Jipe por R$ 30 mil? Lada Niva volta para ser o 4×4 mais barato do Brasil

Lada Niva

A Revista AutoEsporte havia anunciado em fevereiro deste ano que o jipe russo 4×4 da Lada, o Niva, poderia voltar ao Brasil. Agora, a revista confirma que a volta do modelo está próxima. Mesmo trazendo o mesmo visual de 17 anos atrás, o seu grande apelo será a tração 4×4 e o preço em torno de R$ 30 mil, o que o tornaria o 4×4 mais barato do Brasil.

Lada Niva 4×4

O modelo que passa por homologação no Brasil é praticamente o mesmo que chegou em 1991. No Brasil, o modelo abandonará o nome Niva, ficando apenas como Lada 4×4. Estilo ou conforto não acompanham o jipe. Segundo o ex-presidente da Lada, os países europeus dizem que seus clientes não aceitam mudanças radicais de estilo.

O Lada 4X4 que pode chegar importado ainda este ano é equipado com motor 1.7 de 80 cavalos de potência a 5.000 rpm e câmbio manual de cinco velocidades, tração 4×4. Existe também a possibilidade do modelo vir equipado com direção hidráulica.

As informações são da Revista Auto Esporte.

Compare Preços de: Lada Niva, Kia Sportage, Hyundai Tucson, Hyundai Santa Fé, Mitsubishi Pajero TR4, Nissan Frontier, Mitsubishi L200, Mitsubishi Pajero, Toyota Hilux, Chevrolet S10, Ford F250, Chevrolet Blazer, Ford Explorer

Publicidade

143 Comments

  1. Walter Brown

    21 de junho de 2009 at 10:13

    Aparentemente, se for considerar os comentários de quem já teve Lada, o carro deve ser ótimo e super resistente.
    O problema é que é feio, feio prá danar, não existe carro mais feio que esse. Acho que só o Volkswagen 4 portas, do início da década de 70, que o povo chamava de zé-do-caixão era mais feio que o Lada Laika.
    Para quem quer um carro para impressionar onde chega, ou passear com as gatas por aí pode erguer a cueca. Lada é carro para pedreiro, operário, para firma tipo Eletropaulo, Telefonica, Net, aqueles caras que carregam um monte de escada em cima do carro.
    Uma pena esse desenho feio.
    O carro pode até ser pé de boi, que passa, você põe um rádio com mp3 e tudo bem, mas feio desse jeito não dá.
    Uma pena, porque parece que em parte de mecãnica e resistencia o Lada é nota 10.

  2. Paulo

    27 de junho de 2009 at 18:39

    É muito bom pra zoar no final de semana. Largava de porta aberta depois da trilha na frente do boteco e ninguém chegava nem perto. Robusto, o problema são as peças, muitas adaptadas. Até andaria de vez em quando no transito porém não é muito adequado, é pra socar na trilha mesmo. O preço não agrada, porém é um 4×4. Quem sabe sai mais em conta para eu matar a saudade !!!!

  3. Dalton C. Rocha

    17 de julho de 2009 at 22:33

    Um sujeito aí escreveu:”É impossível derrotar um ignorante numa discussão”.E é isto mesmo.
    Deem uma olhada nos comentários.
    Quem tem niva, o elogia.Tem um dos comentaristas, que tem três nivas.E elogia a todos eles.
    Já quem nunca entrou num Niva, lá vem atirando pedras.
    Se lembram que a Gurgel vendia um “jipe”, o Carajás, um 4×2.
    Em 1989, este veículo tinha 80% do mercado de jipes no Brasil.O seu único concorrente era o Toyota Bandeirante, que na época custava tanto quanto um Land-Rover custa hoje.
    Bastou o Collor abrir e de junho de 1990 e janeiro de 1991,o mercado do “jipe” da Gurgel despencou de 80% para ZERO.Tudo em sete meses e só por causa do Niva.
    Por que ele desbancou rapidinho o Carajás?O Niva era mais barato, tinha reduzida, bloqueio de diferencial e tração nas quatro rodas.Nada disto, o Gurgel Carajás possuiu algum dia.
    Sou engenheiro agrônomo (desempregado) e quando trabalhei no Pará,eu usei um Niva.Excelente como Jipe.Claro que eu preferiria um Land Rover,mas um Land custa o preço de uma fazenda, né?
    E voltando à finada marca Gurgel, no site http://blog.estadao.com.br/blog/jc/?title=adeus_genio&more=1&c=1&tb=1&pb=1#comments alguém escreveu:
    “Comentário de: Conhecedor [Visitante]
    04.02.09 @ 08:49
    É interessante como o Gurgel conseguiu criar essa aura de semi-deus sendo como foi. Pelos posts aqui, as pessoas tem a imagem que o Gurgel foi um injustiçado, um empresário espetacular e um homem que não teve nenhum apoio. Repetindo, eu convivi com ele por 40 anos. Não é nada disso. Ele era um engenheiro genial. Disso não há dúvida. Suas soluções técnicas eram apreciadas por todos, incluindo as montadoras. Fora isso, ele foi um empresário lamentável.

