Avaliação – Volkswagen Jetta 2.0 TSI Highline 2011 – Veja detalhes em fotos

Avaliação Novo Jetta

A disputa pela primeira posição no segmento de sedans médios no mercado nacional vem crescendo a cada dia.  São tantas opções que fica até difícil escolher um modelo para atender as suas necessidades. Entre os principais concorrentes do segmento estão Toyota Corolla, Honda New Civic, Renault Fluence, Focus sedan, Kia Cerato, Peugeot 408 entre outros. A Volkswagen para não ficar de fora, após o baixo volume de vendas do Bora e do Jetta de geração anterior, começa a importar do México o renovado Jetta em duas versões: Confortline e Highline. Durante uma semana testamos a topo de linha Highline, equipada com o potente motor 2.0 TSI com injeção direta e turbo que gera 200 cv e 28,5 kgfm de torque. Completa o conjunto o câmbio DSG de 6 marchas (dupla embreagem) e a suspensão traseira independente multilink. 

Avaliação Novo Jetta

Além da Highline, o Jetta também é oferecido na versão de entrada Confortline equipada com o velho motor 2.0 TotalFlex de 120 cv de potência e 18,4 kgfm de torque, com opção de câmbio manual de cinco marchas ou Tiptronic de seis velocidades e suspensão traseira semi-independente com preços que começam em R$ 65.750 e chegam a R$ 69.990. A versão avaliada, a 2.0 TSI Highline, tem preço inicial de R$ 89.520.

Avaliação Novo Jetta

A Highline, com todos os opcionais disponíveis na concessionária, que mesmo sendo de um segmento inferior, concorre diretamente com Ford Fusion e Honda Accord, por causa do valor elevado. Lançado no dia três de março deste ano, o novo Jetta já vem se superando nas vendas no mercado nacional. O sedan mexicano em seu primeiro mês completo de vendas fechou com 1013 unidades vendidas, deixando os franceses Renault Fluence (683 unidadaes) e Peugeot 408 (435 unidades) para trás. No mesmo período, o Kia Cerato vendeu 2651 unidades, superando o Civic, já o Corolla continuou líder com 4131 unidades. Em maio o novo Jetta vendeu 1745, e ficou em quarto lugar, atrás de Honda Civic (2162), Kia Cerato (3064) e Corolla (4581).

O novo Jetta foi totalmente redesenhado. O sedan foi totalmente projetado na Alemanha, ficou maior, mais confortável e mais gostoso de dirigir, com uma nova plataforma exclusiva, ao contrário da anterior que dividia a plataforma com o Golf. Suas linhas já trazem os traços do novo DNA da marca, utilizado em quase todos os modelos da empresa no mundo. Visto de frente, destacam-se os novos faróis com formato trapezoidal, a grade do radiador em preto brilhante, que faz conjunto com a logomarca ao centro. O para-choque pintado na cor da carroceria tem formato quadrado, e uma entrada de ar adicional que faz conjunto com um spolier estilo “bandeja” na parte inferior, que segundo a marca, foram inspirado nos splitters usados em carros de competição. O capô em forma de V transmite uma certa imponência ao sedan. Segundo o designer brasileiro José Pavone, que participou da criação do Novo Jetta, “a transição nesta área dos ‘ombros’ do carro foi tirada integralmente do carro conceito NCC (New Compact Coupé) e adiciona ao estilo dinamismo.”

De lado, o sedan mostra linhas mais limpas, com destaque para os “ombros”, batizados de “tornado lines” e aos arcos das aberturas das rodas. Assim como o desenho dos retrovisores externos, com lanternas direcionais integradas, tem inspiração no Passat CC. De traseira, as características da marca ficam mais evidentes. As lanternas lembram muito as do seu “primo” mais luxuoso, o novo Audi A4. Elas são divididas em duas seções e estendem-se até as laterais desde os para-lamas até a parte posterior do carro, quando acesas mostram um sorriso luminoso.

Com dimensões generosas, o espaço interno é bem aproveitado. O novo Jetta ficou bem maior que seu antecessor, medindo agora 2,651 mm de entre-eixos, 1,778 mm de largura e bitola de 1.535 mm na dianteira e 1,532 mm na traseira e 4,644 mm de comprimento. O resultado é mais estabilidade e melhor aproveitamento do espaço interno. Seu porta-malas suporta 510 litros de bagagem.

