CARPLACE

Avaliação: Citroën C4 Picasso 2.0i 16V 2011

Avaliação Citroën C4 Picasso

A minivan C4 Picasso foi apresentada pela primeira vez ao consumidor brasileiro em janeiro de 2009, importada da Espanha onde é fabricada na planta da marca localizada em Vigo. No ano seguinte o modelo ganhou a série Avatar, em parceria com a Fox Home Entertainment, equipado com sistema de DVD no teto, com tela de 9,5 polegadas, feita pela Clarion. Com pequenas alterações, o C4 Picasso 2011 chegou mais atualizado. Confira a avaliação.

Clique nas imagens para ver em alta resolução.

Pelo valor de R$ 78.490 o consumidor que optar por essa versão de cinco lugares do C4 Picasso vai levar um pacote completo de itens de série que inclui: ar-condionado digital de quatro zonas com comandos nas extremidades do painel e controles individuais para quem vai atrás, vidros, travas e retrovisores elétricos, bancos de tecido com nova padronagem na porção central entre outros.

Ainda por dentro, chama a atenção a grande área envidraçada e a posição de dirigir mais alta, que facilita achar uma brecha no trânsito ou mesmo manobrar o C4 Picasso. O monovolume fracês conta também com bons retrovisores e o auxílio do sensor de estacionamento de série, que facilita nas manobras. Como o parabrisa é muito grande, a Citoröen criou um recurso bem interessante e muito útil para os dias ensolarados: os parassóis podem ser deslizados para frente, cobrindo uma porção do vidro e deixando a visão livre dos reflexos do sol. O C4 Picasso também conta com vários porta-objetos esplhados pelo interior, nos lugares mais inusitados.

Comandos laterais do ar condicionado - C4 Picasso

Característica de alguns modelos da Citroën, o quadro de instrumentos é digital e instalado na parte central do painel. No entanto, apesar de muito bonito, deixa a desejar na hora de buscar informações mais detalhadas como as de consumo e outras do computador de bordo, mas a principal, a velocidade, é exibida com números grandes e tem fácil visualização.

Volante com comandos centrais do C4 Picasso

O C4 Picasso oferece uma ótima ergonomia interna, como comandos bem localizados nas portas. O acabamento é de boa qualidade, com plásticos bem ajustados e espumas macias na parte de cima do painel, assim como nas laterais das portas. O volante tem ótima empunhadura, com revestimento em couro e detalhes cromados nos arcos. Só peca na parte dos comandos de rádio, computador de bordo e piloto automático, que devido ao volante girar só o arco, é um pouco incômodo usar esses recursos, mas com é possível se acostumar com o tempo. O porta-malas tem capacidade para 490 litros para a bagagem com os bancos traseiros em sua posição normal. Mas pode carregara até 1.775 litros de bagagem com os bancos abaixados. No porta-malas ainda existe uma lanterna portátil para emergências.

Avaliação C4 Picasso

Por fora, o C4 Picasso chama a atenção com seu desenho inovador, mas olhando atentamente, chega a lembra um XSara Picasso com linhas mais futuristas. De cara é possível notar o teto em formato arqueado e as lanternas traseiras com desenho marcante, que invadem a tampa do porta-malas, e que ganharam contornos mais escuros, em relação ao modelo 2010. Na frente o conjunto óptico foi renovado, com a introdução de LED’s na parte inferior dos faróis na linha 2011, assim como as novas rodas de liga leve de 17 polegadas com desenho único de 12 raios.

Vista lateral do Citroën C4 Picasso

O motor não mudou e continua sendo o mesmo desde seu lançamento. Trata-se do velho conhecido 2.0 a gasolina, que rende 143 cavalos a 6.000 rpm e produz 20,3 kgfm de torque. O propulsor trabalha em conjunto com uma caixa automática de quatro velocidades, com o comando localizado na coluna de direção. Devido à este posicionamento incomum, foi foi um pouco incômodo n início da utilização, mas com o uso diário, ficou mais fácil e até mais interessante que o convencional.

Motor do C4 Picasso

Este conjunto motor/câmbio faz com que o desempenho do C4 Picasso seja apenas modesto, com arrancadas e retomadas lentas, mas suficientes para carregar os 1560 kg do monovolume. O carro também conta com um sistema de controle de estabilidade bastante rígido, que não permite escapada para os mais ousados ao volante. Apesar da suspensão ser bem firme, o comportamento dinâmico é moderado para encarar curvas mais fechadas com uma pequena tendência a sair de frente.

O consumo também não foi o melhor aliado do C4 Picasso, indicado no computador de bordo, em percurso exclusivamente urbano e com o ar-condicionado o tempo todo ligado, a melhor média foi de 5,5 km/l.

