CARPLACE

Impressões ao dirigir: Nova Ford Ranger oferece conforto e tecnologia – Veja fotos em HD

Nova Ford Ranger

A Ford escolheu a cidade de Salta, cidade localizada no nordeste da Argentina, para a apresentação oficial e test-drive da Nova Ranger 2013 com uma mega-estrutura e cenário cinematográfico. Mais de 200 jornalistas especializados da América Latina puderam conhecer melhor a nova geração da picape em testes por rodovias e um amplo trajeto off-road. O CARPLACE também esteve presente neste teste e traz os detalhes e as impressões iniciais ao dirigir a Nova Ranger. Confira.

Nova Ford Ranger

A briga no segmento de picapes médias está cada vez mais acirrada. Para tentar desbancar a atual líder Chevrolet S10, a Ford utiliza a mesma receita e passa a oferecer uma ampla gama com um inédito motor flex e dois propulsores à diesel. Assim, a Ford dispõe de um mix de 12 versões com as variações das carrocerias de cabine simples e dupla (veja versões, itens de série e preços aqui).

Nova Ford Ranger

Fruto do Projeto One Ford, o desenvolvimento da Nova Ranger consumiu investimentos de 1,1 bilhão de dólares, o que incluiu a criação de uma plataforma global totalmente nova e testes por mais de 1 milhão de quilômetros. A Nova Ranger será produzida em três continentes – Ásia, África e América – para atender mais de 180 mercados mundiais.

No Brasil

Nova Ford Ranger

A Ford Ranger será oferecida no mercado brasileiro em versões equipadas com o novo motor 3.2 Diesel Duratorq de cinco cilindros e turbo de geometria variável que entrega 200 cavalos de potência e torque de 47,9 kgfm. Este motor poderá ser equipado com câmbios manual ou automático, ambos de seis velocidades. Para frotistas, a Ranger também contará com o propulsor 2.2 Diesel Duratorq de 125 cavalos de potência associado ao novo câmbio manual de seis marchas.

Nova Ford Ranger

Outra grande novidade que permitirá a Ranger enfrentar a S10 de igual para igual é a estreia do motor 2.5 Flex Duratec. O bloco de quatro cilindros dispõe de comando de válvulas variável e entrega potência de 173 cv e torque de 24,78 kgfm quando abastecido com etanol e 168 cv e 24,07 kgfm com gasolina. Este propulsor será oferecido somente com o câmbio manual de cinco marchas.

Os modos de tração 4×4 normal e reduzida estão disponíveis para as versões diesel. A Nova Ranger conta com seletor eletrônico localizado no console que permite que a troca do modo 4×2 para o 4×4 possa ser feita a até 120 km/h. Os recursos para utilização off-road também são nova referência na categoria. Entre as novidades estão o diferencial traseiro blocante e capacidade de imersão em água de 80 centímetros.

Os freios contam com ABS e EBD nas quatro rodas e o sistema de Controle Eletrônico de Estabilidade (ESP) tem 8 funções: controle de tração, controle automático de de velocidade em descidas, assistente de partida em rampa, controle de oscilação de reboque, controle Adaptativo de carga, controle anticapotamento, luz de frenagem de emergência e assistência em frenagem de emergência.

Entre os itens de segurança passiva, a Ranger oferece versões equipadas com até 6 airbags, cintos de segurança com pré-tensionadores e limitador de carga, célula de segurança reforça com proteção lateral e zonas de deformação programada. Equipada com este itens, a Ranger obteve a classificação de 5 estrelas no Euro NCAP, o que a tornou a primeira picape média a conquistar pontuação máxima.

Os itens de tecnologia também são fartos, mas variam de acordo com as versões. Entre os principais estão o ar-condicionado automático digital dual zone, tela colorida de 5 polegadas com GPS (nas versões sem GPS a tela é de 4,2 polegadas), câmera de ré com imagem no retrovisor, sensor de estacionamento traseiro, bancos com ajuste elétrico em 8 direções, computador de bordo, sensor de chuva, acendimento automático dos faróis com ajuste elétrico de de altura, piloto automático e controle de áudio no volante, sistema de som com entradas USB, iPod e Bluetooth e vidros e travas elétricas.