Por dentro, as características da marca são logo notadas. Ao entrar no novo Jetta nota-se de cara o excelente acabamento, muito familiar para os entusiastas da marca alemã. Os materiais empregados são de boa qualidade e o ambiente ainda é presenteado com os excelentes bancos em couro com regulagem elétrica e a opção de aquecimento nessa versão avaliada. No entanto, o modelo fica devendo na qualidade dos plásticos das portas, que são muito rígidos e podem riscar ao menor descuido. O painel tem seus instrumentos bem localizados, assim como os comandos e dispositivos postos ao seu alcance no console central. O computador de bordo completo deixa o motorista bem informado. Para quem vai atrás também não falta conforto, pois o espaço entre os bancos foi aumentado. O interior também exibe vários detalhes cromados localizados nos instrumentos e nos controles do rádio, ar-condicionado, maçanetas entre outros.

O preço elevado do sedan tem seus propósitos, sendo que um deles é a extensa lista de equipamentos de série para a versão avaliada, a Highline. Nesta configuração, o novo Jetta é recheado de tecnologia e conforto, trazendo itens como o rádio MP3 touchscreen com Bluetooth,  ar-condicionado Climatronic com duas zonas, controle automático de velocidade (piloto automático), sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, sensor crepuscular e sensor de chuva, função Coming & Leaving Home de acionamento dos faróis e bancos revestidos em couro. As rodas de liga têm aro de 17 polegadas.

Em termos de segurança, a Volkswagen não dormiu no ponto e oferece seis airbags – dois dianteiros, dois laterais para os ocupantes da frente e dois do tipo cortina, que protegem a área das janelas laterais de todo o veículo. O modelo conta com um sistema especial de sensores para detectar a intensidade das colisões e ativar o equipamento. Além de freios ABS, ASR, EDL e controle eletrônico de estabilidade ESP para não deixar o carro perder sua trajetória e nem fugir do controle.

Sob o capô está o que mais empolga nesta versão topo de linha do novo Jetta, principalmente se você dá valor ao prazer de dirigir. O potente e instigante motor 2.0 TSI, com 200 cv e torque de 28,5 kgfm são suficientes para deixar qualquer pessoa que goste de carros ainda mais feliz. O propulsor mostra um comportamento dinâmico voraz o tempo todo e não deixa a desejar em nenhum momento. As acelerações são vigorosas e intensas, o que torna qualquer passeio com o sedan mais divertido. Esse motor utiliza um turbocompressor, sistema de injeção direta de combustível, quatro válvulas por cilindro e comando de válvulas variável, itens que juntos geram uma curva de torque plana a partir de baixas rotações. Já a suspensão, que na parte traseira é independente multilink, oferece a melhor relação entre desempenho e conforto.

O 2.0 TSI usa o conceito de downsizing (alta performance com baixa cilindrada e baixo consumo de combustível). O motor também tem baixas emissões de CO2. Em conjunto está a ótima transmissão DSG, de dupla embreagem Tiptronic e seis marchas. Essa moderna caixa de marchas automática não dá trancos e as marchas são trocadas com muita rapidez e suavidade, de forma automática ou manual. A opção manual é feita através da alavanca posicionada no console ou pelas borboletas (paddles shifts) posicionadas junto ao volante. Segundo a montadora o Jetta Highline acelera de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos e alcança a velocidade máxima de 238 km/h. Seu consumo também não foi dos melhores, mas também não deixou furo, registrando a média de 7,2 Km/l na cidade, com o ar-condicionado ligado a maior parte do tempo (lembrando que este motor só aceita gasolina). Mas a montadora informa que seu consumo médio é de 14, 8 km/l na estrada. Enfim, para quem quer diversão e conforto, o novo Jetta satisfaz.

