Chevrolet Spin: Impressões iniciais ao dirigir e Galeria de Fotos

Avaliação Chevrolet Spin

O Chevrolet Spin chega ao mercado brasileiro com a missão de substituir a Meriva, mas aparentemente, não para Zafira. O novo MPV da Chevrolet, definição dada pela marca ao invés de minivan, tem atributos que a superiores às da Meriva, mas não da Zafira. Confira as impressões iniciais ao dirigir e também os detalhes do modelo.

Avaliação Chevrolet Spin

Visual e interior

Começando pelo visual, o Spin carrega alguns detalhes de estilo que estão presentes no Cobalt, como a grade dianteira com uma espessa moldura cromada e também pelos vincos que dão efeito de luz e sombra na região dos para-lamas. A traseira tem linhas menos arrojadas e remetem um pouco ao Agile. Ao vivo, o resultado final é mais interessante.

Avaliação Chevrolet Spin

Na parte interna, o Novo Spin tem acabamento de desenho moderno que mescla tons claros e que agradam ao olhar, com exatamente o mesmo padrão de qualidade do Cobalt. Assim, podemos dizer que novamente está abaixo da Zafira, a qual carrega plataforma, motor e acabamento derivados de segmento de hatches/sedãs médios. Já em relação à Meriva, oferece um ambiente interno bem mais atual com o quadro de instrumentos derivado do Sonic com conta-giros analógico e o grande velocímetro digital. Muitos componentes, como alavancas de seta e lavadores, botões dos faróis e do ar condicionado além do volante são os mesmos dos recentes lançamentos Cruze/Sonic/Cobalt, concluindo com a iluminação de padrão ice-blue.

Avaliação Chevrolet Spin

Os bancos também são iguais os do Cobalt, confortáveis, mas com o apoio lateral elevado que passa a incomodar em longos trajetos. Apesar de todo o seu volume, o espaço para os passageiros que vão no meio é um pouco limitado, fato adotado para tentar acomodar melhor os ocupantes da terceira fileira. Por falar em terceira fileira, não tem mágica. Os dois ocupantes, se adultos, viajarão com as pernas bastante elevadas, sendo um pouco desconfortável. A melhor configuração de transporte é realmente levando duas crianças na terceira fileira.

Conjunto Mecânico

Durante o evento de lançamento, o CARPLACE teve a oportunidade de conversar com Paulo Riedel, Diretor de Engenharia de Produtos da GM Powertrain. A primeira pergunta foi sobre o motivo da escolha do propulsor 1.8 de 8 válvulas Econo.Flex ao invés dos modernos 1.6 16V Ecotec ou 1.8 16 Ecotec utilizados na linha Sonic/Cruze, respectivamente. A resposta foi direta: o planejamento era fazer um carro com bom custo x benefício, e que usassem os novos motores, não seria possível atingir os objetivos (preços) determinados pela estratégia da marca.

A segunda pergunta foi referente à relativa baixa potência do propulsor 1.8. Riedel respondeu que o brasileiro “compra potência, mas dirige torque” e completou dizendo que graças ao peso entre 1.202 kg (LT) e 1.255 kg (LTZ), o torque de até 17,1 kgfm atende bem ao público a que o carro se destina. “Este carro não precisa atingir mais de 200 km/h, como o Cruze”.

Dirigindo o Novo Chevrolet Spin

Dirigindo o Novo Spin

De fato, Riedel estava certo. Fizemos o test drive numa versão top de linha, Spin LTZ, equipada com câmbio automático de seis marchas, o mesmo do Cruze/Sonic, e com sete bancos. Ao iniciar o teste já foi possível associar o estilo de condução muito semelhante ao do Cobalt. Transportando três pessoas, as acelerações no trânsito ocorreram de forma satisfatória com trocas sendo realizadas de forma suave. O baixo nível de ruído interno também é elogiável.

Avaliação Chevrolet Spin

A direção com assistência hidráulica oferece respostas diretas e tem manuseio leve. A visibilidade geral é boa, no entanto, a coluna A interfere um pouco na visão diagonal, mas ainda assim é bem melhor do que situação entrada na concorrente J6.