Impressões ao dirigir a Nova Ranger

Nova Ford Ranger

“Nenhum parafuso desta picape foi aproveitado de outro veículo”. Assim, João Marcos Ramos, Diretor de Design da Ford, ressaltou que a Ranger é uma picape completamente nova. Da geração anterior só se aproveitou o nome.

A unidade que o CARPLACE testou em Salta foi a versão top de linha, a Ranger 3.2 Limited, mas na configuração argentina equipada com o novo câmbio manual de seis marchas. No Brasil, esta versão será vendida somente com o câmbio automático.

Nova Ford Ranger

Ao vivo, a Ranger oferece um visual moderno e bastante atrativo. Com linhas imponentes que transmitem robustez, a picape chama a atenção também pelas suas generosas dimensões. O nome Ranger está presente embutido no friso cromado e destacado na tampa da caçamba.

Na parte interna, o acabamento fica muito próximo ao de um carro de passeio, com muitos recursos de conforto e tecnologia nesta versão top de linha. O material plástico utilizado no painel aparenta boa qualidade, com cortes e encaixes bem feitos. Quanto à utilização dos plásticos, a marca diz que num carro deste porte é uma necessidade para facilitar a limpeza. Os comandos do sistema de som e operação do ar condicionado no console central são bastante intuitivos e de fácil manuseio. Detalhe negativo é o comando do computador de bordo, o qual é acionado pelo botão do hodômetro, fato que dificulta seu manuseio quando se está com a picape em movimento.

Nova Ford Ranger

A melhor posição para dirigir é obtida através dos ajustes elétricos do banco do motorista e de altura do volante, sendo o que o de profundidade não está disponível. O banco de trás oferecem bom espaço para as pernas e cabeça, mas assim como a Hilux, faz com que os joelhos fiquem um pouco flexionados, o que cansa em viagens mais longas. Apesar do ar digital dual zone, falta também uma saída de ar para o banco traseiro.

Nova Ford Ranger

Ao iniciar o teste, rodamos cerca 25 quilômetros em trechos de bom asfalto. Logo nota-se as qualidades da Nova Ranger: baixíssimo nível de ruído interno, boa estabilidade, direção com respostas muito parecidas com as de um carro de passeio. Um detalhe interessante é o curto curso da alavanca de câmbio, bem menor do que muitos veículos menores, o que causa certa estranheza no início, mas agrada com a adaptação, além da vibração quase imperceptível. As respostas do motor de 200 cavalos são vigorosas, mas para boas retomadas, foi necessário reduzir bem as marchas.

Nova Ford Ranger

No trecho off-road, a Nova Ranger não encontrou dificuldades para vencer uma estrada com muitas ondulações, imperfeições e rochas. O nível de balanço da cabine também agradou neste terreno. Os trechos mais severos exigiram o uso da tração 4×4 reduzida, selecionada através de um botão no console. A picape superou com facilidade um aclive acentuado, ocasião em que também foi testado o assistente de partida em rampa (Hill Holder). Em seguida, foi testado o sistema de controle de descida, que uma vez acionado, faz o trabalho “sozinho” sem a necessidade de pisar no freio com opção de controle de velocidade através do botão do piloto automático no volante.

Nova Ford Ranger

Com possibilidade de imersão em águas com até 80 cm de profundidade, a Nova Ranger enfrentou percursos consideráveis com água e muitas pedras, mas mesmo assim, passou sem problemas.

