CARPLACE

Mahindra anuncia lançamento de sete novos veículos nos próximos 18 meses

Mahindra Xylo

Após anunciar a compra de 70% das ações da fabricante coreana Ssangyong, a Mahindra prepara uma completa renovação em sua linha de utilitários e a chegada de novos produtos, o que totalizará 7 novos produtos Mahindra nos próximos 18 meses. O vice-presidente da Divisão de Automóveis e Tratores da Mahindra, Pravin Shah, esteve no Brasil durante o Salão do Automóvel e havia a expectativa de poder anunciar este plano naquela ocasião, o que não foi possível devido às negociações para compra da Ssangyong que ainda estavam em curso.

Agora, o Pravin Shah anuncia que os novos veículos serão mais refinados e luxuosos e também utilizarão plataformas de veículos da Ssangyong e outros modelos para buscar participação em segmentos de utilitários menores. Há também uma versão simplificada do Xylo. “Além do Xylo, que já apresentamos no Salão do Automóvel, alguns destes novos produtos poderão vir para o mercado brasileiro”, complementou.

A empresa realizou investimentos que superam os US$ 170 milhões em pesquisa e desenvolvimento para viabilizar os novos produtos e os colocará rapidamente no mercado. “O nosso carro-chefe hoje, Mahindra SUV, terá uma nova versão menor que foi redesenhada, para atender a um segmento abaixo com preço e motor igualmente menores nas versões diesel e gasolina”, disse Shah. Ele também fez questão de dizer que a Mahindra seguirá sua tradição e manterá seu modelo de estilo “retrô”, o jipe Thar, e a versão global dos utilitários Mahindra, atualmente a venda no Brasil.

Publicidade

30 comentários

  1. André

    9 de dezembro de 2010 at 10:36

    credo tremo só em pensar nos mutantes que virão por aí!

    • CeloSurf_

      9 de dezembro de 2010 at 14:40

      Realmente se vier mais 17 novos veículos com aspecto de trator, pode ficar por lá mesmo, obrigado.

      Quando fui visitar o stand da Manhindra no salão do automóvel, só tinha eu e as modelos… 10 modelos para cada visitante, ou seja, carro feio tem suas vantagens, pelo menos no salão, rsrsss

      • mystvan

        9 de dezembro de 2010 at 20:56

        Pelo jeito eram as belas (modelos) e a Fera (Mahindra).

        • CeloSurf_

          9 de dezembro de 2010 at 21:01

          kkkkkkkkk

    • mystvan

      9 de dezembro de 2010 at 20:54

      Lembrando que o Logan (Wolverine) é um mutante dos X-Men, né? Muita coincidência? Eita, mas que frase infeliz… ;)

  2. mystvan

    9 de dezembro de 2010 at 10:42

    Bem, gosto não se discute. Este modelo tem um design peculiar… Como será a traseira dele?

    Já em relação aos modelos da SsangYong, eu gostei do Korando. Se eu ganhar um Korando no Natal, eu vou ficar "korando" de satisfação. ;)

    • tiagolt

      9 de dezembro de 2010 at 17:06

      Manda seu currículo pro Zorra Total :)

      • mystvan

        9 de dezembro de 2010 at 20:50

        Eu prefiro a Turma do Didi. Eu dou muita risada de tão sem graça e ridículo que ele (o Didi) é. Pelo menos, o Didi conseguiu ganhar risadas, mas por motivos diferentes. Tadinho dele… O meu pacote de "maldades" ainda não acabou. ;)

        Agora o Mister Bean é show de bola, ser engraçado com inteligência e criatividade. :D

  3. Sanscrito

    9 de dezembro de 2010 at 11:15

    Essa grade frontal da Mahindra mata os carros dela. E essa roda bizarra acabou de ferrar tudo!

  4. EEQ1100

    9 de dezembro de 2010 at 11:15

    credo… tenho medo de ler esse tipo de reportagem…

    sete jabiracas serão lançadas…

    • Razao

      9 de dezembro de 2010 at 11:21

      Quem tem medo mesmo é o meu bolso, jah que o korando chegou na casa dos 100 k.

  5. Xingu!

    9 de dezembro de 2010 at 13:02

    Tah certo de que quanto mais concorrencia melhor para nós consumidores…
    Mas essas jacas horiveis que estão vindo para o Brasil é sacanagem , Cruz credo !

    O tah do Korando ainda não vi , mas esse da foto e aquela pic-upzinha NOOOOSAAAA , muito Feio !!!!

  6. JJS

    9 de dezembro de 2010 at 17:21

    para mim a picape actyon sport é a mais bela de todas, diferente mas muito bonita e na cor branca fica melhor ainda, gosto é gosto.

  7. André Lima

    9 de dezembro de 2010 at 18:34

    Consegui encontar uma mais feio do que o Agile!!!!

  8. Juan

    10 de dezembro de 2010 at 11:57

    Acho graça de alguns comentários. O Uno é horroroso e vende. O Agile é uma criatura de outro planeta e vende. Vai comprar esses carrinhos ditos populares feios, ruins e caros então. Mahindra é uma das maiores empresas do mundo. Tem um estilo diferente mas o carro é para um tipo de público diferenciado e não pra qualquer um, mesmo pq os preços partem de 60 mil reais o que muitos não tem condições de bancar

  9. Francisco

    14 de dezembro de 2010 at 22:17

    Leio muitos comentários, mas de quem não tem um Mahindra e tb não gosta do estilo rústico.
    Concordo com o Juan com relação ao estilo para O público diferenciado…esse jipão numa estrada de terra usando o 4×4 deve ser muito fera…pelo menos a Mahindra tem um histórico muito bom nesse tipo de competição.
    SERÁ QUE NÃO VAI APARECER NENHUM DONO DE UM MODELO MAHINDRA PRA DAR UM TESTEMUNHO?????