Assim como o Cobalt, a suspensão tem ajuste firme e confortável, e que durante o trajeto, filtrou relativamente bem as imperfeições do solo. Pela altura do carro, como esperado, a carroceria inclina um pouco nas curvas, porém, a sensação de segurança não é afetada.

O câmbio automático de seis marchas trabalha bem com o motor 1.8 Econo.Flex. Rodando à 100 km/h na rodovia na sexta-marcha, praticamente nem se ouve o motor com conta-giros marcando cerca de 2.300 rpm. Quando atingimos a velocidade máxima permitida na rodovia, 120 km/h, o motor trabalhava com rotações entre 2.800 e 2.900 rpm. O desempenho na estrada foi satisfatório, mas em ultrapassagens, é preciso exigir mais do motor com algumas reduções de marchas. Nas trocas manuais, feitas através de botões na lateral da alavanca, as respostas são um pouco mais lentas.

Avaliação Chevrolet Spin

Apesar de ser uma medição superficial, com ar condicionado ligado durante 80% do percurso e três pessoas a bordo, o computador de bordo mostrou consumo oscilando entre 8,8 km/litro e 10,0 km/litro, provavelmente abastecido com etanol, rodando parte em trânsito parte em rodovia.

Por compartilhar a mesma plataforma com o Cobalt, o Novo Spin oferece um estilo de condução semelhante ao do sedã, ou seja, mais refinado do que a antecessora Meriva. O rodar é confortável e silencioso e atenderá bem os consumidores que precisavam de um carro maior para família. Por outro lado, em relação à Zafira, os consumidores não encontrarão na Spin um carro de padrão ligeiramente, o que já é percebido pela faixa faixa de preços mais baixa. Desta forma, dizer que a Spin também substitui a Zafira não seria uma consideração correta. Com uma lacuna nesta faixa de preço superior, a marca já prepara espaço para o lançamento de um carro mais refinado, papel que deverá ficar a cargo do futuro Trax/Enjoy.

Ficha técnica 
Chevrolet Spin 2013 1.8 Econo.Flex

RESUMO
Modelo:
 Spin 1.8 Econo.Flex
Carroceria / motorização: MPV, 5 ou 7 passageiros, 4 portas, motorização dianteira, tração dianteira
Construção: Aço galvanizado nos painéis exteriores
Fabricação: São Caetano do Sul, São Paulo, Brasil

MOTOR
Modelo: N18XFH
Disposição: Transversal
Número de cilindros: 4 em linha
Cilindrada (cm3): 1.796
Diâmetro e Curso (mm): 80,5 x 88,2
Válvulas: SOHC, duas válvulas por cilindro
Injeção eletrônica de combustível: M.P.F.I. (Multi Point Fuel Injection)
Taxa de compressão: 10,5:1
Potência máxima líquida
(ABNT NBR 5484 – ISO 1585): Etanol: 108 cv a 5.400 rpm/Gasolina: 106 cv a 5.600 rpm

Torque máximo líquido
(ABNT NBR 5484 – ISO 1585): Etanol: 17,1 mkgf a 3.200 rpm/Gasolina: 16,4 mkgf a 3.200 rpm
Combustível recomendado: Gasolina comum e/ou Etanol
Rotação máxima do motor (rpm): 6.300
Bateria: 12V, 50 Ah (50 Ah com ar-condicionado)
Alternador: 80 A (100 A com ar-condicionado)

TRANSMISSÃO
Modelo: F17-5CR – Manual de 5 velocidades à frente sincronizadas
Relação de marchas:
Primeira: 3,73:1
Segunda: 2,14:1
Terceira: 1,41:1
Quarta: 1,12:1
Quinta: 0,89:1
Ré: 3,31:1
Diferencial: 4,19:1

Modelo: GF6 – Automática de 6 velocidades com Active Select
Relação de marchas:
Primeira: 4,45:1
Segunda: 2,91:1
Terceira: 1,89:1
Quarta: 1,44:1
Quinta: 1,00:1
Sexta: 0,74:1
Ré: 2,87:1
Diferencial: 3,72:1