Avaliação C4 Picasso - Faróis

Considerações

Em resumo, o Citroën C4 Picasso é um carro que traz um visual moderno e agrada muito pelos mimos de conforto oferecidos. Porta-trecos, a posição diferenciada da alavanca de câmbio e os controles individuais nas laterais do painel são os destaques do modelo. O para-brisa panorâmico também é um diferencial do modelo. Já pelo lado do conjunto mecânico, o conhecido motor 2.0 16V de 143 cavalos aliado ao câmbio de quatro marchas deixa a condução sem muita diversão, mas cumpre bem o papel, porém, afeta diretamente o consumo.

*FICHA TÉCNICA

Motor: 2.0
Alimentação: injeção multi ponto
Combustível: Gasolina
Potência: 143 cv
Torque: 20.4 kgf.m
Velocidade Máxima: 195 km/h
Tempo 0-100: 11.5 s
Consumo cidade: 5,5 km/l

Câmbio: automática com modo manual de 4 marchas
Tração: dianteira
Direção: elétrica
Suspensão Dianteira: McPherson, dependência da roda independente
Suspensão Traseira: eixo de torção, dependência da roda independente
Freio Dianteiro: Freio à disco: 2 discos ventilados;ABS;Distribuição eletrônica de frenagem EBD;Freios assistidos (BAS);Freio de estacionamento eletrônico
Freio Traseiro: Freio à disco: 2 discos ventilados;ABS;Distribuição eletrônica de frenagem EBD;Freios assistidos (BAS);Freio de estacionamento eletrônico

Dimensões:
Altura: 1710 mm
Largura: 1830 mm
Comprimento: 4590 mm
Entre-eixos: 2728 mm

Peso: 1560 kg
Tanque: 60 L
Porta Malas: 490 L
Ocupantes: 5

Galeria de Fotos Citroën C4 Picasso

Texto e Fotos: Marcus Lauria

Publicidade

26 comentários

  1. Rodrigo_LUSA

    9 de outubro de 2011 at 11:39

    Sonho de consumo de quem teve uma Xsara Picasso. Pena que com o aumento do IPI, o preço final dela tende a aumentar, no minimo uns 15 mil reais.
    Uma pena não ter uma versão nacional, mais simples com motor 1.6 flex, custando uns 65 mil, se esse carro estivesse a venda eu compriaria um com certeza.

    • Creu

      9 de outubro de 2011 at 13:33

      Juro que so cliquei na materia pra ver o consumo.

      - Agora o conforto é inegável!

  2. Guilherme

    9 de outubro de 2011 at 11:50

    "Porta Malas: 208 L"

    Essa informação está "um pouco" errada…

    • luis_ten

      9 de outubro de 2011 at 12:19

      Está bastante errada. A informação no site da Citroen diz "Volume do porta-malas 490 / 597", mas não informa em que situação cada medida é valida.

      • CARPLACE

        9 de outubro de 2011 at 13:11

        Corrigido. Os 597 litros é com o banco traseiro recuado, não rebatido.

    • Anderson

      9 de outubro de 2011 at 12:27

      Com certeza está errada. No próprio texto a informação é desmentida, veja:

      "O porta-malas tem capacidade para 490 litros para a bagagem com os bancos traseiros em sua posição normal."

  3. ancelmohenrique

    9 de outubro de 2011 at 12:19

    Consumo digno de V8.

    • Luiz

      10 de outubro de 2011 at 11:54

      Esse consumo está errado. Tenho um modelo 2009 e faço 9,0 km/l em um trecho misto de 50% estrada e 50% cidade. Com certeza meu modo de dirigir ajuda muito, em viagens chego a fazer 12km/l , sempre respeitando os limites legais de velocidade.
      Apesar de ter somente 4 marchas , atende bem a minha necessidade . E não é lento em arrancadas como comentou o site . Esse modelo de 5 lugares não recebeu leds abaixo dos faróis, apenas no modelo de 7 lugares , o C4 Grand Picasso.

  4. senhora

    9 de outubro de 2011 at 12:44

    depois de ter 2 xsara picasso,agora tenho um c4 picasso.confesso que ate ja tentei trocar de marca,mas nao encontro em nenhuma outra, o conforto e a tecnologia do meu c4 picasso.Já estou na idéia de comprar outro,mas só mudando de cor.Pensem num carrão confortável,seguro e cheio de tecnologia e ainda que não é gastador.

    • Sedici

      9 de outubro de 2011 at 16:43

      Bom, se não é gastador então havia algum problema com o carro avaliado. Poderia informar as médias que voce tem feito com o carro?

      • Sias

        9 de outubro de 2011 at 22:50

        Também penso em comprar uma e tenho interesse nesta informação. Se ela fizer 8km/l já está ótimo para o carro que é.

