Avaliação: Chevrolet Sonic LTZ – A difícil tarefa de substituir o Astra

Chevrolet Sonic Hatch LTZ

Apesar da GM negar, o Sonic chegou para substituir o veterano Astra. Em fim de vida, o hatch médio espaçoso e com motor 2.0 vendia bem devido ao preço com generoso desconto, mas ficava devendo em tecnologia. E é exatamente neste quesito, aliado ao visual de apelo mais esportivo, que o Sonic pretende conquistar os órfãos do modelo. CARPLACE passou alguns dias com o novo hatch compacto premium e conta agora o que achou.

O Sonic tem visual ousado e diferente de tudo que a Chevrolet tem feito. A grade dianteira bipartida e pronunciada é o único elo que o liga o desenho externo à identidade global da marca. O grande destaque está na parte dianteira, com os faróis de parábolas independentes sem cobertura por lente, que dão um aspecto interessante ao compacto.

Chevrolet Sonic Hatch LTZ

A lateral aplica a mesma solução utilizada no pequeno Spark, com a maçaneta vertical da porta traseira junto à janela. Também ostenta um vinco marcante em “L” e ousa novamente nas lanternas traseiras em 3D – com dois círculos e aerofólio mais evidente.

Na parte interna, a ligação é mais intensa com os demais modelos da marca. Inspirado no Cruze, o que é bom, o Sonic tem painel com materiais de qualidade e acabamento geral na cor preta com detalhes em cinza. Os bancos são macios e bem confortáveis, talvez até demais, e o seu revestimento em tecido também transmite boa qualidade. Chama a atenção ainda as saídas de ar circulares.

Chevrolet Sonic Hatch LTZ - Acabamento interno

O quadro de instrumentos é semelhante ao usado no Cobalt, Spin e Onix, com tamanho reduzido mas muito funcional e que oferece ótima leitura. Possui velocímetro digital e conta-giros analógico com o marcador de combustível em barras, enquanto as informações do computador de bordo ficam à direita.

Painel do Chevrolet Sonic LTZ

Inspirado em motocicletas, o quadro de instrumentos é um dos trunfos do Sonic. Por ocupar um espaço menor, transmite uma sensação de amplitude ao motorista e passageiro dianteiro. E não é só impressão: o hatch é bem mais espaçoso que seu principal concorrente, o Ford New Fiesta. No banco traseiro o espaço também é superior ao do modelo da Ford. Já o porta-malas comporta apenas 265 litros, mas ao menos vem com uma rede para retenção de bagagens.

Bancos traseiros do Sonic Hatch

O console central também segue as linhas do Cruze e abriga os comandos do ar condicionado analógico, botão de destravamento central e o sistema de som.

Apesar de ser posicionado no segmento de compactos premium, o Sonic tem alguns pecados. O primeiro é a falta de iluminação para todos os interruptores dos vidros elétricos, na porta do motorista. Outro ponto é falta do cinto de segurança de três pontos para o passageiro traseiro central, bem como a ausência do terceiro apoio de cabeça.

Ar condicionado do Sonic

A lista de itens de série na versão de entrada, a LT, inclui ar-condicionado, airbag duplo, direção hidráulica, computador de bordo, freios ABS com EBD, vidros, travas e retrovisores elétricos, rodas de liga leve aro 15 e desembaçador do vidro traseiro.

Já a versão LTZ agrega o sensor de estacionamento, faróis de neblina dianteiros, apliques cromados nas maçanetas internas, friso lateral cromado, rodas de liga leve aro 16 com pneus 205/55, descansa braço central, controles de áudio no volante e rede porta-objetos no porta-malas. Além disso, o Sonic LTZ ainda oferece a opção do câmbio automático de seis marchas, piloto automático e o revestimento dos bancos em couro.

Ao volante

O Sonic é um carro que recebe bem o motorista. A posição de dirigir é boa, assim como a ergonomia geral e acesso aos principais comandos. O volante possui regulagem de altura e profundidade e os retrovisores trazem ajuste elétrico.

O ruído a bordo é baixo e o desempenho do motor 1.6 16v de 120 cv é satisfatório. Não há aquela “sobra” de potência como no bom e velho Astra (que tinha 140 cv e torque abundante em baixa rotação), mas ele dá o troco com uma dirigibilidade muito superior. Em rotações mais altas, o ruído um pouco áspero do motor é notado, mas na maior parte do tempo quase não se percebe devido ao bom isolamento acústico.