CHASSIS/SUSPENSÃO
Dianteira: Independente do tipo McPherson com molas helicoidais, amortecedores telescópicos pressurizados e barra estabilizadora
Traseira: Semi independente, com eixo torsão, barra estabilizadora no eixo traseiro, molas helicoidais e amortecedores pressurizados
Direção: Pinhão e cremalheira com assistência hidráulica
Direção redução: 16.0:1
Direção número de voltas: 2,87
Diâmetro de giro (m): 10,88

FREIOS
Tipo: Discos ventilados dianteiros, tambor traseiro
Disco diâmetro x espessura (mm):
Dianteiro: 256 x 24; traseiro: tambor 230 x 45
RODAS/PNEUS
Rodas: 15 x 6J
Pneus: 195/65 R15

DIMENSÕES
Distância entre eixos (mm): 2.620
Comprimento total (mm): 4.360
Largura carroceria (mm): 1.735
Largura total (mm): 1.953
Altura (mm): 1.664
Bitola (mm): Dianteira: 1.503; traseira: 1.509
Altura mínima do solo (mm): 136
Peso em ordem de marcha (kg): 1.202 (LT); 1.255 (LTZ)

CAPACIDADES
Porta-malas (litros): 162 (LTZ, 7 Lugares); 710 (LT, 5 lugares)
Carga útil (kg): 510 (LT); 495 (LTZ)
Tanque de combustível (litros): 53
Óleo do motor (litros): 3,25 (3,5 com o filtro)
Sistema de refrigeração (litros): 5,0
Sistema de partida a frio (litros): 0,50

DESEMPENHO
Transmissão Manual
Velocidade máxima (km/h): Etanol: 171/Gasolina: 170
Aceleração 0 a 100 km/h (s): Etanol: 11s4
Gasolina: 12s0

Transmissão Automática
Velocidade máxima (km/h): Etanol: 165/Gasolina: 164
Aceleração 0 a 100 km/h (s): Etanol: 12s8/Gasolina: 12s9

Galeria de Fotos: Chevrolet Spin

Publicidade
  • bel

    ZAFIRA, ZAFIRA, ZAFIRA…. SEM COMENTÁRIOS

  • Walter Pierallini

    Eu sempre fui um Chevrolet maniaco, desde que comprei um Camaro 1967 e nunca mais saí. Opalas, Caravans e Blazers, todos sempre muito bons.
    A GM sempre teve os melhores motores e os melhores desempenhos.
    Qaunto ao SPIN, a frente é moderna e agradável mas a traseira é pobre, mas no conjunto deve ser um bom carro.
    Atualmente tenho um Prisma motor 1.0 VHCE que tem desempnho de muitos motores 1.4 e ainda dou trabalho para muitos 1.6 em serras. Em 75.000Km não deu um único defeito e não possui qualquer ruido de suspensão ou interno de peças soltas.
    Estou muito satisfeito e vou comprar…

    Walter Pierallini

    • Walter Pierallini

      OK. No aguardo

  • EPN

    Como fiel cliente da GM, é com tristeza que vejo infelizmente, que após todos lançamentos de veículos novos no Brasil, só restaram 2 carros bonitos, o Cruze e o Sonic, os dois projetados fora do Brasil (na Coreia do Sul e USA).

    Os demais veículos são verdadeiros monstros, com cara de cavalo ou caminhão (Fenemê 67), parecem desenhos lúdicos de carros feitos por crianças de 5 anos de idade, similares aos carros da revista do Mickey Mouse.

    Porque a GM do Brasil não manda seus engenheiros e designers para um estágio na planta da Coreia do Sul ou da Opel na Europa?? Esta solução estão caindo de maduro….

  • luiz

    Meu deus não eh possivel !!! O designer da chevrolet deve ter uns 10 graus de miopia e o cara que aprova esse lixo deve ser cego !! Um moleque de 10 anos faria um desenho melhor para essa carroça

  • Écio

    Depois de Agile, Montana e Cobalt, pelo menos a GM mostrou coerência. O motor está bem adequado ao conjunto.

