    24 de abril de 2011 at 17:55

    Cade o esp? E o ar digital? Tem CPU de bordo? Teto solar? Nossa!!! Por 150 paus…

  21. Therion

    23 de maio de 2011 at 15:58

    Câmbio de 4 velocidades?
    2 Airbags??

    Tosco hein?? Coisas de carros que custam a metade deste.

  22. Elon Chaves

    31 de maio de 2011 at 4:07

    Eu tenho uma DAKAR 2011 com 4000 rodados,, carro excepcional, o mias seguro que dirigi, a estabilidade em terra e curvas são assustadoras muito bom mesmo.
    Com espaço interno, itens de serie muito bons, enfim só troco esse carro por uma Pajero Full.

  23. Vocoelho

    30 de outubro de 2011 at 2:45

    As japonesas vão rodar literalmente se não acompanharem a evolução que mercado Brasileiro exige. Por incrível
    q pareça, e a GM e a FORD que vão ditar as novas regras com veículos munidos de controle de estabilidade e bolsas infláveis frontal lateral e de cortina em seus veículos alem do cambio at Com 6 velocidades. Tanto para as camionetes como para carros baixos. Na questão preço, se elas repetirem a dose do exemplar cruze, será um sucesso tremendo. Só vai dar NI pôneis chupando dedo hehehe. Yes you can will coming.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>