*FICHA TÉCNICA:

Motor
Cilindrada: 1.984 cm³
Torque líquido máximo: 28,5 kgfm (G) – 1.700rpm
Potência líquida máxima: 200cv (G) 5.100rpm

Direção
Tipo de direção    Hidráulica

Freios
Traseiros: Disco
Dianteiros: Disco ventilado

Pesos
Em ordem de marcha: 1.375 kg
Carga útil máxima: 565 kg

Rodas
Aros: 7J x 17
Pneus: 225/45 R17

Reservatório (Tanque) de Combustível
Capacidade: 55 litros

Transmissão

Câmbio: Automatizado DSG (dupla embreagem) de 6 velocidades

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h: 7,3s (G)
Velocidade máxima: 238 km/h (G)

Dimensões Principais
Distância entre eixos: 2.651 mm
Altura    1.473 mm
Largura    1.778 mm
Comprimento    4.644 mm
Compartimento de carga/bagagens    510 l (módulos VDA)

*Dados do fabricante

Texto e Fotos: Marcus Lauria

Galeria de Fotos: Volkswagen Jetta 2.0 TSI Highline 2012

Publicidade
  • http://carplace.com Nildo

    Imaginem se os carros fosse barato,digamos o popular em torno de R$25 mil vc não teria como andar nas ruas pq com a facilidade q estar até quem ganha um salario ia comprar um.

  • Jean Fernando

    Junta masis 15000,00 e compra um Sonata !!! perfeito

    • Cristiano

      Perfeito não. Bonito, aliás um dos automóveis mais bonitos à venda no Brasil. Porém, não vale e nunca valerá R$ 105 mil. Onde já se viu um carro de categoria inferior de uma determinada marca (Sonata) ser vendido por um valor (muito) acima de outro desta mesma marca, porém de categoria superior (Azera)? Só aqui no Brasil mesmo e o pior é que tem gente que paga. Em outros mercados, como o americano, por exemplo, o Sonata é vendido por preços inferiores ao Azera.

      Além do mais, quem compra um Jetta Si está em busca de desempenho, não de beleza. Abrir mão disso e ainda pagar mais caro é no mínimo uma incoerência!

    • ventusboy

      Meu amigo, juntar 15 mil reais para comprar um Sonata, pelo mesmo preço do Sonata se compra o novo Passat que custa 106 mil reais, usando o mesmo motor TSi, porém com 211 cv de potência. Vi um Sonata de perto, o que achei dele, um carro bonito, porém não é elegante, apenas bonito, chama a atenção, pois possui muitos vincos, porém com o tempo, estes vincos deixam o carro feio, e um carro premium precisa ser elegante e sofisticado por onde passa, carros de luxo tem que possuir linhas modernas, porém simples e elegantes, é isso que torna um carro elegante, já viu BMW, Audi ou Mercedes com excesso de vincos como a Hyundai faz, já viu um Rolls Royce, um Bentley ou um Jaguar com exagero de vincos ou linhas, nunca. Um repórter mesmo falou quando testou o novo Passat, dizendo que ele ao vivo é mais belo e muito mais elegante, suas linhas apesar de serem sóbrias, caem muito bem nele, pois afinal, ele é um sedã premium, de luxo.

    • Vitor

      e … vai andar atrás de um Jetta TSI … fazer o que … tecnologia é tecnologia …. carro Coreano é carro Coreano! carro alemão é carro alemão … aliás … nem compara com o Sonata … compara com o Azera que o Jetta TSI também anda na frente! kkkkkk

  • Anonymous

    faltaram fotos noturnas.

  • Red

    Nossa sinceramente comparar BMW 118 de 136 cv é dose! Já O audi A3, são 20 mil reais de diferença…fora o valor do seguro, ipva, revisão de 3000 reais! O motor´é o mesmo, claro que o carro é superior…mas com essa diferença, é de se pensar né? convenhamos!
    E outra coisa…carro zero é carro zero! Não vamos comparar né?