  • André Facundo

    Os carros mais bonitos da GM: Opala(insubstituível), Monza, Vectra segunda geração(muito lindo). Hoje em dia, só escapam os top também: Nova S-10, Camaro, Malibu, Ômega…essa linha intermediária pelo amor de Deus…é decepcionante.

  • MatheusPIN

    Eu nao achei nem feio nem bonito mais que vai vender vai sim ltz 50.990

  • Andrea

    Podem falar! mais não vejo a hora de chegar o meu CHEVROLET SPIM cor cinza rasch e se descabelem de inveja

    Andrea.

  • Cristian

    VOLTA MERIVA E ZAFIRA!!! QUE CARRO BEM FEIO…

  • jose mauro

    gostei muito da spin vendo pessoalmente ela não é tão feia sou cliente da fiat a 09 anos sempre utilizando palio wekend adventure que lamentavel mente a minha ano 2010 as molduras da caixa de rodas ficaram dentro de um ano horreivel todas queimaram ficando em um tom cinza queimado do sol reclamei a fiat mas esse ano 2012 mudaram so o parachoque e as molduras continuam a mesma como gosto de um carro no estilo perua vou esperimentar a nova spin espero que o carro atenda as minhas expectativas

  • elber meira

    Boa noite as pessoas de bom gosto como por ex. o sr. luiz e outros, o carro esta muito carro para pouco que oferece. Eu concordo com alguns itens que falta no carro, como por ex. ; voces poderiam ter pensado um pouco por que ; quem vai comprar um carro desce, não so vai pensar no conforto como na comodidade, pocha, decepcionei com o porta-malas; que ridiculo, eu preciso de um de 7 lugares por tenho a familia grande, e agora, o fazer com as malas!!!! por na cabeça, impossível, cadê os engenheiros que ganham tanto para pensar e na hora H da um pisada desça.Não vou comprar mais. meu nome : Elber

  • Wesley

    O carro é nota 10, é o que eu procurava ele soma conforto, segurança, espaço e muito mais a GM está de parabéns e atacou a concorrência pois melhor que esse só outro ……rsrss !!!! adorei !!!!!!!……….

  • Vasco

    Já fui para o KIA CARENS, e estou em vias de comprar o segundo, porque o SPIN é apertado e os bancos fixos.
    Há pouco tinha 2 ZAFIRA.

  • stephany

    Tenho um spin ltz e tou adorando!!

  • alexgarcia

    Realmente vocês gostam de coisas novas, principalmente de montadoras e que todo ano modificam os seus carros, forçando o preços a decaírem que vocês terem que desembolsarem muito para comprar outro carro. Sintam-se privilegiados com esses motores modernos que a manutenção é um "roubo" que por conta disso vocês críticos visionários deixaram rios de dinheiro nas consecionárias. Creio que antes de criticar deve-se realmente saber do que se esta falando, para depois não ficar com cara de "bosque", uma vez, que alguns carros surpreendem o público alvo, lembram do lançamento do fiat pálio, muita gente não gostou, hoje é um dos líderes de venda da fiat. Realmente tenho que concordar que quem fala muito, acaba não tendo dinheiro para comprar e vai ter que andar de "buzão" por muito tempo. Eh, povo brasileiro!!!!!!!

  • gilberto

    essa spin e muito gostosa de viajar, vale a pena mesmo.

  • gilberto

    a spin e maravilhosa.

  • http://osinimigosdorei3.blogspot.com Tony Pacheco

    A Chevrolet está faltando com o respeito em relação ao Brasil e aos brasileiros. Ao abandonar o design da Opel alemã e adotar esta frente HORRÍVEL para todos os seus carros, inclusive para a Trailblazer de 145 mil reais, ela está querendo impor ao Brasil e aos brasileiros um rótulo de POVO SEM CULTURA, SEM GOSTO e que merece COMPRAR CARO produtos ultrapassados e horríveis.

  • Roberto

    De onde os estilistas se inspiraram para fazer uma coisa feia destas??? Parece uma capivara!!!

  • Paulo Cesar

    Tenho novo Uno, apertado, feio mas é econômico. Um amigo comprou Spin, derrapa muito em curvas em média velocidade, mas é econômica. A Zafira que ele tinha antes fazia 5,5 km/l na gasolina e a Spin faz 12,5 km/l na gasolina (ambas automáticas). Estou comprando uma dessas automática. Uma boa compra, mas deve ignorar sua feiura tanto exterior quanto interior.