  5. Fernando Fernandes

    9 de outubro de 2011 at 13:06

    Faz favor, né?? Fazer esta reportagem tão boa… com um carro amassado???
    Quanto ao portamala … vai ver… começaram a medir sem tirar as bagagens que já estavam lá dentro…

    • CARPLACE

      9 de outubro de 2011 at 13:14

      Fernando, o carro é cedido pela Citroën e já estava assim. Não teve jeito

      • Fernando Fernandes

        9 de outubro de 2011 at 20:41

        Ok… é que as fotos são pra admirar… e não há como não notar o amassado… Isso aconteceu no site da chevrolet… com a Minivan Zafira… o carro… nas fotos estava com uma raspada feia na parte inferior dianteira… Acontece! hehe…

  6. FEU

    9 de outubro de 2011 at 15:07

    BOM CARRO ,PENA QUE COM O AUMENTO DE IPI , ESTE É MAIS UM CARRO A NÃO CABER EM MEU ORÇAMENTO.

  7. Fred

    9 de outubro de 2011 at 15:38

    Belo carro , mas com os aumento de ipi fica inviavel.

  8. Ricardo_Alves

    9 de outubro de 2011 at 16:09

    esta ai meu sonho de consumo.

  9. Sergio

    9 de outubro de 2011 at 18:27

    Entendo a posição da CARPLACE mas Citroën tinha que ter respeito ao seus pretendetes a cliente, ISTO É UMA VERGONHA…

  10. Wellington_L

    9 de outubro de 2011 at 19:03

    Bem…, com a ascensão dos SUVs/crossovers médio-compactos, a categoria de monovolumes médios – e similares maiores – está simplesmente morrendo. Somente na Europa ainda há certa sustentação para novos projetos e, mesmo assim, de forma tímida. Por tudo isto, o Citroën C4 Picasso é o mais "moderno" representante deste segmento encontrado em nosso mercado, mas isto não o torna excepcional, pois este já está defasado e o conjunto propulsor é um disparate, haja vista que, colocada sua data (década de 1990), sempre foi inadequado para ele. Portanto, apesar de ser um bom veículo, ele possui dois grandes deméritos: tecnologia antiquada e alto valor de comercialização – este último é "desculpável" dada à característica da importação.

    P.S.: Para aqueles que procuram por um automóvel tecnicamente atual que lhe entregue a versatilidade dessa minivan, o crossover Peugeot 3008 é uma claríssima e ótima alternativa, além de deixar o consumidor dentro da casa da PSA (Peugeot-Citroën).

    P.S. II: Ao contrário do que explana a ficha técnica, o Citroën C4 Picasso não possui sete lugares, e sim somente cinco. O modelo que possui os dois banquinhos suplementares é o Citroën Grand C4 Picasso.

    • saosao

      9 de outubro de 2011 at 20:17

      Há até uns 10 anos atrás a aposta era nas minivans, dado o mediano espaço externo e grande espaço interno para os passageiros. Sinceramente, esse amplo espaço interno sempre me deixava com dúvidas no real anho, pois não ganhava em largura ou profundidade, mas sim em altura.
      De qualquer forma, a praticidade deu lugar à imagem e hoje os SUVs são a bola da vez: station wagons altas, pneus grandes, com apelo da resistência e uso no fora de estrada e… só.

  11. Leon

    9 de outubro de 2011 at 22:14

    Carro com a caixa de ar amassada, pois tentaram subí-lo com o macaco, mas ancoraram no lugar errado.

  12. mandabala

    10 de outubro de 2011 at 4:00

    Conjunto óptico Citroen sempre impecável! O interior ainda me fascina, é muito belo e esse cubo fixo legal demais!

  13. Mario

    10 de outubro de 2011 at 10:00

    Olha deste carro não posso falar muito pois só andei uma vez e de carona. Como sou mais pobrezinho que vcs heheheh (brincadeiraa gente) eu tenho o irmão mais pequenino o C3 e acredito que não ha no Brasil um carro na categoria dele que faça frente! Eu entendo muito de carro e pesquiso leio e testo todo modelo novo que sai e não tenho duvida o C3 e parece que isso serve para o C4 picasso tambe, é incrivel! Um carro economico extremamente confortavel, com boa estabilidade e com muita tecnologia, penso que ele vale muito mais do que custa!

  14. Fabio

    10 de outubro de 2011 at 10:44

    Acho um absurdo essa versão GLX sendo vendida como top de linha… Não sei se já notaram, mas a Grand Picasso é EXCLUSIVE e essa ai não!

  15. Matheus_P

    10 de outubro de 2011 at 12:07

    Belo carro sem motor e cambio condizentes. Faltou o 1.6thp e cambio de 6 marchas.

    • zemarreta

      19 de dezembro de 2011 at 0:31

      Queria ter mais joinhas para te dar. Realmente com o 1.6 turbo esse carro seria impecável.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>