Chevrolet Sonic LTZ

A suspensão tem acerto no meio termo entre firmeza e conforto. Porém, o Sonic tem rodar mais macio que o irmão maior Cruze sem muito prejuízo para a estabilidade, pois contorna as curvas sem inclinar demais a carroceria.

A direção hidráulica é precisa e macia, não lembrando em nada o sistema utilizado no Astra. No entanto, ficaria muito mais interessante contar com a assistência elétrica presente no Cruze. Assim, oferecia mais prazer e não perderia neste quesito para o New Fiesta ou novo Citroën C3. O câmbio também mostra clara evolução. Tem engates de curso um pouco longos, mas macios e precisos, contribuindo para a boa dirigibilidade do carro.

O consumo na cidade com gasolina ficou na casa dos 10,2 km/l e no uso rodoviário atingiu 15,0 km/l. Registramos esses valores em situações de trânsito moderado, com ar condicionado ligado. “Desafiando” o carro, rodamos no modo “tiozão” em vias expressas e sem trânsito, com velocidades oscilando entre 60 km/h e 70 km/h e chegamos a atingir a excelente marca de 17,1 km/l. Isto é uma prova de que o conjunto é bem mais eficiente que o do antigo hatch médio.

Na estrada, o Sonic também demonstrou boa estabilidade. A direção com peso correto em velocidades mais altas transmite segurança. A interação entre o motorista e o carro é boa, mas não é tão direta quanto a do New Fiesta, por exemplo.

Em resumo, o Sonic tem muitas qualidades. O problema é enfrentar concorrentes de peso como o New Fiesta, novo C3 e reestilizado Fiat Punto. Vale lembrar que o GM não possui direção elétrica, ar condicionado digital e alguns itens de segurança e conveniência presentes nos concorrentes, mas conta um moderno conjunto mecânico, inclusive com a oferta do câmbio automático de seis velocidades (ausente no New Fiesta e de apenas quatro marchas no C3). Conta a favor também a boa dirigibilidade, qualidade de construção e bom acabamento.

Com a chegada do Onix, o portfólio da Chevrolet fica muito bem dividido, ficando a cargo do Sonic iniciar a oferta do motores Ecotec 16V. Como ele peca pela ausência de certos itens, o preço (R$ 54.100) poderia ser um pouco menor para deixá-lo mais competitivo, principalmente na versão de topo LTZ.

Por Júlio Cesar

Ficha Técnica: Chevrolet Sonic Hatch 1.6 16V LTZ – R$ 54.100

Motor: dianteiro, transversal, quatro cilindros, 16 válvulas, 1.598 cm3, comando duplo variável, flex; Potência: 116 (120 cv) gasolina (etanol); Torque: 15,8 (16,3 Kgf/m); Transmissão: câmbio manual de cinco marchas, tração dianteira; Direção: hidráulica; Suspensão: independente McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira; Freios: discos nas quatro rodas, com ABS; Peso: 1.186 kg; Capacidades: porta-malas 265 litros, tanque 46 litros; Dimensões: comprimento 4.039 mm, largura 1.735 mm, altura 1.517 mm, entreeixos 2.525 mm.

Publicidade
  • Guilherme

    Para vcs que nao tem um sonic e falam pelos cotovelos:

    Eu ja tive um astra advantage2010 e agora um sonic 2013. Posso dizer que o sonic da de 1000! eh um carro com design superior, acabamento lindo, uma economia Sem igual e uma potencia digna de carros maiores ainda mais pela sua estabilidade.

    • Rose

      Olá… Poderia falar mais do seu conceito do Sonic, estou estudando adquirir um…. Qual a sua Nota de avaliação do carro, temo na venda perder muito… Obrigada!!!

    • ane

      Quem fala mal do Sonic é aqueles que o acham caro e não podem pagar por ele ! ; rsrsrs

      • samuel

        Concordo
        tenho um LTZ automatico + couro e paguei 44.000

        carrão, lindo e nao beber nao, mesmo sendo automatico

        ADOREI O CARRO, e outra …… ca pra nós, PUTA presença o carro.

        vai dar role de Astra e depois de Sonic. Muito mais estilo o Sonic.