  • Vergonha

    A chevrolet assassinou dois modelos chow de bola por isso ai?sem definição pensa q carro é só desempenho,conforto e custo beneficio.onde esta a estetica?ágile,montana,cobalt,spin q decepção

  • proprietário

    Depois de ler todos esses comentarios, resolvi conhecer o carro de perto….Gostei tanto que comprei u

    ma..Estou satisfeito, é confortavel, macia..silenciosa..anda bem..e tem custo beneficio.

    Eu a classifico como SUVP : Quero dizer SUV de Pobre.

  • tim

    Tem gente que paga R$ 25.000,00 num 1.0 pelado, depois fica falando mal dos outros.

  • Edson

    comprei Lt automática e estou adorando, excelente custo beneficio, motor ótimo mesmo com capacidade lotada. confortável.
    Obs: Compro carro para meu uso e não para mostrar para os outros como estou vendo nas opniões, o pessoal esta preocupado com as aparencias.

  • http://twitter.com/monteedu @monteedu

    todos os carros feios terminam bonitos. Exemplo do uno.
    A espin terá esse futuro.

  • Alberio Gomes

    Ouvi comentários de que este veículo possui motor de Monza.
    Se esta informação for de fato verdadeira, é uma vergonha para uma marca tão conceituada, na qual os brasileiros tanto confiam…
    Estive em uma concessionária, pois estou para comprar um novo veículo.
    A minha preferência seria a Tracker, mas com preço de R$ 80.000,00(oitenta mil reais), fica totalmente fora da realidade.
    A Chevrolet está cometendo erros imperdoáveis: é uma grande marca, com veículos que geralmente possuem robustez.
    A GM está enveredando por caminhos tortuosos: veículos com acabamento péssimo, sem espaço interno suficiente para viagens longas, como seria necessário em um veículo com esta proposta. Verifiquei que os bancos traseiros se assemelham a uma tábua de tão duros e desconfortáveis, sem regulagens, ou seja, devem ter sido projetados para ser utilizado por um faquir indiano, ou um monge em suas horas de penitência e autoflagelação…
    Sinceramente, é muita burrice de quem projetou o interior deste veículo!
    Transfiram o acabamento de uma Captiva para dentro desta Spin, coloque o mesmo nível de acessórios e opcionais, e vocês venderão este veículo aos milhares…
    Não se enganem: os consumidores amam veículos com acabamento premium, com tecnologias embarcadas de última geração, robustez, luxos e requintes.
    Este veículo, caso possuísse estes atributos, seria um estrondoso sucesso de vendas…
    Querem a receita do sucesso: sigam os mesmos altíssimos padrões de acabamento e tecnologias da Opel alemã, por exemplo, lancem veículos mundiais, e não abram mão dos mesmos altíssimos padrões da GM americana e Opel alemã, e em breve vocês colherão grandes frutos, e não necessitarão mais demitir funcionários aqui no Brasil, muito pelo contrário, necessitarão ampliar as instalações da empresa e contratar novos funcionários…
    Querem elevar o nível deste veículo à perfeição? Inspirem-se no fantástico acabamento, tecnologias, luxo, segurança e confortos oferecidos pela chrysler town and country limited…
    Se o nível de acabamento deste veículo fosse premium, com uma motorização moderna e espaço realmente decente, esta Spin seria uma sucesso que marcaria para sempre a história da GM no Brasil.
    Pensem nisto, normatizem o acabamento da GM com o mesmo nível da matriz, e vocês verão em breve os resultados!

  • paulo carollo

    Feia ou não, tenho uma e é um excelente carro e acessível no preço. Gostaria de ter uma Amarok ou uma SRV da Toyota, quem dirá uma Porshe mas me contento com o que posso. O Carro é excelente, custa pouco e para os desgostosos de plantão, põe mais 80.000 e compra uma coisa mais ….. bonitinha.

  • Gilson Santos

    E era lá em 1970 e pedradas……..