A impressão inicial do CARPLACE neste breve teste é de uma leve superioridade da Nova Ranger frente à Volkswagen Amarok, mesmo com seu câmbio automático de oito marchas, da Nova Chevrolet S10, atual líder do segmento e também da Toyota Hilux, devido à modernidade do projeto, tecnologia embarcada, acabamento e nível de segurança. Versões e preços a Ranger dispõe para buscar a liderança do segmento, mas resta saber se a marca conseguirá atender uma eventual alta demanda. Sem citar previsões de vendas, a Ford apenas confirmou que a linha de produção da Ranger está operando em capacidade máxima.

Galeria de Fotos: Nova Ranger 2013

Por: Fábio Trindade
De Salta, Argentina
Viagem à convite da Ford

Publicidade

153 comentários

  1. Matheus

    13 de agosto de 2012 at 8:28

    Sou mais a minha Range Rover!

    • kaique

      1 de setembro de 2012 at 13:13

      sou mais a minha l-200 tritom 2012 turbo diesel 3.2

  2. Luiz Ricardo

    15 de agosto de 2012 at 17:28

    Ficou muito bonita, mas está faltando a cabine estendida, será que vai ter esta versão num futuro próximo?

  3. danielrds

    18 de agosto de 2012 at 22:40

    Ual!
    a briga com a S-1O vai ser boa! Já deixo aqui minha preferência, que é a ranger, ela tem o interior muito mais bonito e o acabamento melhor, na minha singela opinião, enfim…GOSTEI MUITO DA NOVA RANGER. Se eu tivesse "cacique" para compra-la não pensaria duas vezes, mesmo sabendo que no Brasil pagamos por um carro o preço de um batmovel lá fora, rsrs…mais fazer o que, não tem cão, caça com gato mesmo…

  4. Adriano N Azevedo

    19 de agosto de 2012 at 20:49

    Quem tem HILUX sabe muito bem o que possui, não vou entrar em detalhes minimos pois não levam a nada, porém não posso deixar de ressaltar, porque todos copiam a HILUX?

    • kaique

      1 de setembro de 2012 at 13:09

      kkkkkkkkk nem a pau a HILUX ALEM DE SER FRACA COM MOTOR 3.0 COMPARADA COM A L200 TRITOM COM MOTOR 3.2
      NAO FICA COM INVEJA COMPRA UMA E JOGA A HILUX NO LIXO

  5. luis

    19 de agosto de 2012 at 21:03

    De todas gostei mais da s10 flex,preço convidativo, bom designer e seguro barato, menor desvalorização e com o motor novo melhor consumo.

    • LuizFelipe01

      28 de agosto de 2012 at 19:34

      cara, carros desse porte, caminhonetes, não presta a gasolina, pois consume muito e não tem tanta potencia

  6. LuizFelipe01

    28 de agosto de 2012 at 19:33

    s10 e ranger e amarok, nunca terão chance contra a frontier e a L200

    • kaique

      1 de setembro de 2012 at 13:05

      falou tudo meu amigo;eu tenho uma e é a melhor das picapes que tem hoje no mercado !

  7. rene

    31 de agosto de 2012 at 9:20

    PODE FALAR O QUE QUISER… MAS NAO TER CAMBIO AUTOMATICO PARA O MODELO FLEX, É UMA BARBARIDADE. LI QUE AS EMPRESAS FORD E CHEVROLET NAO LANÇARIAM ESTE CAMBIO NA FLEX POIS O CONSUMIDOR PARA ESTE MODELO NAO QUER AUTOMATICO… COMO NÃO??? EU DESISTI DELAS POIS NAO QUERO DIESEL… PREFIRO FLEX…
    SE ATE COBALT TEM CAMBIO AUTOMATICO… POR QUE NAO NA FLEX LTZ OU NA NOVA RANGER?
    QUE IDIOTICE DAS DUAS MONTADORAS…

    • Joao Figueiredo

      31 de agosto de 2012 at 16:17

      Po foi exatamente o que pensei , estou completamente de acordo com o Rrene qto ao modelo flex não vir com cambio automatico , tanto a ford como a Chevrolet perderam a gramde chance de uma superar a outra . Grande Burrice!!