        Astra virou Gol todo mundo tem

        Astra 2011 acha por 27.000,00

    • EDIR

      Perfeito! Concordo com vc…acabei de vender meu c3 e comprei um sonic LTZ…Muito bom!

  • Márcio Alexandre

    Sem dúvida, o preço do SONIC é piada, pois a concorrência oferece produtos melhores por um menor preço. Haja lá o Honda FIT, o Ford NEW FIESTA ou mesmo Hyndai I30…
    Esse carro não deveria custar mais do R$ 45.000,00.

  • camargo

    O SONIC é fabricado na CORÉIA. Ele é Xing-Ling.

  • Rodrigo Sampaio

    A maioria do que comentam são consumidores de internet. Vão fazer o testdrive e calar a boquinha de vez. Ou então fiquem bem com seus astras velhos e beberrões. Sonic é o carro! quem tem não se arrepende.

    • Sergio Queno

      Falou tudo, os caras devem andar de paus velho e querem ficar metendo o pau, comprei um LTZ e estou super contente, agora é a ERA do freio ABS e outras tecnologias que nem tinham no ASTRA. sem falar que sou GM desde pequeno.

    • ane

      Falouuu e disseeee quem tem não se arrepende mesmo, eu tenho e não me arrependo da compra, quem fala mal é quem não pode pagar por ele !

  • Bruno Leonardo

    Comprei o carro e é um grande prazer dirigi-lo. Macio, marchas entram com leveza, o consumo chega a 14km/l na cidade. Eu não me arrependi nem um pouco!

    • Rodrigo

      Exatamente,este carro é maravilhoso,espaço interno é ótimo,muito maior que o do Astra,comando de valvulas variavel tecnologia encontrado só em carros de alto porte,carro completo,super prazeroso de dirigir,engate das marchas macio,suspenção muito bem calibrada,ótima estabilidade.
      Muita gente criticando o carro,maioria nem conhece o carro,acha que a tecnologia e plataforma é a mesmo do ONix,estão por fora,é outro carro totalmente diferente muito maior e muito mais estavel.Só um detalhe,motor ecotec e o carro vem do Mexico,outro padrão de qualidade.

  • DDjjdj

    o ideal seria que cada um colocasse o carro que tem, ou o "BUZÃO" que estão acostumados a andar

    • ane

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk verdadeeeee

  • ANDERSON

    A PIOR BURRICE QUE EU FIZ EU TINHA UM ASTRA E PARA MEU AZAR COMPREI UM SONIC, TOTAL DECEPÇÃO,NEM SE COMPARA COM O CARRÃO QUE EU TINHA,POIS BEM O SONIC COM TRES MESES DEU PROBLEMA NO MOTOR E ESTOU ESPERANDO PEÇA MAIS DE 1 MES E ATE AGORA NADA.NÃO CAIAM NESSA É MELHOR UM FUSCA!!!!

  • Éder Castro

    Esse carro esta supervalorizado…
    Desculpe os fãs de carro 0km, mas com R$ 50.000,00 acabei de adiquirir um Peugeot 308 com 16.000 km.
    Fiz o teste nos dois, sonic (que era minha primeira opção) e no Peugeot 308 semi novo. Peço desculpas mais uma vez, mas quem comprar um Sonic por esse valor é realmente um maluco!! O carro tem desempenho rídiculo, acabamento interno digno de Celta, painel de moto (literamente) e pouco espaço interno.
    Acho o carro bonito esteticamente porém a relação custo x benefício é horrorosa.

    • Flip

      Espere para ver os gastos com manutenção que terá com o 308, bem como o valor que vão pagar nele quando for revender…

    • ane

      Se acha bonito e era sua primeira opção como compara-lo ao celta??? achou caro, não quis pagar oq estão pedindo e esta metendo o pau no carro ? kkkk aiai

      • andshiga

        Vc está totalmente certa, claro! Um focus (0km) ou um 308 são carro muito inferiores ao MARAVILHOSO sonic… continua dando dinheiro pra fabriquinha de são caetano… aliás, continua dando dinheiro pra montadora, aproveita e sai jogando dinheiro pela rua!
        Acorda!