  10. Wanderson

    23 de dezembro de 2010 at 23:09

    Tem que vir o Jipe Thar, não sei porque ainda não lançaram no mercado do Brasileiro, ele e cópia do antigo jeep Willys, CJ5

  11. Hermann

    19 de abril de 2011 at 17:15

    Como tem gente que fala besteira! Esses caras não tem noção do que falam! A Mahindra é um dos 200 maiores conglomerados industriais do mundo e o maior fabricante de tratores e implementos agrícolas. Atua em vários segmentos como TI, indústria aeroespacial, bélica, autopeças, motociclística, carros elétricos, setor de finanças, construção civil, hotéis e resorts. No que se refere à indústria automobilística, a Mahindra iniciou um projeto ousado de globalização adquirindo o controle da coreana SsangYong, especialista em utilitários esportivos, para obter tecnologia de vanguarda. Para os desinformados, a Mahindra já possui uma unidade em Manaus que monta em regime de CKD, três modelos diesel, 4×4, destinados a quem precisa de veículos robustos, de baixo nível de manutenção e de uso em condições extremas de trabalho e de carga. Portanto, a Mahindra está apenas iniciando um trabalho e que, certamente, deverá ter grande aceitação, uma vez que os brasileiros tenham contato mais próximo com a marca, apesar dos preconceitos e do nível de quem fala e escreve neste blog.

    • Alexandre

      3 de setembro de 2012 at 7:57

      Concordo. Não é uma empresa de fundo de quintal que investe tanto assim para oferecer produtos de ponta. Este segmento de 4×4, aqui no Brasil está em expansão, e está precisando de um fornecedor com melhores preços e tecnologia de ponta. Eu acho que serei um próximo proprietário de um Mahindra.

      • Maikon Leandro

        17 de dezembro de 2012 at 12:33

        Se comprar, vc será mais um dos milhares já no Brasil que estão satisfeitos.

  12. João_Menegel

    8 de maio de 2011 at 7:38

    lá se vai a Ssangyong….uma pena que uma montadora com tanto potencial como a coreana tenha sido vendida pra essa infecta chamada Mahindra…..só espero que não canibalize os modelos coreanos.

  13. rogerio jose vargas

    24 de dezembro de 2011 at 22:06

    O jipe thar é por mim aguardado com ansiedade, os tratores da marca são bem conceituados e tem preços competitivos la fora, se não forem infectados com o virus do lucro Brasil, e venderem a preços reais, sou um potencial comprador. Estilo e gosto não devemos discutir, mas qualidade sim e preço. City honda, fabricado no Brasil e vendido no México por 25 mil reais, é sacanagem com a gente. Tem muito besta que compra por 56mil reais e sai se exibindo. Temos que dar maior valor ao resultado de nosso trabalho, que é nosso dinheiro.

  14. sidney

    17 de abril de 2012 at 23:39

    Muitos falam sem propriedade alguma sobre os veículos Mahindra talvez para irritar quem tem um destes modelos ou porque realmente não sabe o que e o mercado 4×4 ou para o que serve.
    Quem tem mais capacidade de montar um veiculo que seja bom tanto para a cidade quanto para um terreno rural, raly etc.. Uma montadora preocupada só com estética ,aerodinâmica ou beleza .claro que não tem que ter espaço para quem entende de um terreno ruim eu ando na minha suv scorpion 2011 na cidade e também na fazenda ela tem sido perfeita para andar em riachos ,barro,estrada de chão ela e estável macia e transmiti muita segurança as vezes vamos a família na nossa Granblazer 2000 da GM que e excelente mas não e superior temos outros veículos VW e Honda mas não utilizo nos dois ambientes.Seria ridículo acabar com um gol ou com civic na fazenda tem muita gente que não sabe o que diz (tolo) deve ter um carro de cidade e quer comparar com outro que e superior pois pode ser utilizado tanto nas estradas de chão quanto na cidade com muito conforto e estabilidade.
    HAHAHA VOU ANDAR NA MINHA MAHINDRA CURTIR ESTRADAS QUE MUITAS SE BORRAM DE MEDO DE ENTRAR E ESTRAGAR SUAS BELEZAS DE CARRINHO DE BRINQUEDO!

  15. Alexandre

    3 de setembro de 2012 at 8:05

    Besteira é o que mais escrevem aqui. mas o que eu gostaria postar é que estou ansioso para os novos modelos da Mahindra, ainda mais agora com Tecnologia SSangYoung, que já está repleta de tecnologia MB.

  16. usuario

    15 de outubro de 2012 at 23:43

    O jipe thar chegara ao Brasil?

    • Maikon Leandro

      17 de dezembro de 2012 at 12:36

      A Mahindra não colocou esse Jipe nos planos para o País ainda…

  17. Maikon Leandro

    17 de dezembro de 2012 at 12:38

    Esse Jipe que está na matéria, chegará nas lojas em meados de MArço de 2013. não terá essa faixa azul e se Chamará Mahindra Quanto. Vira com motor 2.2 com 120CV Diesel e com tração 4×4, com preço entre 60 e 65 mil… Quere mais antis?

  18. Ransk

    17 de fevereiro de 2013 at 22:11

    Tenho uma Mahindra SUV desde 2009 só troco por outra!!!! É muito boa, em tudo bate qualquer S10 ou ranger.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>