  8. kaique

    1 de setembro de 2012 at 12:57

    Eu ainda acho a l200 triton mehor que a nova ranger

  9. frank

    22 de setembro de 2012 at 16:57

    ola amigos tinha uma hilux, mudei para a s10 e agora pedi uma nova ranger se nao for boa eu troco de novo tem que ser assim ate acertar a que a gente gosta ,eu acho que vai matar a pau devido ao conforto da fex pq a s10 deixou a desejar e a hilux nao gostei deste modelo novo ok minha opiniao somente .

  10. Fernando

    15 de novembro de 2012 at 0:46

    Acabamos de adquirir uma nova Ford Ranger 2013 3.2 Limited e olha, que decepção! Temos Ranger há quase 10 anos, sendo esta a nossa 5ª Ranger. Sinceramente, MUITAS TIVERAM CENTENAS DE PROBLEMAS… mas tudo bem, ela continuava, ao nosso ver (e pelo gosto do meu pai) era a mais resistente para o fora de estrada pesado. A nossa ultima Ranger foi a que menos deu problemas (tirando apenas o pequeno inconveniente que a tração 4×4 reduzida ficou quebrada por SOMENTE 8 MESES sem a Ford conseguir consertá-lá e vendida com o citado problema para comprarmos esta nova. Retiramos a nova Ranger hoje (14/11/12) da concessionária Ford de Catalão – Goiás. Linda, na cor branca e com todos aqueles ítens de série existentes na versão Limited. A Câmera de Ré é um show a parte, sem falar no motor potente… realmente um produto diferente de todas as Rangers anteriores que passaram pelas nossas mãos. Mas, pouco depois da alegria, veio a decepção. Rumo ao Mato Grosso, em Caldas Novas, a menos de 200km de Catalão, a CAMIONETE PIFA! Ela perdeu toda a potência e a luz amarela da Injeção Eletrônica acendeu. Resultado? A camionete foi guinchada e está novamente na concessionária onde comprei em Catalão (TRIAUTO). Aqui estou esperando uma solucao para o problema da injeção apresentado durante minha viagem. Olha, apenas uma palavra: VERGONHOSO!

    • zé das couves

      24 de novembro de 2012 at 9:48

      típico de ford…de repente apaga, depois volta a funcionar e você nunca vai saber porque isso aconteceu…

    • Moacyr

      30 de dezembro de 2012 at 1:35

      Prezado Senhor Fernando,

      Estou com o mesmo problema com a minha, mas ela ainda não perdeu potência, apenas a luz amarela acendeu no painel, tendo em vista o tempo decorrido, seria possível o senho me relatar qual era o problema que fez com que a luz amarela da injeção ficasse acesa? porque estou preoculpado, trabalho com o carro e não posso ficar a pé, ele é meu ganha pão entende, moro na zona Rural distante da Capital e não posso ficar com carro parado em concessionária,. se possível, aguardo seu retorno com o relato mecânico.

      Cordialmente,

      Moacyr

  11. Henry Ford

    23 de janeiro de 2013 at 0:38

    Quem foi que disse q a Amarok é mais alta q a RANGER 2013? TÁ LOUCO?

  12. Adriano

    21 de novembro de 2013 at 18:10

    A ranger é a melhor do segmento em qs todos os quesitos. e a mais bonita na minha opinião pessoal. Ridículo é a dona Ford ñ ter unidades suficientes para a demanda . Por isso está em 3 lugar nas vendas mensais hj ( as vezes perde até para a Hilux e fica em 4). Se tivesse a demanda certeza que seria a segunda mais vendida, a Hilux está defasada e em 2015 muda o modelo. A S10 na minha opinião é a primeira em vendas pelo menos ate chegar a nova hilux. A estratégia de vendas , propagandas e estratégia de marketing da chevrolet é imbativel. Até vc comprar o carro depois que comprou é uma porcaria assim como a Ford.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>