  • ventusboy

    Nossa, dizer que o motor 2.0 TSi é antigo? Ultrapassado. Quem disse isso deveria mostrar em quais publicações se fala isso. Pois todos sites especializados sempre dizem: TSi é um motor 2.0 turbo mais premiado do mundo, se isso fosse verdade como dizem, ele não seria o mais premiado do mundo. Sobre potência, por que ele possui apenas 200 cv, sendo que o 1.4 TSi da própria Volkswagen possui 180 cv, isso vai de como a montadora ajusta o motor e pronto, o TSi do Passat teve alteração e entrega 211cv de potência, e me lembro que existe um Golf GTi que usa o motor TSi que tem quase 230 cv de potência. Ou seja, isso depende demais. Sobre os carros da Hyundai, eles custam caro, principalmente na manutenção, seguro caro e possui a maior desvalorização do mercado, maior que as próprias francesas, para se ter uma ideia, e vai saber o que a Hyundai faz para trazer carros mais baratos que a concorrência, se bem que não é bem assim, pois o Elantra de entrada virá custando 68 mil reais, e terá menos equipamentos de série que o Jetta, Fluence e 408 para se ter uma idéia, já que no segmento, estes 3 são os mais equipados atualmente. Acabamento, todo mundo que menciona o Jetta ou testa, fala a mesma coisa, o acabamento do Jetta esta nivelado com a concorrência, se vocês acham o acabamento do Jetta ruim, e ele esta nivelado, não deve nada aos concorrentes, isso quer dizer então que Corolla, Civic, Fluence, 408, Elantra, Focus Sedãs, todos também possuem acabamentos péssimos, pois do Jetta esta no mesmo nível que os deles.

  • ventusboy

    Lembrando, parem com esta de motor, o motor usado no Corolla e Civic já possui mais de 10 anos de idade, o que a Toyota fez é apenas atualizar os motores que são usados no Corolla daqui, assim como a Honda, porém não houve nenhum lançamento de motores novos destas duas montadoras. O Corolla e o Civic atulamente cobram quase os mesmo 65 mil reais do Jetta de entrada, e vem praticamente mais pelado que ele, apesar do motor AP usado nesta versão, pelos testes, ele não deu vexame, não foi o melhor, mas não foi o pior entre as passagens. Vergonha é os outros, que possuem motor com 140 cv de potência, e não andar tão distante assim do Jetta com motor de 120 cv. Isso por que o Jetta ele é melhor preparado, a relação das marchas, a dinâmica do carro em si, é melhor que seus concorrentes, ou seja, não superou, mas não deu vexame.

  • Marco

    Carrinho feio heim.. sem mais..

  • leonardo

    pare, o jetta decha o fusion no chão!
    aquela merda de fision só vai até 180, bloqueio automatico de velocidade. e o jetta te dá mais prazer no dirigir! e é muito mais confortavel.

  • waldir

    acho que vou ficar co meu santana 2006 mesmo é igualzinho a esse jetta.. rsssss

    • Vitor

      Inteligente sua observação … devia comparar ainda o Jetta a um fusca …. pois demonstra seu conhecimento na área automobilistica e sua paixão por porcarias antigas … como o Santana!

      • Fred

        Vitor, o cara tava tirando um sarro…. e vc caiu feito troxa!

  • Leonardo

    Prefiro um Fluence ou Sonata. Se liga Volks!

    • Derp

      carro francês é uma merda!

  • RUDOLFO OLIVEIRA

    CARRO CARO QUE NADA, VALE CADA CENTAVO INVESTIDO.
    ACABEI DE ANDAR COM UM TURBINADO, PARECE UM AVIÃO TENTANDO LEVANTAR VOO.
    IMPRESSIONANTE!!!

  • Vitor

    Nossa … o Sonata até entendo … mas o Fluence …. nem carro é para ser comparado a um Jetta.
    O acabamento do Fluence é digno de um carro de 2ª linha, sinto muito mas você precisa se atualizar em conceitos!

  • Vitor

    Acho engraçada a opinião de quem não tem um. Peguei o meu Jetta TSI ontem e até agora não consegui deixar o carro na garagem!
    Nunca tinha dirigido um carro tão bom e equilibrado por um custo x beneficio com tecnologia de primeira e não artificial "made in" Coreia (Lentoster de 120 cv, que diz ter 140cv!).
    O acabamento é o melhor entre os sedans da categoria.
    Quem fala mal é porque não dirigiu e nem vai conseguir dirigir um!

