CARPLACE

Geely lança o utilitário Geagle GX7 na China – Preço equivale a R$ 25 mil

Geely GX7

Parecido com o Toyota RAV4? Qualquer semelhança é mera coincidência. Ou não. A Geely divulgou neste fim de semana as primeiras imagens do seu novo utilitário esportivo, o Geagle GX7.

Geely GX7

O Geely Geagle GX7 é esteticamente muito semelhante ao modelo japonês. Como na China não existe leis que protejam patentes em relação aos automóveis, a Geely resolveu se inspirar bastante no RAV4.

Geely GX7

O Geagle GX7 será oferecido com diversos itens de conforto que inclui sistema de navegação GPS, câmera traseira, bancos revestidos com couro, teto solar, sistema de som com USB e Bluetooth entre outros. Debaixo do capô está o recente propulsor lançado pela Geely, um motor 1.8 litro Dual VVT. Ele desenvolve 138 cv e entrega torque de máximo de 17,54 kgfm. O câmbio é manual de cinco marcha com tração apenas dianteira.

Geely GX7

Na China, o preço inicial do novo GX7 é 92.900 yuan, valor que atualmente equivale a R$ 25.175, e de acordo com a empresa, seus concorrentes diretos são o VW Tiguan, Great Wall Hover H5, Chery Tiggo5 e BYD S6.

Geely GX7

Geely GX7

Geely GX7

Geely GX7

Geely GX7

Geely GX7

Publicidade

28 comentários

  1. Robson

    27 de fevereiro de 2012 at 12:59

    Carro chines !! A nossa única chance de mudarmos essa aberração que sempre foi a história dos carros em nosso país. Vale lembrar que ninguém é obrigado a comprar um carro chines mas negar a revolução em todos os sentidos que o carro chines vem provocando no brasil . . . aí é questionável !!

    • renato duarte

      27 de fevereiro de 2012 at 20:19

      apoiado ROBSON realmente é a unica esperança pra termos um mercado com mais consideraçao e respeito pelo consumidor

      • Robson

        28 de fevereiro de 2012 at 8:54

        Pois é Renato ,o pessoal fala que é melhor comprar um fiesta ou um c3 do que um carro chines , também acho (por enquanto),tanto que acho que comprei um fiesta ,mas não posso negar que hoje esses carros estão custando esses preços em função da presença chinesa no brasil .Estou acompanhado o teste da revista 4 rodas que agora em março sai com o desmonte do carro apos 60 k rodados .Sei que a revista não é muito confiável mas acho que ajudará bastante na minha decisão de trocar o meu atual fiesta pelo futuro j3 .

  2. Clodoaldo

    27 de fevereiro de 2012 at 13:11

    “seus concorrentes diretos são o VW Tiguan”!!!!! Eles devem ser comediantes… com um motoreco de 138cv????? huahuahuahua
    Vou rir!!!!!!

    • Moni

      24 de março de 2012 at 23:50

      1A bolha do torneio foi legal um 67o gohnau dum QQ heheSaed com KTs vs AK, all in do SB shortstack.Tive que ficar uns 25m sit out nos blind 60-120 a 100-200, 11ba foi mais que bom, ainda alcane7o a FT!Parabe9ns aos vencedores![]

  3. Jorge Afonso

    27 de fevereiro de 2012 at 13:13

    Só eu que achei a lanterna traseira pequena ou mais alguém teve essa sensação?

    • Wellington_L

      27 de fevereiro de 2012 at 17:30

      Pois é…

    • bruno

      27 de fevereiro de 2012 at 18:01

      também achei, o carro é td harmonioso, quando chega na traseira com essas lanternas a gente entende pq é um carro chinês.

    • renato duarte

      27 de fevereiro de 2012 at 20:19

      apoiado realmente é a unica esperança pra termos um mercado com mais consideraçao e respeito pelo consumidor

  4. HERCULANO

    27 de fevereiro de 2012 at 13:38

    O CARO É LINDO.

  5. Readgis

    27 de fevereiro de 2012 at 13:56

    O mundinho chinês e o brasileiro são realmente um caso à parte…

  6. INFANTE

    27 de fevereiro de 2012 at 14:28

    GOSTEI.

  7. zzzepa

    27 de fevereiro de 2012 at 15:09

    I like !

  8. marcos

    27 de fevereiro de 2012 at 16:28

    o problema é quanto entra no brasil, ai o lucro brasil, vai colocar a 60k, o dobro do preço no mínimo, esse é o nosso maravilhoso governo e montadoras, fazendo os brasileiros os palhaço do mundo.

  9. MARCOS

    27 de fevereiro de 2012 at 16:28

    não e nada disso, e esperteza dessa montadoras safadas mesmo, nada justifica o preço do carro no brasil, não tem desculpa, e assalto a mão armada com os brasileiros. Só vai mudar e colocarmos no poder gente honesta, enquanto tiverem eleitores de m.e.r.d.a. que não sabe votar, que preferem colocar mesmo sabendo, desonesto no poder, então o povo tem é que se lascar mesmo. vamos mudar todo o congresso com gente nova, tirar esses que estão ai, so assim vai mudar alguma coisa. vamos a luta.

    • D7V5

      28 de fevereiro de 2012 at 8:09

      É Marcos, o forum é de automóveis, mas é impossível calar o desabafo.