    Gurgel mantinha a famosa casa de hóspedes em seu sítio próximo da fábrica. Aquilo vivia lotado de políticos de todos os tipos, todos muito bem agraciados para garantir vantagens fiscais e financeiras à Gurgel. Nunca houve falta de dinheiro público. O próprio BNDES colocou dinheiro a fundo perdido (FUNDO PERDIDO) para financiar as pesquisas da fábrica. Hoje falam aqui que havia falta de dinheiro público. O Sr. Gurgel prosperou na fase do regime militar, anos 70 e 80, regime este que adorava apoiar empresários brasileiros. O Sr. Gurgel foi um desses empresários.

    Gurgel não prosperou porque era impossível trabalhar com ele. Ele era extremamente centralizador. Nunca nada o que as pessoas faziam estava certo. Cansei de ver ótimos engenheiros serem contratados e pedirem a conta no mês seguinte porque o Gurgel os tratava mal, não lhes dava liberdade para nada e interferia o tempo todo no que estivessem fazendo. Dessa forma, os bons iam embora e Gurgel ficava cercado de bajuladores e puxa-sacos incompetentes, que era o que de fato o agradava.

    Não existia custos na Gurgel e não foi feito projeto de viabilidade econômica para o 0800. Se fosse nos dias de hoje, a Gurgel Motores não teria como ter aberto o capital na bolsa. O objetivo do Sr. Gurgel era que o 0800 custasse 60% do preço do Fusca. De onde ele tirou esses 60% ninguém sabe. Era impossível fabricar, com a escala pretendida de 50.000 veículos anuais, algum carro mais barato do que o Fusca. Mas custo não importava ao Sr. Gurgel, apenas a notoriedade.

    As montadoras gostavam do Sr. Gurgel, ao contrário do que muitos dizem aqui. Ele nunca foi competidor de montadora nenhuma e nem o seria com o carro popular. Todos o consideravam mais um visionário capaz de fazer muita articulação política e incapaz de administrar qualquer empresa. E era isso mesmo. Ele era amigo pessoal do Sr. Wolfgang Sauer, presidente da Volks, que vendia muitos chassis e motores para a Gurgel.

    Tem muito mais mas chega… vamos deixar Gurgel descansar em paz e os amigos aqui, que acompanharam tudo pela mídia, acreditar que ele foi um gênio injustiçado. Parte de sua família, entretanto, continuará morando nos EUA, onde estão os recursos patrimoniais e onde os processos criminais que correm na justiça brasileira não poderão alcançá-los.”

  4. Leonardo

    22 de outubro de 2009 at 20:21

    Tenho um Niva 92 há 5 meses, nunca quebrou, no final de semana só ando nele e é muito bom; só falta subir parede. Se for lançado por este preço, troco num zero. Quem fala mal nunca teve um. E posso falar que é muito gostoso de dirigir, pois também tenho um Peugeot 307 e um Honda Fit CVT e não vejo a hora de chegar o fim de semana pra andar nele!!

  5. carlo carvalho

    9 de novembro de 2009 at 13:16

    ola amigos, tem uns boyzinho que sabe quando e dia porque ve o sol nascer. nao sabe o que um 4×4 nunca sujou os pes de lama e faz comentarios ridiculos sobre veiculos. ca entre nos a tal ww esta com problemas serios de motores, a general quase falida e nos brasileiros que vegonha, nem um parecido com o niva podemos fabricar com tecnologia propria. ou melhor
    nem um motor de qualidade fabricamos. que vergonha !!!

  6. DJAN VALENTIM

    19 de novembro de 2009 at 20:04

    Mais com todo respeito a lada está faltando criatividade.

  7. CLAUDIA BARROS

    22 de novembro de 2009 at 20:41

    PÔ , EU COMPRO UM AMARRADONA! QUERO Um 4×4 pra andar ,chegar nos poços distantes de Rio Bonito de Cima ,onde alugo uma casa e não tenho 50.000/60.000 pra dar em um jipe zero.Um niva zerado por 30.000 já fica mais confortável.Vendo meu paliozinho e pronto vou fazer minhas trilhas.