    • JN Caipira

      Vc tem razão. Tive Jetta 09/10 2,5 170 cv auto. Em maio troquei pelo Jetta TSI Completo.
      Com relação ao acabamento, Novo Jetta perde feio para Jetta 2.5, principalmente Porta Mala com "pescoço de ganso".Fora algumas reclamações sobre o acabamento, comparado ao Jetta 2.5, o resto é Show !!
      Motor, Câmbio DSG, tecnologia de segurança e conforto embarcada, consumo, dirigibilidade, etc (falar em desempenho é covardia) é realmente fantástico … Custo x Benefício vale? Vale. Pq os outros tbm tem suas falhas, Collora e Civic tbm usam "pescoço de ganso". Outro dia vi Novo Lancer/2012 top da Mitsubishi detalhada mente. Conclusão: acabamento+equipamento interno, no geral, mais fraco que Jetta. Desempenho e prazer de dirigir? O vendedor se esforçava para me convencer, mas nem falei que eu tinha Jetta TSI para não desanima-lo.
      A aparência de Jetta é pacata? Acho muito melhor que carro Coreano cheio de Vincos, enjoativo de mais, sem falar do "boca aberta de Bagre", novo DNA da Ford, mas não tenho nada contra Ford.

      • Sergio

        Hhahahaha. O bagre de boca aberta engole esse Jetta ae fácil fácil. Sem comparação, e num é só na questão de conforto não, chega a ser 30% a mais de torque. Sem contar que a tração é integral e tem sensor até pra correção de faixa (Lane Keeping Aid).
        A VW que se cuide porque não tem nem como comparar o Novo Fusion com o Velho Jetta.

  • Don Ramon

    Até que ta bacana, mas sou mais um Audi A4… rsrsrs

  • Gilberto Lopes

    O Jetta foi superado em grande estilo pelo novo fusion 2.0 titanium, Eccobost, isso é carro, o custo beneficio é muito bom, fora a ampla gama de tecnologia, fiz o pedido só quero 2013/2013 chega em março de 2013, não vejo a hora. Até a chegada do novo fusion, o Jetta TSI era imbátivel, não comprei pois estava aguardando o Novo Malibu LTZ também Turbo, mas a GM não tem previsão de chegada no Brasil, nem houve homologação ocorreu ainda. Quanto ao Jetta TSI só não adquiri devido o desenho dele ser esquisito, é feio demais, vamos ver se Volks modifica essa frente qué é horrorosa. Quanto ao novo Fusion Belo desenho, excepcional motor,fora os opcionais todos de série,vale a pena, deixei um cheque caução na SuperFor de Pinheiros o pessoal é bem técnico e competente. Atualmente tenho um Altis 2011/2011, me senti lesado, pois o corolla nem controle de tração e estabilidade tem, fora a multimidia que paguei R$ 4.800,00, até o Cruze LTZ tem a multimidia de série ou seja o novo fusion vai ser a bola da vez, ótimo carro e não possuí opcionais tudo é de série. R$ 12.990.00 acho que vale a pena.

    • Sergio

      Concordo plenamente com você. Não tem nem como comparar um carro com o outro. Alguns itens que já vem de série no novo Fusion titanium:
      8 Airbags (Frontais, Laterais, Cortina e Joelho)
      Auxiliar de manutenção de faixa de rolamento (Lane Keeping Aid)
      Blind spot monitoring system (BLIS®) com cross traffic alert – Sistema de monitoramento de ponto cego
      Camera de ré
      Freio de estacionamento elétrico
      Navegador com Mapas do Brasil e idioma Português
      Partida remota – acionamento do motor através do controle de remoto
      Piloto automático adaptativo (Adaptive Cruise Control)
      Pneus 235/45 R18
      Tração Integral nas 4 Rodas – AWD
      Sensor de estacionamento dianteiro
      Sensor de estacionamento traseiro
      Sensor de monitoramento de pressão dos pneus
      Sistema de Classificação do Ocupante
      Sistema de Estacionamento Automático (Active Park Assist)

      Isso sem contar a motorização. Incomparável.

  • André

    Eu comprei um Jetta TSI 2012 2.0 turbo eu achei carrão lindo de mais todo equipado paguei mais 690 com GPS e DVD 4 polegadas por 58 mil reais 990 muito barato ele anda muito quando ele pega uma reta você sente o motor agindo nossa até parece q vai decolar como disse o carinha é muito bom dirigir um jetta confortavél,sportivo bom de mais consumo dele nem se fala se formos comparar com os sedãs no brasil,na minha opinião dá 10×0 Eu iria pegar uma bmw 2013 2.0 turbo 16 valvulas 320i so não peguei por quê o preço de 128 mil reais deus me livre aproveitei peguei um jetta TSI pra mim foi a melhor escollha vem com itens de serie até com som e vem sedan que não vem com sono tem que comprar por fora