    • Jessica

      Procurei um carro 1,6 com câmbio automático, piloto automático, bancos de couro, rádio com bluetooth, ar condicionado, roda de liga leve… Só faltou câmera de ré e direção elétrica! Trajeto misto (cidade e estrada) consumo de 9km / l e consumo na estrada 12,5 km / l (gasolina). Meu carro está com 1.500km , espero que o consumo melhore um pouco ainda. Bastante confortável , carro pro dia a dia de uma mulher solteira. Acabamento interno excelente, entrei no Honda City e perde de longe no desing interno. Carro cheio de porta treco, estou satisfeita com o carro mas triste com o custo de manutenção. Carrinho delícia, estou gostando.

  • ARIADNA

    Bom, comprei o Sonic LTZ, com apenas 2 meses de uso a peça do câmbio de marcha quebrou, liguei para Chevrolet, agendei e até hoje, já se passaram 7 meses e nunca trocaram a peça quebrada, sem falar do alto consumo de combustível, as vezes chega a fazer 5.1 por litro. Hoje, (09/07/2013), levei novamente o carro a concessionária (PLANETA VEÍCULO/IMPERATRIZ-MA) de minha cidade ,e como sempre nada solucionado. Como estou arrependida de ter adquirido esse veículo.

  • Carlos

    Podem falar o que quiserem do Astra, inclusive de pau velho, eu tenho o Sunny que é 2001, mas ele pelo menos têm um porta-malas bem maior, têm o cinto 3 pontos para o passageiro que vai no meio no banco traseiro, pode ser até mais beberrão, mas é mais máquina, muito de vez em quando dá um ou outro problema, mas nunca me deixou na mão, tenho ele à mais de 3 anos, não me arrependo de ter adquirido, eu tenho um vizinho que comprou um Sonic 0 km, e se arrependeu, não ficou com ele nem 1 ano, teve um problema atrás do outro, e hoje ele vive me perguntando se eu quero vender meu Astra para ele, e eu falo pra ele, ” panela velha que faz comida boa”.

  • Magal

    Beberrão – não faz mais de 5km/l, em trajeto misto estrada / cidade. A justificativa da concessionária: Chevrolet consome um pouco mais mesmo, e o carro é novo (?)
    Manutenção caríssima – valor da 1ª revisão R$ 469,00 (troca de óleo e filtros), contra R$ 264,00 do Cruz. Justificativa da concessionária: Carro é importado e é tudo mais caro mesmo.
    FUJAM DESTE CARRO

  • Ezequiel Marques Malmagro

    Vc vai v a hr que o 308 pifa oque nao e dificil so p troca as velas vc vai te que desmonta o carro inteiro ja tive monza q e melhor q 308 ja tive vectra hj tenho astra. Gm nao tem p ninguem sonic e muito dhr e economico

  • Ezequiel Marques Malmagro

    Como tem gente q tem coragem d comprar palio e ainda fala q tem melhor acabamento e os carros da gm hj os carros mais vendidos sao fiat e logico e mais barato nao se esqueca o velho ditado o barato sai. Caro

  • Fernando

    Galera, é o seguinte: poderia fica aqui até amanhã falando sobre o que, de fato, precisa levar em conta num automóvel (entre eixos, dirigibilidade, torque, potência, peso, relação peso x torque, etc).
    Mas vamos para esta simples situação: coloque você, mulher, filhos, mala, todos os sapatos e bolsas da sua mulher, brinquedos das crianças e tudo mais dentro do carro. Daí, pé na estrada. Ao ultrapassar, considerando uma margem de segurança, um caminhão bi-trem surgir um outro caminhão na mão contrária ou se num aclive estiver vindo atrás de você uma jamanta com todas as luzes acessas pedindo passagem (sob pena de você virar pastel), você com toda calmaria e conhecimento que acha que tem sobre carros vira pra sua esposa (esposa já com a mesma cara de espanto de quando acorda) e diz assim: calma amor! O pessoal entendido de carro, especialistas no assunto, que só fazem isso etc disse que o que importa é a moderindade do nosso carro…
    Então, se você sobreviver (tanto da iminente tragédia quanto da fúria da esposa), me conte mais sobre se aposentar o velho, arcaico e tadinho chevrolet Astra…