  8. Rodrigo

    30 de novembro de 2009 at 16:31

    A maioria dos Brasileiros é muito ignorante e metido a besta, não tem dinheiro nem pra se alimentar e compra carro de luxo a prestação. O niva é um carro 4×4 pra quem vai rodar no interior, estradas ruins e trilhas leves, nessas circunstancias luxo é obrigatoriamente desnecessário a não ser que voce seja muito rico para comprar um utilitario esportivo 0km usar até esbagaçar tudo e depois vender para os metidos e o pior é eles ainda compram a prestação acredite se quiser!
    Niva é um carro simples robusto e resistente, para pessoas quem muito mais o que fazer na vida que ficar se exibindo de carro que na maioria das vezes ainda nem é seu!
    tenho um amigo que tem uma oficina especializada em 4×4, quando as pessoas ficam sabendo do preço da manutenção dos esport utilitys usados que compram a prestação, simplesmente não fazem pq não tem dinheiro para as duas coisas, e ficam andando em verdadeiros pandeiros ambulantes e a metade dos opcionais ou todos ja não funcionam mais, é realmente ridiculo. Aí Povinho! mais feio que o Niva é comprar e não poder pagar nem manter!

  9. LUIZ HENRIQUE

    6 de dezembro de 2009 at 19:41

    CHEGA A SER RIDÍCULO,UM CARA QUE SE DIZ JIPEIRO FALAR MAL DO NIVA.MAS EU TENTO ENTENDER,POIS VIVEMOS NUM MUNDO CONSUMISTA E DE IMAGENS,ONDE UM BANDIDO ENGRAVATADO É TRATADO COMO CELEBRIDADE,E UM CARA TOMA BOMBA PARA PARECER SARADO…
    COMPARE UM CARRÕ QUE FOI UM CARRÃO A 17 ANOS ATRÁS E COMPARE COM UM NIVA DA MESMA IDADE,QUAL DELES ESTARÁ EM MELHOR ESTADO?
    É INCRÍVEL O QUE SE PAGA POR UM CARRO DE PLÁSTICO E MODERNINHO.
    POR QUE UM CARA QUE NÃO GOSTA DO NIVA ESTÁ LENDO UM ARTIGO SOBRE ELE?
    POR QUE NIGUEM QUESTIONA UMA INDÚSTRIA QUE VENDE UM PRODUTO ILEGAL(O QUE O TORNA MAIS CARO),POIS NOSSO CÓDIGO DE TRÂNSITO DIZ QUE A VELOCIDADE MÁXIMA EM NOSSAS ESTRADAS É DE 130 KM?EU SEREI MULTADO SE ULTRAPASSAR TAL VELOCIDADE.
    ADORO COISAS QUE DUREM,MESMO QUE O MODELO SEJA”ULTRAPASSADO”

  10. Edu off road

    12 de janeiro de 2010 at 22:44

    Tive um Niva e tenho que registrar que a sua capacidade no off road é de impressionar. Não há comparação com as latas velhas Willys, etc., é utilizável na rua, etc. Aqueles que comparam com “carro de passeio”, Eco Sport e outros engana-trouxa realmente não são do ramo.

    Mas francamente, não há mais mercado para um sucatão de 35 anos, embora excelente para o propósito, mesmo na faixa de 30000. Existem alternativas de usados 4×4 muito mais modernos e com menor preço. Não há empresário que sustente isso no mercado, gerando toda a cadeia de auto peças, assistência técnica, concessionárias, etc., vendendo em pequena escala. Já ouvi falar dezenas de vezes que retornaria, mas nunca concretiza… Niva hoje, só os surradinhos, para pagar baratinho, virou brinquedo, infelizmente.

  11. otaaaa

    17 de janeiro de 2010 at 19:53

    Tem gente que não entende de carro mesmo deve andar de uno e fica falando mau do lada , mas quem desdenha quer comprar , o carro é muito bom tanto na cidade como na lama esses que falaram mau do lada não tem coragem de botar seus carrinhos na lama e curtir uma trilha .

  12. JMM

    11 de abril de 2010 at 23:51

    O Niva não é carro pra qualquer um não, principalmente pra COCOTINHAS é máquina pra quem gosta de aventura. Deve ser por essa razão q as mocinhas não gostam dela!!!!!
    HAHAHAHAHAHAHA!!!!!!!!!!!

  13. Roberto

    16 de fevereiro de 2011 at 13:33

    Tenho amigos que moram em fazenda e os carros de hoje se dissolvem na terra, o lada seria uma
    excelente opção, porem a Lada ja deixou todo mundo na mão .
    Como cofiar na fujona ?

    Outro problema em Bauru é a PRONTOMATIC , que vendeu centenas e equipamentos p/ deficiente e
    na hora de dar suporte tecnico aos clientes fujiu da RAIA que coisa feia em Srs.
    Só p/ finalizar são centenas de deficientes que vão sucatear equiptos nóvos e ninguem faz nada p/
    resolver o problema .