    • Bruno Brito

      29 de fevereiro de 2012 at 10:48

      Acha que seus candidatos não fariam a mesmo coisa?

    • Abhinav

      23 de março de 2012 at 11:02

      disse:Agradee7o a informae7e3o, Ivan. O que eu quis siatetiznr e9 que a mfasica Preciso me encontrar (composie7e3o: Candeia) foi intensamente conhecida na voz do grande mestre Cartola (ou Marisa Monte, na nova gerae7e3o musical). Valeu pela colaborae7e3o mesmo assim.

  10. Analyst

    27 de fevereiro de 2012 at 18:30

    Esse comentário que na China não existem leis que protegem patentes é incorreto. Pois bem, elas existem sim, inclusive várias empresas chinesas from processadas por violação de patente na China (e algumas perderam).

    A Chery por exemplo, foi processada pela GM Daewoo pelo QQ (a cópia do Matiz). Em Novembro de 2005, as empresas chegaram à um acordo e a GM retirou o processo.

    Além do mais, à menos que o clone seja 100% igual (que não é o caso desse carro), é difícil estabelecer um caso. Design é algo bastante subjetivo.

    Por exemplo, a Shuanghuan foi processada pela BMW, que alegou que o SCEO é uma cópia do X5 na ITÁLIA e a BMW perdeu. Ela também foi processada pela Daimler, que alegou que o Noble é uma cópia do smart fortwo, na GRÉCIA. A Daimler perdeu o caso também.

    • D7V5

      28 de fevereiro de 2012 at 8:19

      Mudando a perspectiva, as montadoras estabelecidas somente vão para um processo litigioso na China, quando o prejuízo é muito grande. De uma forma geral devem preferir a cooperação para não por em risco suas participações no imenso mercado chinês. Na China, com um partido único no poder, tem mesmo que ser amigo do rei.

      Outro ponto é que os fornecedores estão globalizados. E para eles desenvolverem ferramental com poucas alterações também é negócio. Claro, respeitando os contratos comerciais que tem com montadoras concorrentes.

      O modelo de implantação da indústria chinesa tem defeitos, mas irá produzir campeões chineses.
      É questão de tempo.

      Já o modelo de indústria brasileiro, somente irá produzir reserva de mercado para montadoras estrangeiras e muitos, muitos impostos.

  11. Robson

    27 de fevereiro de 2012 at 18:39

    Não adianta mudar os políticos se não mudar as leis ,sendo assim não tem como votar certo se a lei continua errada .Nao existe mudança de lei sem derramamento de sangue fato que nunca aconteceu no brasil ,ou seja ,não existe calmaria sem tempestade .Tenho 43 anos e nunca votei na minha vida , não votar que falo é nem ir la ,quando precisei do comprovante paguei a multa e pronto . Através de votação nunca vai melhorar o brasil por que as regras são feitas de uma maneira que a votação não muda o que tem que mudar ,sendo assim não tem como se votar CERTO no brasil , só muda se mudar as regras e as regras só mudam daquele jeito . . . Com armas em punho sangue nos olhos e nas veias para serem derramados .

  12. fitpriusjp

    28 de fevereiro de 2012 at 2:56

    no mundo nada se cria tudo se copia

  13. JCsr

    28 de fevereiro de 2012 at 3:10

    Não gosto nem um pouco de carros chineses e sempre deixei isso bem claro, mas forçar a barra e dizer que esse daí é parecido com o Rav4 é sacanagem. A não ser que estejam falando de outro Rav4, diferente do modelo que temos aqui, que eu desconheça. No mais, achei o carro bonito, as lanternas traseiras minúsculas ficaram estranhas, mas de resto o resultado ficou bom.

  14. Robson

    28 de fevereiro de 2012 at 8:44

    . . . Pois é vc me deixou na dúvida agora ,mas usei essa palavra tentando dizer que se alguém (não) reconhecer isso como verdade, a situação ficaria questionável ou seja abriria espaço para ser discutida .

  15. sidmino

    28 de fevereiro de 2012 at 10:25

    Minha esposa tem um Tiggo 2011 e os pequenos problemas de ajustes de postas ou outros decorreram de falha da concessionária e não do carro. Faz quase 12 km/l na estrada e quase 8 na cidade e, considerando que Londrina-Pr tem mais buracos que asfalto eu mesmo prefiro o Tiggo do que o meu C4 hatch. O câmbio é bom para que sabe engatar no tempo certo e para viajar e muito bom sabendo reduzir no momento certo para ultrapassar. Vejam na Quatro Rodas de Março o desmonte do JAC3: desde que assino a revista há uns quatro anos, não me lembro de um carro de longa duração ter sido desmontado com 60 mil km em estado tão perfeito; a embreagem ainda aguentaria mais 40 mil e o câmbio estava zero (agora aguentem o tal Habib!) o que prova que aquilo que nós pensávamos ser lixo é muito superior ao que nos entregam como muito bom pela insdústria brasileira.

  16. Khushboo

    23 de março de 2012 at 6:27

    Poxa espera o csoonle para Janeiro de 2012, mesmo assim o importante e9 que ne3o vai ser entre abril e junho como estava previsto, mas ainda falta um tempinho, bom agora e9 esperar e rezar.

  17. joao paulo

    23 de março de 2013 at 16:19

    nossa que carro barato aposto que quando chegar aqui vai custar uma fortuna!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>