    • Roberto

      16 de fevereiro de 2011 at 14:10

      Meus comentarios referen-se a duas empresas que olharam apenas o próprio umbigo,
      que devem ser muito bunito pois em momento algum pensaram em quem comfiou nélas.
      Lada vendeu e sumiu.
      Prontomatic, a primeira representante Guidosimplex no Brasil fez o mesmo vendeu e fujiu.

      Da para confiar em produtos importados ?

  14. salvador

    19 de março de 2011 at 23:37

    eu tenho um niva ano 91 e deixo dele por outro 4×4 do naipe dele estive nma trilha de 1100 kl com outros jipees e naõ fez vergonha e foi aplaudido pelos amigos se esse niva vier para o brasil só um candidato forte a compralo , e a final ele é muito confortavel e seguro

  15. salvador

    19 de março de 2011 at 23:45

    meu niva tem motor 2.0 ijetato com combio do chevete ele esta muito robusto em que saber andar porque ficou com muita força o motor é maguinifico tem muito torque coloquei pneus 235 75 15

  16. Ricardo

    29 de março de 2011 at 23:10

    eu compro com certeza…

  17. tiago

    28 de maio de 2011 at 20:14

    tenho um 91 moido vou arrumar puxar minha lancha fazer trilha e tudo mais quando tiver que pagar de bonitao tenho uma garagem de carros novos cada um compra o que serve ninguem tem direito de falar mal de ninguem sera que e dificil vender acho que nao ate aids tem gente passando

  18. Iésu de Andrade

    4 de julho de 2011 at 15:31

    Cidadão, escreva direito! Sua frase está incompreensível. De pontuação, de ortografia e de estilo. Quanto ao carro, eu já atravessei rio com ele e não boiou. Fique tranquilo, não "VAI BOIAR" não!

  19. lazaro

    10 de julho de 2011 at 19:49

    é quase impossivel um garoto com menos de 25 anos gostar de um carro deste… os ladas pequenos são micos mesmo!!! agora procure alguem que tenha uma Niva 1991 e que queira vender-la barato!!! isso é se o cara quer vender.

  20. nilo machado

    15 de fevereiro de 2012 at 18:48

    o lada niva e um show para quem gosta de jipe de passeios pelo mato a fora quem tem sabe

  21. Luciano Martini

    24 de fevereiro de 2012 at 11:06

    Tenho 24 anos, e estou pensando em comprar um =[ Mas parece que não voltou ao Brasil, por isso vou comprar um usado.. =[

    Mas pro cara comparar com ecoesport com um carro desses tem q ser um doente mental ……..
    E desde quando ecoesport é bonito, Kra só falta o kra falar que o Peugeot 206 é bonito, que eu vou morrer de rir.
    Kra como que os designs de hoje feito na forma é mais bonito? Designs clássicos feito a mão são melhores e diferentes, originais, isso inclui até a Kombi, que pra quem não sabe os americanos veneram.

    Ou um Fusca, um Aerowillys, um Landal. Portanto apoio o design da Lada.

  22. FLAVIO

    24 de fevereiro de 2012 at 20:31

    Engraçado!
    COMO ALGUNS BABACAS FAZEM COMPARAÇAO DO NIVA COM UNO,ECOSPORT,ETC…
    PEGO UNO AMARRO NA ECOSPORT E ENGATO NO MEU NIVA 91 CARBURADO E VOU DAR UMA VOLTA NO OFF ROAD.
    NIVA QUEM TEM NAO TROCA.
    OLHA QUE EU TENHO UMA ECO XLT 2.0 COMPLETA.

  23. FLAVIO

    24 de fevereiro de 2012 at 20:37

    ESQUECI!!!
    MORO NA ZONA RURAL E DIRETO TIRO PAJERO,L200,TR4,WILLYS,DE ATOLEIROS COM O MEU NIVA 91

  24. Fausto

    14 de novembro de 2012 at 19:34

    Essa proposta de voltar ao Brasil estou escutando ja a algum tempo e isso esta demorando muito a acontacer, voce será bem vindo a comunidade que curte trilha e um bom barro.

  25. Jeff

    7 de abril de 2013 at 17:49

    Eu tive um lada laika, comprei a preço de banana. Era feio, mas era um excelente carro, durável e resistente além de econômico. O problema era a falta de peças de reposição. E o boicote dos fabricantes brasileiros, as multinacionais. Ruim mesmo são os carros da China. Este jipe é clássico, e jipe não tem modelo, o wrangler e outros são os mesmos modelos da Willys de 50 anos atrás. Se vier com ar condicionado, com direção e pelo preço de 30 mil reais, eu compro. Além da resistência da economia, é durável e confortável, e jipe não é mulher, não precisa ser bonito.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>